DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA

       
SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 24/08/2018

Paróquia Sant’Ana de Castro sedia reunião geral do clero

Bispo pede empenho para celebrar com fé padroeira da Diocese

 
O bispo dom Sergio participa de todas as reuniões e, neste enontro, fez pedidos especiais aos padres O bispo dom Sergio participa de todas as reuniões e, neste enontro, fez pedidos especiais aos padres | Crédito: Renato de Oliveira/ Pascom Paróquia São Judas Tadeu/Castro

      Entre os muitos assuntos tratados na manhã desta quinta-feira (23) na segunda reunião geral do clero, realizada na Paróquia Sant’Ana, em Castro, o bispo dom Sergio Arthur Braschi convocou todos os padres a dedicar atenção especial à celebração do dia da padroeira da Diocese de Ponta Grossa, Mãe da Divina Graça, festejada em 15 de setembro. “Queria que houvesse todo o empenho para que pudéssemos celebrar o dia com muita fé não só nas paróquias de Ponta Grossa, mas em toda a Diocese”, orientou o bispo. No dia 15 de setembro também é comemorado o aniversário de Ponta Grossa.

      Dom Sergio e o coordenador diocesano da Ação Evangelizadora, padre Joel Nalepa, destacaram também a importância da utilização da cartilha de orientação política para ajudar os leigos e cristãos a fazerem bem a reflexão nesse período de eleições, com o início da campanha, apresentação e conhecimento das propostas que serão feitas ao longo do pleito eleitoral. O bispo ainda pediu fidelidade ao clero com relação às coletas e campanhas desenvolvidas pela Mitra, fez a partilha de sua participação no Congresso Missionário, ocorrido na Bolívia, em julho, em que representou a Igreja do Paraná e do Brasil.  Dom Sergio informou que, no final deste mês, estará em Lábrea, visitando o padre José Nilson Santos, mantido pela Diocese há cinco anos em trabalho missionário no Amazonas.

      O bispo ainda comentou a carta do Papa Francisco, escrita para todo o povo de Deus, falando da realidade do clero. No texto, o pontífice cita os desafios, a necessidade de integração, a sexualidade e todos os aspectos que envolvem os muitos crimes e escândalos que, infelizmente, ao longo da história, a Igreja cometeu e proporcionou. “Há muitas feridas que precisam ser cicatrizadas. Peço para que leiam a carta e reflitam sobre esse conteúdo, que é um grande desafio de toda a Igreja”, ressaltou.                         

      Também durante a reunião, o ecônomo da Diocese, padre Mário Dwulatka, informou que a Escola Diaconal Santo Estevão terminou o período de formação da atual turma, iniciando o período de escrutínio, de avaliação pelos párocos e responsáveis pelos candidatos. Discutiu-se a importância de se continuar a escola de formação que, se tiver sua continuidade assumida pela Diocese, abre novo grupo de estudos em janeiro de 2021. Padre Mário voltou a destacar a necessidade de se organizar as contas de água e luz das paróquias, transferindo a titularidade das que ainda estão em nome da Mitra. Foi apresentada a atualização do sistema de informática, o plano de contas e nova ferramenta contábil que a Diocese está implementando. Oito paróquias, a partir do ano que vem, integrarão um plano piloto, que acompanhará de forma mais profissional e eficiente a gestão administrativa e financeira. “Uma importante atualização do sistema, com tudo que oferece no que diz respeito aos registros tanto de sacramentos, patrimônio e demais serviços”, reiterou padre Joel Nalepa.

      Padre Athanagildo Vaz Neto, chanceler juiz auditor da Câmara Eclesiástica, falou sobre os passos que estão sendo dados e que já foram dados em vista da criação do Tribunal Eclesiástico na Diocese. Segundo o padre, há possibilidade de em um ano mais aproximadamente termos o Tribunal para cuidar das causas diocesanas, principalmente, da nulidade matrimonial, responsável hoje pela maior demanda de pedidos. Atualmente, todos os processos são enviados a Arquidiocese de Curitiba. Com o Tribunal em Ponta Grossa, haverá maior agilidade no andamento das causas.

     E, padre Joel Nalepa enumerou os ações da Ação Evangelizadora, contando do texto que está sendo preparado para uma reflexão mística e missionária pelos membros dos conselhos e que será enviado às paróquias. Informou que, em setembro, junto com a Pastoral Bíblico-Catequética, será motivado o uso de um material, que já está com as catequistas, para a leitura orante da Palavra e estímulo dos missionários, integrantes dos Grupos de Animação Missionária(GAMs) e lideranças. “Ele oferece mais algumas opções de leitura orante para que o mês (de setembro, o Mês da Bíblia) possa bem celebrado e também rezado à luz da Palavra de Deus”, acrescentou.

     Conforme o coordenador da Ação Evangelizadora, a Diocese voltou a entregar kits para as lideranças, desta vez, para serem utilizados em outubro, Mês Missionário, por todas as paróquias. O kit consta de livro com os temas da novena – valor da família, vida religiosa, vocação, juventude, meio ambiente, leitura orante, entre outros - dois dvds, oração missionária e envelopes para a coleta, que acontece no terceiro domingo de outubro e lembra o gesto concreto da campanha missionária. Está marcada reunião com os Gams, dia 29 de setembro, para reflexão e orientações, além de entrega de material de formação.

      A reunião contou ainda com a presença de duas religiosas da Congregação do Sagrado Coração de Jesus, que convidaram a todos para orar e participar da cerimônia de beatificação da fundadora da congregação, madre Clélia Merloni, no dia 3 de novembro, na Itália.  As religiosas pediram a colaboração dos padres na divulgação da beatificação. Sobre a reunião do clero em Castro, padre Martinho Luis Hartmann, pároco da matriz de Sant´Ana, fez questão de ressaltar sua importância. "Foi uma alegria poder acolher a todos, inclusive alguns padres puderam rever a casa que um dia trabalharam. Um momento de graça, de compartilhar a unidade da Igreja", finalizou. A primeira reunião aconteceu em maio, em Ponta Grossa, a terceira e última está agendada para dia 29 de novembro, na Casa de Formação Diocesana, também na sede da Diocese.


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Nossa Senhora visita doentes e idosos | Fieis celebram Mãe da Divina Graça neste sábado | Apostolado da Oração existe há mais de 100 anos | Bispo conta de sua viagem à Amazônia |





Publicado em: 24/08/2018

Paróquia Sant’Ana de Castro sedia reunião geral do clero

Bispo pede empenho para celebrar com fé padroeira da Diocese

 

      Entre os muitos assuntos tratados na manhã desta quinta-feira (23) na segunda reunião geral do clero, realizada na Paróquia Sant’Ana, em Castro, o bispo dom Sergio Arthur Braschi convocou todos os padres a dedicar atenção especial à celebração do dia da padroeira da Diocese de Ponta Grossa, Mãe da Divina Graça, festejada em 15 de setembro. “Queria que houvesse todo o empenho para que pudéssemos celebrar o dia com muita fé não só nas paróquias de Ponta Grossa, mas em toda a Diocese”, orientou o bispo. No dia 15 de setembro também é comemorado o aniversário de Ponta Grossa.

      Dom Sergio e o coordenador diocesano da Ação Evangelizadora, padre Joel Nalepa, destacaram também a importância da utilização da cartilha de orientação política para ajudar os leigos e cristãos a fazerem bem a reflexão nesse período de eleições, com o início da campanha, apresentação e conhecimento das propostas que serão feitas ao longo do pleito eleitoral. O bispo ainda pediu fidelidade ao clero com relação às coletas e campanhas desenvolvidas pela Mitra, fez a partilha de sua participação no Congresso Missionário, ocorrido na Bolívia, em julho, em que representou a Igreja do Paraná e do Brasil.  Dom Sergio informou que, no final deste mês, estará em Lábrea, visitando o padre José Nilson Santos, mantido pela Diocese há cinco anos em trabalho missionário no Amazonas.

      O bispo ainda comentou a carta do Papa Francisco, escrita para todo o povo de Deus, falando da realidade do clero. No texto, o pontífice cita os desafios, a necessidade de integração, a sexualidade e todos os aspectos que envolvem os muitos crimes e escândalos que, infelizmente, ao longo da história, a Igreja cometeu e proporcionou. “Há muitas feridas que precisam ser cicatrizadas. Peço para que leiam a carta e reflitam sobre esse conteúdo, que é um grande desafio de toda a Igreja”, ressaltou.                         

      Também durante a reunião, o ecônomo da Diocese, padre Mário Dwulatka, informou que a Escola Diaconal Santo Estevão terminou o período de formação da atual turma, iniciando o período de escrutínio, de avaliação pelos párocos e responsáveis pelos candidatos. Discutiu-se a importância de se continuar a escola de formação que, se tiver sua continuidade assumida pela Diocese, abre novo grupo de estudos em janeiro de 2021. Padre Mário voltou a destacar a necessidade de se organizar as contas de água e luz das paróquias, transferindo a titularidade das que ainda estão em nome da Mitra. Foi apresentada a atualização do sistema de informática, o plano de contas e nova ferramenta contábil que a Diocese está implementando. Oito paróquias, a partir do ano que vem, integrarão um plano piloto, que acompanhará de forma mais profissional e eficiente a gestão administrativa e financeira. “Uma importante atualização do sistema, com tudo que oferece no que diz respeito aos registros tanto de sacramentos, patrimônio e demais serviços”, reiterou padre Joel Nalepa.

      Padre Athanagildo Vaz Neto, chanceler juiz auditor da Câmara Eclesiástica, falou sobre os passos que estão sendo dados e que já foram dados em vista da criação do Tribunal Eclesiástico na Diocese. Segundo o padre, há possibilidade de em um ano mais aproximadamente termos o Tribunal para cuidar das causas diocesanas, principalmente, da nulidade matrimonial, responsável hoje pela maior demanda de pedidos. Atualmente, todos os processos são enviados a Arquidiocese de Curitiba. Com o Tribunal em Ponta Grossa, haverá maior agilidade no andamento das causas.

     E, padre Joel Nalepa enumerou os ações da Ação Evangelizadora, contando do texto que está sendo preparado para uma reflexão mística e missionária pelos membros dos conselhos e que será enviado às paróquias. Informou que, em setembro, junto com a Pastoral Bíblico-Catequética, será motivado o uso de um material, que já está com as catequistas, para a leitura orante da Palavra e estímulo dos missionários, integrantes dos Grupos de Animação Missionária(GAMs) e lideranças. “Ele oferece mais algumas opções de leitura orante para que o mês (de setembro, o Mês da Bíblia) possa bem celebrado e também rezado à luz da Palavra de Deus”, acrescentou.

     Conforme o coordenador da Ação Evangelizadora, a Diocese voltou a entregar kits para as lideranças, desta vez, para serem utilizados em outubro, Mês Missionário, por todas as paróquias. O kit consta de livro com os temas da novena – valor da família, vida religiosa, vocação, juventude, meio ambiente, leitura orante, entre outros - dois dvds, oração missionária e envelopes para a coleta, que acontece no terceiro domingo de outubro e lembra o gesto concreto da campanha missionária. Está marcada reunião com os Gams, dia 29 de setembro, para reflexão e orientações, além de entrega de material de formação.

      A reunião contou ainda com a presença de duas religiosas da Congregação do Sagrado Coração de Jesus, que convidaram a todos para orar e participar da cerimônia de beatificação da fundadora da congregação, madre Clélia Merloni, no dia 3 de novembro, na Itália.  As religiosas pediram a colaboração dos padres na divulgação da beatificação. Sobre a reunião do clero em Castro, padre Martinho Luis Hartmann, pároco da matriz de Sant´Ana, fez questão de ressaltar sua importância. "Foi uma alegria poder acolher a todos, inclusive alguns padres puderam rever a casa que um dia trabalharam. Um momento de graça, de compartilhar a unidade da Igreja", finalizou. A primeira reunião aconteceu em maio, em Ponta Grossa, a terceira e última está agendada para dia 29 de novembro, na Casa de Formação Diocesana, também na sede da Diocese.


Diocede Ponta Grossa
O bispo dom Sergio participa de todas as reuniões e, neste enontro, fez pedidos especiais aos padres   |   Renato de Oliveira/ Pascom Paróquia São Judas Tadeu/Castro

Diocede Ponta Grossa
  |  


Navegue até a sua Paróquia



Cúria
Cúria
Imprensa
Clipping
Download