DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros

CASA DA ACOLHIDA



HISTÓRICO
    A Casa da Acolhida foi criada em 22 de Fevereiro de 2001 pela iniciativa do Conselho Nacional das Igrejas Cristãs da Região de Ponta Grossa, através da Campanha da Fraternidade Ecumênica do ano 2000 – “Um Novo Milênio Sem Exclusões”.

     É uma entidade filantrópica que abriga temporariamente pessoas em situação de risco: moradores de rua, andarilhos, migrantes, sem-teto, desempregados, pessoas sem família, enfermos em tratamento não hospitalar, pessoas que sofrem violência no lar, etc.

    A Casa da Acolhida presta os seguintes serviços: leitos para pernoite, banho, 4 refeições por dia, laborterapia e encaminhamento assistencial.

     São várias pessoas encaminhadas para a Casa da Acolhida que encontram um abrigo, acolhida, banho, refeições e amizade.

    A Instituição entra no espírito do ecumenismo, da solidariedade e no respeito à dignidade do ser humano, superando a exclusão social a que são submetidas tantas pessoas em nossa sociedade. É o testemunho da fraternidade para uma sociedade mais justa e solidária.

CASA DA ACOLHIDA

EXPRESSÃO DO AMOR ACOLHEDOR DE DEUS

PARCEIROS
    A Instituição funciona através de uma parceria entre a Vila Vicentina – Sociedade São Vicente de Paulo, o CONIC e a Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, sendo o papel de cada parceiro:

     Vila Vicentina: estrutura física (prédios e instalações), estrutura jurídico-administrativa e atendimento interno da casa.

     CONIC: arrecadação mensal de alimentos e material de limpeza. Fazem parte do CONIC: Igreja Católica, Igreja Luterana e Igreja Metodista (Região de Ponta Grossa).

    Na Igreja Católica é feita uma escala de doações para atendimento das necessidades da Casa da Acolhida, de tal forma, que mensalmente duas (2) paróquias da cidade de Ponta Grossa são responsáveis pela coleta de alimentos e material de limpeza e doação.

     Prefeitura Municipal: abordagem na rua, atendimento através do plantão e atendimento técnico (assistente social).

Casa da Acolhida
Dormitórios com espaço para os homens e para as mulheres.
Banheiros.
Cozinha
Sala de Convivência.
Refeitório Comunitário
Horta, Plantação e Viveiro de Horaliças.

Manutenção da Casa e alimentação
Obs.: Os Alimentos e Materiais de Limpeza arrecadados e doados para a manutenção da Casa da Acolhida é um gesto concreto de Amor ao Próximo

A CASA DA ACOLHIDA É MANTIDA TAMBÉM COM A DOAÇÃO DE ALIMENTOS E OU PRODUTOS DE LIMPEZA

CASA DA ACOLHIDA
INSPIRADA NA CAMPANHA DA FRATERNIDADE ECUMÊNICA

Prece ao Pai
Para todos o Pai, o pão e a paz

    Os cristãos aprenderam de seu Mestre a oração do Pai Nosso. Não é só uma prece; é o próprio programa do Reino que Jesus nos ensinou a pedir. Pedindo nos comprometemos com esse programa em nossa vida e afirmamos a confiança na graça que torna possível que venha a nós o Reino do Senhor.

     Pai nosso que estás nos céus Ao dizermos Pai Nosso já estamos afirmando a dignidade de todos, sem exclusão: ninguém, qualquer que seja a sua situação deixa de ser filho (a) do Pai de todos. O outro não é um desconhecido que podemos ignorar, um estorvo que se deve descartar, nem um competidor contra o qual tenho que me prevenir. É um irmão, uma irmã, para amar, defender e valorizar, como se espera que aconteça em qualquer família digna desse nome.

     Santificado seja o teu nome . A santificação do sagrado Nome de Deus-Pai está ligada à defesa da dignidade humana e ao diálogo cristão. Desprezamos o Pai quando permitimos o descarte daqueles (as) que Ele ama. Desqualificamos nosso discurso sobre a glória do Pai quando nos apresentamos divididos diante do mundo que não crê.

     Venha o teu Reino. Seja feita a tua vontade.O Reino de Deus e vontade do Pai passam por relações mais do que justas: fraternas, solidárias generosas e, portanto, construtoras de paz.

     Dá-nos hoje o pão nosso de cada dia O pão nosso de cada dia não pode faltar, em nenhuma casa. Ele é o sinal concreto que mostra e estamos ou não sendo fiéis ao projeto do Pai. Não é o pão do exagero, da acumulação; é o pão das necessidades humanas atendidas com digna simplicidade, bem repartido para que o supérfluo de uns não seja a carência de outros.

     Perdoa as nossas dívidas assim como nós nos perdoaremos. O perdão das dívidas deve estar presente na vida pessoal, para que ressentimentos não envenenem a paz nas casas e nas comunidades. Deve estar presente também entre as Igrejas que precisam curar as feridas de séculos de separação e enfrentamento. Mas tem que estar presente também no resgate das dívidas sociais que esmagam os filhos e filhas de Deus.

     Fortalece-nos na tentação; livra-nos do mal Idéias sedutoras e sistemas que não reconhecem o valor da pessoa estão aí prontos para serem usados como desculpa para deixar tudo como está. Jesus disse que as portas do inferno não prevaleceriam sobre a sua Igreja. Temos o direito e o dever de pedir ao Senhor da História que nos ajude a construir um novo milênio parecido com a Nova Jerusalém, aonde o mal vai sendo vencido e as lágrimas vão dando lugar à alegria.

     Teu é o reino, o poder e a glória.

    Não sonhamos utopias vazias. O nosso sonho vem assinado por Deus, selado com o sangue do Cordeiro, aquele que vence o mal e a morte e que reinará para sempre.

CONTATOS
CASA DA ACOLHIDA – VILA VICENTINA
Rua: Doralício Correa, 316 – Ponta Grossa – Paraná.
Ponto de Referência - Hospital São Camilo / Vicentino - Uvaranas.
Fone: (42) 3235-5934 (42) 3226-3983
Coordenadora da Casa da Acolhida: Jocimara M. Dote.

     “Visite a Casa da Acolhida e faça sua doação!”

VILA VICENTINA
CASA DA ACOLHIDA
Rua: Doralício Correa 316
Ponta Grossa – Pr
Fone- (042) 3235-5934

RELATORIO DE ATENDIMENTOS - JULHO/09
Atendimentos: 182 pessoas
Diárias: 297 ( pernoite, banho )
Refeições: 894 ( café da manhã, almoço, jantar )
Sexo: Masculino: 155 | Feminino: 27
Idade: Menores * : 15 | 18 a 30 anos: 51 | 30 a 40 anos: 50 | 60 anos acima: 10
    * Todos os menores acompanhados pelos responsáveis

Procedência:
     Paraná, Minas Gerais, santa Catarina, Pará, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Paraguai, Venezuela.

Clientela:
     Na sua grande maioria migrantes em busca de emprego, famílias desabrigadas, moradores de rua, famílias encaminhadas pelo Conselho Tutelar, Pessoas para tratamento de saúde, pessoas em tratamentos no CAPSAD.

Encaminhamentos:

- encaminhamento para aquisição de passagem visando o retorno para a cidade de origem
- para fazer documentação,
- para a PROLAR (cadastro para a aquisição de moradia); encaminhamento para o CAPSAD
- transferência escolar.

Atendimento: através do Plantão Social pelo telefone (42) 3224-8203.
Rosemeri Godoy
Jocimara Michalowski
Antonio Zander
Assistente Social
Coordenadora
Presidente

Convênio com o SUAS
     No mês de junho de 2009, foi assinado um convênio com o Sistema Único de Assistência Social (SUAS). O qual a Casa da Acolhida passará a receber recursos federais para o Acolhimento temporário às pessoas em situação de rua. Para implantação deste programa a Secretária Municipal de Assistência Social solicitou a Diretoria da Vila Vicentina/Casa da Acolhida a execução de ações previstas as quais deverão estar em consonância com as seguintes diretrizes.

1- Numero estimado de 150 atendimentos/mês; atendendo em período integral, inclusive aos Sábados, Domingos e feriados.
2- Oferecer estratégias para a potencialização da autonomia, reinserção social e comunitária, desenvolver ações para o resgate da identidade pessoal e social, com possibilidades de reconstrução dos vínculos familiares.
3- Acompanhamento técnico profissional, (Assistente Social,) Contratações de mais funcionários - Auxiliar de cozinha, Atendentes, Auxiliar de Serviços Gerais.
4- Oferecer serviço de acolhimento para as famílias com ou sem crianças em ambientes separados.
5- Estrutura física com acessibilidade para o atendimento de pessoas com deficiência física.

Coordenadora da Casa da Acolhida: Jocimara Michalowski Dote
Assistente Social: Rosemeri Godoy
Presidência:Sr. Antonio Amâcio Zander

ORGANISMOS          





Navegue até a sua Paróquia



Cúria
Cúria
Imprensa
Clipping
Download