Destaques:
Pesquisar:  

Conselho Diocesano de Pastoral

Regimento do Conselho Diocesano de Pastoral

O Documento de Santo Domingo propõe como linha pastoral “incrementar uma vivência de Igreja-Comunhão que nos leve à co-responsabilidade na ação da Igreja” (nº. 98). Certos de que “a organização é sinal de comunhão e participação na vida da Igreja” (Puebla, 801), fica instituído na Diocese de Ponta Grossa o Conselho Diocesano de Pastoral.

I - Objetivo do Conselho Diocesano de Pastoral:

O Conselho Diocesano de Pastoral tem como objetivo possibilitar à comunidade eclesial um crescimento harmonioso e um eficiente desempenho na vivência e no exercício da comunhão, promovendo a evangelização, examinando e avaliando as atividades pastorais na Diocese e propondo conclusões práticas sobre elas (cf. CDC, c. 511).

A fim de concretizar seu objetivo maior, cabe ao Conselho Diocesano de Pastoral as seguintes tarefas:

1- Assessorar o Bispo Diocesano nos assuntos que dizem respeito às necessidades pastorais da Diocese. O Conselho tem somente voto consultivo (cf. CDC, c. 514);

2- Pesquisar, estudar e examinar tudo quanto se refira às necessidades e desafios pastorais;

3- Coordenar a elaboração do Plano Diocesano de Pastoral;

4- Acompanhar, avaliar e rever a execução do Plano de Pastoral;

5- Prestar serviço pastoral aos setores diocesanos;

6- Integrar a vida pastoral: paróquias, setores, pastorais, organismos, associações e movimentos (Pastoral de Conjunto);

7- Integrar pastorais, associações, movimentos e organismos afins.

 

II - Composição (membros)

O Conselho Diocesano de Pastoral será composto pelos seguintes membros:

1. Bispo Diocesano (Presidente do Conselho Diocesano de Pastoral);

2. Vigário Geral;

3. Coordenador Diocesano da ação Evangelizadora;

4. Coordenador de cada Setor Pastoral Diocesano;

5. Coordenador  Diocesano da C.R.B.;

6. Coordenador de cada pastoral, movimento, associação e organismo de coordenação diocesana.

 

III - Direção

A Direção do Conselho Diocesano de Pastoral será formada pelo Presidente, pelo Coordenador da Ação Evangelizadora e pelo Secretário.

. Ao Presidente do Conselho compete:

1. Designar o Secretário do Conselho;

2. Nomear os membros escolhidos para o Conselho, por meio de provisão;

3. Dar posse aos membros do Conselho;

4. Presidir as reuniões do Conselho, podendo delegar essa tarefa;

5. Convocar reuniões extraordinárias;

6. Mandar publicar o que foi tratado no Conselho.

 

2. Ao Coordenador da Ação Evangelizadora:

1. Elaborar a agenda das reuniões do Conselho, ouvidos o Presidente e demais membros;

2. Zelar, junto com a Comissão Executiva, para que as decisões tomadas pelo Conselho sejam colocadas em prática;

3. Animar a realização do Plano de Pastoral Diocesano junto aos Setores Pastorais e coordenadores das pastorais, movimentos, associações e organismos;

4. Coordenar as Assembléias Diocesanas.

 

3. Ao Secretário do Conselho compete:

1. Redigir e ler as atas das reuniões do Conselho;

2. Organizar os arquivos do Conselho;

3. Auxiliar o Bispo e o Coordenador da Ação Evangelizadora nas suas atribuições.

 

IV - Membros

Aos membros do Conselho compete:

1. Participar das reuniões, quando convocados;

2. Participar das Assembléias Diocesanas;

3. Representar o Conselho, quando designado;

4. Participar na elaboração da agenda das reuniões, apresentando sugestões com antecedência;

5. Repassar, àqueles que estão representando, as decisões tomadas nas reuniões.

 

V - Reuniões

O Conselho reunir-se-á ordinariamente duas vezes a cada semestre, preferivelmente antes da reunião geral do clero.

 

VI - Duração do Mandato

Um membro perderá seu mandato quando deixar de ocupar o cargo que o credenciava para o C.D.P., e sua vaga será ocupada por aquele que o substituiu no respectivo cargo.  

                   

Aprofundamento para melhor compreensão

O que é o CDP?

É um serviço que decorre da concepção Igreja-Povo de Deus, Comunhão e Participação. Por este meio, prestamos um serviço à unidade da Igreja na diversidade. Nas suas diversas Pastorais, Associações, Movimentos e Setores Pastorais, presentes em nossa Diocese, o trabalho de articulação e comunhão acontece através do Conselho Diocesano de Ação Evangelizadora. É no CDP que nos conhecemos como Igreja nos seus diversos carismas; e nesta diversidade nos respeitamos, juntos propomos e colocamos em prática o Plano de Pastoral de nossa Diocese.

Quem faz parte do CPD?

Os Coordenadores das diversas Pastorais, Movimentos, Associações e Organismos que possuem representatividade diocesana, mais os Coordenadores dos oito setores pastorais de nossa Diocese, o Coordenador da Ação Evangelizadora e o Bispo Diocesano. Uma característica importante do CDP é que os seus membros deverão participar das reuniões convocadas a cada três meses. Esta participação não poderá ser delegada a outra pessoa.

Quais são os objetivos do CPD?

- Aprofundar o amor pela Igreja, em atitude de comunhão eclesial, diálogo e disponibilidade ao serviço pastoral;

- Conhecer e assumir o Plano de Ação Evangelizadora da Diocese;

- Integrar o plano de Ação Evangelizadora na Pastoral, Movimento, Associação, Organismo e Setor; de modo que as propostas assumidas tomem vida nas suas diversas realidades;

- Preparar a Assembléia Diocesana com a Comissão Executiva do Plano de Ação Evangelizadora;

- Acompanhar, avaliar e rever a execução do Plano de Ação Evangelizadora;

- Prestar serviços aos Setores Pastorais;

·  Espiritualidade - Mística do CDP?

·  Espiritualidade centrada na Dimensão da Santíssima Trindade – Deus Amor, Comunhão e Participação.

· Espiritualidade centrada  na imagem bíblica de Jesus o Bom Pastor –  “o cuidado do rebanho”.  

· Espiritualidade da complementariedade dos ministérios, vocações, pastorais e movimentos na Igreja Diocesana.

· Espiritualidade do mandato missionário e da  Evangelização.

Copyright © 2008. Diocese Ponta Grossa. Todos os direitos reservados.
Site melhor visualizado em resolução 1024x768 ou superior. Política de Privacidade.
KMM Engenharia de Sistemas