DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 12/10/2018

Dia da Mãe Aparecida é festejado pelos devotos

Procissão pelas ruas da Nova Rússia reuniu perto de 12 mil fiéis

 
Este ano, calcula-se que perto de 12 mil devotos tenham participado da procissão e da missa no bairro Nova Rússia Este ano, calcula-se que perto de 12 mil devotos tenham participado da procissão e da missa no bairro Nova Rússia | Crédito: AssCom Diocese de Ponta Grossa

     Sombrinhas de todas as cores e tamanhos, carrinhos de bebê e fiéis, muitos fiéis. Alguns levavam flores nas mãos, outros, ícones, quadros e havia um grupo de jovens se revezando para carregar uma grande cruz. Estima-se que perto de 12 mil pessoas tenham acompanhado a procissão em louvor a Nossa Senhora Aparecida, nesta sexta-feira (12), que tradicionalmente sai da frente do Hospital Bom Jesus seguindo pela Avenida João Manuel dos Santos Ribas, até a Paróquia São Sebastião, onde fica o Santuário Diocesano de Nossa Senhora Aparecida. A procissão foi transmitida pela Rádio Sant’Ana FM.

     Rezas, cantos e muita emoção. Gente de todas as idades se aglomerava no cortejo, que reuniu devotos fervorosos em cadeiras de rodas, muletas ou auxiliados no caminhar. “Eu venho sempre. Vou sempre à Aparecida; este ano, inclusive, já fui. Agradeço pela recuperação do meu marido que sofreu um acidente grave de carro”, dizia Danusa Chuli, da Paróquia Bom Jesus. “Eu só deixei de vir quando eu fui atropelada, há dois anos e fiquei de cama”, fez questão de lembrar Valéria Carrilho, que, desde criança acompanha a procissão. “Eu vinha com minha avó, que era muito devota. São muitas graças a agradecer, sempre”, acrescentou. Os 25 integrantes do Grupo de Jovens Ucranianos de Ponta Grossa, da Paróquia Transfiguração de Nosso Senhor se revezaram para carregar uma cruz, de perto de 20 quilos, e dois ícones de Nossa Senhora, durante todo o trajeto. “Pedimos bênçãos para todos nós, que estaremos em retiro até domingo, mas também pela festa da paróquia, no dia 25”, contava Guilherme Kuxma dos Santos, coordenador do grupo.

     No Santuário, a imagem foi recebida com um foguetório e entrou na igreja elevando o manto azul por sobre os devotos, até chegar no altar. Tudo isso ao som da canção de ‘Nossa Senhora’, de Roberto Carlos. Muitos foram as lágrimas. O bispo dom Sergio Arthur Braschi abriu sua homilia saudando os devotos em ucraniano – ‘Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo – e ouviu a resposta na mesma língua, por quem sabia, em especial, os membros do grupo de jovens da Paróquia Transfiguração de Nosso Senhor, a quem pediu aplausos. Ao pedir que os fiéis levem seus barcos mar a dentro, sem medo, dom Sergio orientou a todos a agirem como Maria, que não se acomodou ao ver o vinho acabar e tomou providência (João 2,1-11). “Temos que rezar, procurar se informar, conversar, dialogar e nos posicionar”, citou, referindo-se às eleições presidenciais.

     O bispo comentou o percentual de abstenções no primeiro turno, que chegou a 20%, “sem falar nos votos brancos e nulos. É muito. É preciso votar, escolher e esperar que Deus ilumine o eleito para que possa governar, porque sabemos que o presidente não governa sozinho, precisa do legislativo”, enfatizou. Dom Sergio pediu a intercessão de Nossa Senhora Aparecida, que, há 301 anos se manifestou e socorreu o povo brasileiro das cruéis exigências de Portugal. “Que ela socorra o Brasil neste momento!”, rogou. O bispo pediu que todos rezem o rosário, diariamente, este mês, e, atendendo um pedido do Papa Francisco, recitem duas orações especiais ao seu final: a a São Miguel Arcanjo e a tradicional oração de pessoal confiança nas mãos de Maria.


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| ECC festeja seus 50 anos   |   Missa do Crisma reúne padres da diocese   |   Live atinge mais de 10 mil pessoas   |   Missa do Crisma será no feriado   |  





Publicado em: 12/10/2018

Dia da Mãe Aparecida é festejado pelos devotos

Procissão pelas ruas da Nova Rússia reuniu perto de 12 mil fiéis

 

     Sombrinhas de todas as cores e tamanhos, carrinhos de bebê e fiéis, muitos fiéis. Alguns levavam flores nas mãos, outros, ícones, quadros e havia um grupo de jovens se revezando para carregar uma grande cruz. Estima-se que perto de 12 mil pessoas tenham acompanhado a procissão em louvor a Nossa Senhora Aparecida, nesta sexta-feira (12), que tradicionalmente sai da frente do Hospital Bom Jesus seguindo pela Avenida João Manuel dos Santos Ribas, até a Paróquia São Sebastião, onde fica o Santuário Diocesano de Nossa Senhora Aparecida. A procissão foi transmitida pela Rádio Sant’Ana FM.

     Rezas, cantos e muita emoção. Gente de todas as idades se aglomerava no cortejo, que reuniu devotos fervorosos em cadeiras de rodas, muletas ou auxiliados no caminhar. “Eu venho sempre. Vou sempre à Aparecida; este ano, inclusive, já fui. Agradeço pela recuperação do meu marido que sofreu um acidente grave de carro”, dizia Danusa Chuli, da Paróquia Bom Jesus. “Eu só deixei de vir quando eu fui atropelada, há dois anos e fiquei de cama”, fez questão de lembrar Valéria Carrilho, que, desde criança acompanha a procissão. “Eu vinha com minha avó, que era muito devota. São muitas graças a agradecer, sempre”, acrescentou. Os 25 integrantes do Grupo de Jovens Ucranianos de Ponta Grossa, da Paróquia Transfiguração de Nosso Senhor se revezaram para carregar uma cruz, de perto de 20 quilos, e dois ícones de Nossa Senhora, durante todo o trajeto. “Pedimos bênçãos para todos nós, que estaremos em retiro até domingo, mas também pela festa da paróquia, no dia 25”, contava Guilherme Kuxma dos Santos, coordenador do grupo.

     No Santuário, a imagem foi recebida com um foguetório e entrou na igreja elevando o manto azul por sobre os devotos, até chegar no altar. Tudo isso ao som da canção de ‘Nossa Senhora’, de Roberto Carlos. Muitos foram as lágrimas. O bispo dom Sergio Arthur Braschi abriu sua homilia saudando os devotos em ucraniano – ‘Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo – e ouviu a resposta na mesma língua, por quem sabia, em especial, os membros do grupo de jovens da Paróquia Transfiguração de Nosso Senhor, a quem pediu aplausos. Ao pedir que os fiéis levem seus barcos mar a dentro, sem medo, dom Sergio orientou a todos a agirem como Maria, que não se acomodou ao ver o vinho acabar e tomou providência (João 2,1-11). “Temos que rezar, procurar se informar, conversar, dialogar e nos posicionar”, citou, referindo-se às eleições presidenciais.

     O bispo comentou o percentual de abstenções no primeiro turno, que chegou a 20%, “sem falar nos votos brancos e nulos. É muito. É preciso votar, escolher e esperar que Deus ilumine o eleito para que possa governar, porque sabemos que o presidente não governa sozinho, precisa do legislativo”, enfatizou. Dom Sergio pediu a intercessão de Nossa Senhora Aparecida, que, há 301 anos se manifestou e socorreu o povo brasileiro das cruéis exigências de Portugal. “Que ela socorra o Brasil neste momento!”, rogou. O bispo pediu que todos rezem o rosário, diariamente, este mês, e, atendendo um pedido do Papa Francisco, recitem duas orações especiais ao seu final: a a São Miguel Arcanjo e a tradicional oração de pessoal confiança nas mãos de Maria.


Diocede Ponta Grossa
Este ano, calcula-se que perto de 12 mil devotos tenham participado da procissão e da missa no bairro Nova Rússia   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Este ano, calcula-se que perto de 12 mil devotos tenham participado da procissão e da missa no bairro Nova Rússia   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Este ano, calcula-se que perto de 12 mil devotos tenham participado da procissão e da missa no bairro Nova Rússia   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Este ano, calcula-se que perto de 12 mil devotos tenham participado da procissão e da missa no bairro Nova Rússia   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Uma cruz foi carregada pelos devotos por todo o trajeto   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
O bispo dom Sergio, tradicionalmente, recebe a imagem e celebra a missa no santuário diocesano   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
O bispo dom Sergio, tradicionalmente, recebe a imagem e celebra a missa no santuário diocesano   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
O bispo dom Sergio, tradicionalmente, recebe a imagem e celebra a missa no santuário diocesano   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
O bispo dom Sergio, tradicionalmente, recebe a imagem e celebra a missa no santuário diocesano   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa


Navegue até a sua Paróquia