DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 19/11/2018

Condae se prepara para um 2019 ‘desafiador’

A terceira reunião avaliou 2018 como positivo e traçou metas

 
Bispo dom Sergio considera o ano de 2019 será muito rico e importante Bispo dom Sergio considera o ano de 2019 será muito rico e importante | Crédito:

      A terceira e última reunião do Conselho Diocesano de Ação Evangelizadora (Condae), mobilizou, neste sábado (17), no Espaço Cultural Sant’Ana, representantes de 19 organismos ligados a Igreja, entre pastorais e movimentos católicos. O bispo dom Sergio Arthur Braschi acompanhou o encontro, conduzido pelo padre Joel Nalepa, coordenador diocesano da Ação Evangelizadora. Padre Joel avaliou 2018 como um ano bastante positivo. “Fico satisfeito com o que já fizemos e, olhando para os desafios, percebemos que todos estão dispostos a assumirmos juntos os desafios e superá-los, fazendo com que a evangelização de uma forma sempre melhor”, destacou.

      Para o coordenador diocesano da Ação Evangelizadora, a avaliação é positiva sempre no sentido de ajudar a criar a visão de conjunto, de caminhada de comunhão, que se precisa aperfeiçoar constantemente. “É um desafio porque cada pastoral, cada movimento já tem suas demandas, suas atividades, seu calendário; mas o Condae dá essa visão de conjunto. Estamos continuando a caminhada de evangelização que já vem há bastante tempo, percebendo que todos estão comprometidos querendo fazer parte de uma Igreja que caminha junto, que edifica, constrói, que reflete, pensando em um planejamento mais a longo prazo”, constatou padre Joel.

      Segundo ele, 2019 mostra-se bastante desafiador por ser o ano de novas diretrizes. “A  CNBB vai preparar com os bispos as novas diretrizes para os próximos anos. Teremos a assembleia diocesana, em agosto; nela se decide as linhas de ação evangelizadora. Imaginamos que a dimensão missionária precisa ser fortalecida, vai ser intensificada ainda mais. É um ano muito importante, pelo que vamos decidir e o olhar para frente que precisamos fazer, já a longo prazo, em preparação aos 100 anos da Diocese”, explicou. Daqui a sete anos a Diocese de Ponta Grossa estará celebrando seu centenário e, para bem celebrar, é necessário fazer um bom caminho de preparação, acrescentou o padre.

      O novo ano já começará com um diferencial. Um retiro missionário diocesano está marcado para dias 23 e 24 de fevereiro, quando se pretende reunir representantes de todas as paróquias, pastorais e movimentos. Espera-se 25 pessoas por paróquia, o que significará o envolvimento de perto de 1.200 católicos, “em um evento de motivação, formação, entusiasmo, troca de experiência e testemunho para que essa dinâmica missionária possa ser levada para as paróquias ao longo do próximo ano”, detalhou padre Joel. Um dos assessores será dom Mário Spaki, padre ordenado na Diocese e hoje bispo de Paranavaí. O retiro iniciará às 14 horas de sábado (23) e se encerrará na tarde de domingo, na matriz da Paróquia Auxiliadora, na Vila Marina. A ideia é que os participantes de fora de Ponta Grossa sejam acolhidos em casas de família e que, a manhã de domingo, seja marcado por um café missionário, servido nas matrizes das paróquias que acolherão os missionários.


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Live atinge mais de 10 mil pessoas   |   Missa do Crisma será no feriado   |   Catedral faz festa pelos seus 197 anos   |   Missa online vai ‘conectar’ jovens   |  





Publicado em: 19/11/2018

Condae se prepara para um 2019 ‘desafiador’

A terceira reunião avaliou 2018 como positivo e traçou metas

 

      A terceira e última reunião do Conselho Diocesano de Ação Evangelizadora (Condae), mobilizou, neste sábado (17), no Espaço Cultural Sant’Ana, representantes de 19 organismos ligados a Igreja, entre pastorais e movimentos católicos. O bispo dom Sergio Arthur Braschi acompanhou o encontro, conduzido pelo padre Joel Nalepa, coordenador diocesano da Ação Evangelizadora. Padre Joel avaliou 2018 como um ano bastante positivo. “Fico satisfeito com o que já fizemos e, olhando para os desafios, percebemos que todos estão dispostos a assumirmos juntos os desafios e superá-los, fazendo com que a evangelização de uma forma sempre melhor”, destacou.

      Para o coordenador diocesano da Ação Evangelizadora, a avaliação é positiva sempre no sentido de ajudar a criar a visão de conjunto, de caminhada de comunhão, que se precisa aperfeiçoar constantemente. “É um desafio porque cada pastoral, cada movimento já tem suas demandas, suas atividades, seu calendário; mas o Condae dá essa visão de conjunto. Estamos continuando a caminhada de evangelização que já vem há bastante tempo, percebendo que todos estão comprometidos querendo fazer parte de uma Igreja que caminha junto, que edifica, constrói, que reflete, pensando em um planejamento mais a longo prazo”, constatou padre Joel.

      Segundo ele, 2019 mostra-se bastante desafiador por ser o ano de novas diretrizes. “A  CNBB vai preparar com os bispos as novas diretrizes para os próximos anos. Teremos a assembleia diocesana, em agosto; nela se decide as linhas de ação evangelizadora. Imaginamos que a dimensão missionária precisa ser fortalecida, vai ser intensificada ainda mais. É um ano muito importante, pelo que vamos decidir e o olhar para frente que precisamos fazer, já a longo prazo, em preparação aos 100 anos da Diocese”, explicou. Daqui a sete anos a Diocese de Ponta Grossa estará celebrando seu centenário e, para bem celebrar, é necessário fazer um bom caminho de preparação, acrescentou o padre.

      O novo ano já começará com um diferencial. Um retiro missionário diocesano está marcado para dias 23 e 24 de fevereiro, quando se pretende reunir representantes de todas as paróquias, pastorais e movimentos. Espera-se 25 pessoas por paróquia, o que significará o envolvimento de perto de 1.200 católicos, “em um evento de motivação, formação, entusiasmo, troca de experiência e testemunho para que essa dinâmica missionária possa ser levada para as paróquias ao longo do próximo ano”, detalhou padre Joel. Um dos assessores será dom Mário Spaki, padre ordenado na Diocese e hoje bispo de Paranavaí. O retiro iniciará às 14 horas de sábado (23) e se encerrará na tarde de domingo, na matriz da Paróquia Auxiliadora, na Vila Marina. A ideia é que os participantes de fora de Ponta Grossa sejam acolhidos em casas de família e que, a manhã de domingo, seja marcado por um café missionário, servido nas matrizes das paróquias que acolherão os missionários.


Diocede Ponta Grossa
Bispo dom Sergio considera o ano de 2019 será muito rico e importante   |  

Diocede Ponta Grossa
Os representantes de 19 pastorais, organismos e movimentos passaram a manhã na última reunião do ano   |  

Diocede Ponta Grossa
Padre Joel Nalepa conduziu o encontro   |  

Diocede Ponta Grossa
Na pauta, o Ano do Laicato, a assembleia diocesana e o retiro missionário   |  


Navegue até a sua Paróquia