DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA

       
SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 29/11/2018

Bispo faz o envio de sete novos guias

No Paraná, Oficina de Oração e Vida conta com 198 guias

 
Os novos guias conduzirão os encontros de encontro com o Senhor Os novos guias conduzirão os encontros de encontro com o Senhor | Crédito: Assessoria de Imprensa da Diocese de Ponta Grossa

      “Experiência realmente de uma oração mais intensa”. Assim o bispo dom Sergio Arthur Braschi definiu as Oficinas de Oração e Vida. Dom Sergio, que conheceu pessoalmente o frei Ignacio Larrañaga, criador das oficinas, durante uma palestra do sacerdote capuchinho em Curitiba, celebrou a missa de envio de sete novos guias da Local 1/ Ponta Grossa, na noite desta terça-feira (27), igreja São José.  Os novos guias são Ana Inez Mottim Justino, Arilson dos Santos, Caciana Malaquias Cardoso, Dirce Homenchuck, Rosana Nunes dos Santos, Simone Siqueira e Vera Cristiane Ferreira.

      Os novos guias são oriundos das paróquias da Local 1, Ponta Grossa 2 (Setor 3) e Ponta Grossa 4 (Setor 4). Todos passaram por uma escola de preparação, que durou um ano. Vera Cristiane Ferreira, da Paróquia São José, contou que inicia sua atuação na segunda semana de março. “A expectativa é que venham mais pessoas”, destacou, lembrando que, este ano, 15 oficinistas foram formados. “É um chamado muito bonito. Estou me sentindo casando com Jesus hoje”. Para Dirce Homenchuck, da Paróquia Transfiguração do Nosso Senhor, a Oficina é um referencial da Igreja. “Um aprofundamento, uma relação intima com Deus, (ela) ensina como chegar a Ele. Torna a pessoa mais cristã e vivencia isso”, comentou.

      O guia formador deste ano, Roberto Brick, dizia-se em estado de graça. “Feliz. Com a certeza de dever cumprido, por ser um servo de Senhor e ter buscado em Deus essa força para que (os guias) permanecessem, sabendo o quanto eles são importantes para a caminhada e o serviço de reino de Deus”, destacou. A dinâmica das oficinas é a do encontro com o Senhor, ensinou. “Você vem com as tuas coisas, se junta com as coisas de Deus e sai com a experiência de divinizar tua vida, de santificá-la”.

      O bispo dom Sergio cotou que conheceu frei Ignacio Laragna quase no fim da vida dele, em uma. Palestra, em Curitiba. “Eu era pároco; tinha Oficina de Oração na minha paróquia e fui ouvir a palavra dele. Foi uma ocasião única, de ver a pessoa que conhecia há muitos anos pelos escritos. Foi uma graça ouvi-lo”, contou. O bispo se mostrou um incentivador das oficinas. “São só quatro meses e a pessoa sai com grande bagagem, sobretudo de conhecimento bíblico. É um treinamento”. Uma das coordenadoras nacionais das Oficinas de Oração e Vida, Ecléia Fátima de Amorim, informou que Ponta Grossa pertence a Área Paraná Leste, que se estende do litoral à região de Telêmaco Borba, e onde existem 198 guias. No Brasil, são mais de 18 mil. A Oficina de Oração e Vida é um serviço eclesial aprovado pelo Papa João Paulo II e está difundida em 44 países. Mais de 9 milhões de pessoas já passaram pelas oficinas no mundo.


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Piraí se prepara para festejar Nossa Senhora das Brotas | Paroquianos do Santa Paula ganham nova capela | Padre Agostinho festeja seu jubileu de ouro | Presépio evangeliza e encanta |





Publicado em: 29/11/2018

Bispo faz o envio de sete novos guias

No Paraná, Oficina de Oração e Vida conta com 198 guias

 

      “Experiência realmente de uma oração mais intensa”. Assim o bispo dom Sergio Arthur Braschi definiu as Oficinas de Oração e Vida. Dom Sergio, que conheceu pessoalmente o frei Ignacio Larrañaga, criador das oficinas, durante uma palestra do sacerdote capuchinho em Curitiba, celebrou a missa de envio de sete novos guias da Local 1/ Ponta Grossa, na noite desta terça-feira (27), igreja São José.  Os novos guias são Ana Inez Mottim Justino, Arilson dos Santos, Caciana Malaquias Cardoso, Dirce Homenchuck, Rosana Nunes dos Santos, Simone Siqueira e Vera Cristiane Ferreira.

      Os novos guias são oriundos das paróquias da Local 1, Ponta Grossa 2 (Setor 3) e Ponta Grossa 4 (Setor 4). Todos passaram por uma escola de preparação, que durou um ano. Vera Cristiane Ferreira, da Paróquia São José, contou que inicia sua atuação na segunda semana de março. “A expectativa é que venham mais pessoas”, destacou, lembrando que, este ano, 15 oficinistas foram formados. “É um chamado muito bonito. Estou me sentindo casando com Jesus hoje”. Para Dirce Homenchuck, da Paróquia Transfiguração do Nosso Senhor, a Oficina é um referencial da Igreja. “Um aprofundamento, uma relação intima com Deus, (ela) ensina como chegar a Ele. Torna a pessoa mais cristã e vivencia isso”, comentou.

      O guia formador deste ano, Roberto Brick, dizia-se em estado de graça. “Feliz. Com a certeza de dever cumprido, por ser um servo de Senhor e ter buscado em Deus essa força para que (os guias) permanecessem, sabendo o quanto eles são importantes para a caminhada e o serviço de reino de Deus”, destacou. A dinâmica das oficinas é a do encontro com o Senhor, ensinou. “Você vem com as tuas coisas, se junta com as coisas de Deus e sai com a experiência de divinizar tua vida, de santificá-la”.

      O bispo dom Sergio cotou que conheceu frei Ignacio Laragna quase no fim da vida dele, em uma. Palestra, em Curitiba. “Eu era pároco; tinha Oficina de Oração na minha paróquia e fui ouvir a palavra dele. Foi uma ocasião única, de ver a pessoa que conhecia há muitos anos pelos escritos. Foi uma graça ouvi-lo”, contou. O bispo se mostrou um incentivador das oficinas. “São só quatro meses e a pessoa sai com grande bagagem, sobretudo de conhecimento bíblico. É um treinamento”. Uma das coordenadoras nacionais das Oficinas de Oração e Vida, Ecléia Fátima de Amorim, informou que Ponta Grossa pertence a Área Paraná Leste, que se estende do litoral à região de Telêmaco Borba, e onde existem 198 guias. No Brasil, são mais de 18 mil. A Oficina de Oração e Vida é um serviço eclesial aprovado pelo Papa João Paulo II e está difundida em 44 países. Mais de 9 milhões de pessoas já passaram pelas oficinas no mundo.


Diocede Ponta Grossa
Os novos guias conduzirão os encontros de encontro com o Senhor   |   Assessoria de Imprensa da Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Os sete novos guias foram enviados em missão, em celebração na última terça   |   Assessoria de Imprensa da Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Para Dirce Homenchuck a Oficina é um referencial da Igreja   |   Assessoria de Imprensa da Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
O bispo dom Sergio conheceu pessoalmente o idealizador das oficinas, frei Ignacio Larrañaga   |   Assessoria de Imprensa da Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Roberto Brick foi o guia formador e os sete enviados   |   Assessoria de Imprensa da Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Roberto Brick foi o guia formador e os sete enviados   |   Assessoria de Imprensa da Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Os guias são oriundos das paróquias da Local 1, Ponta Grossa 2 (Setor 3) e Ponta Grossa 4 (Setor 4)   |   Assessoria de Imprensa da Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
As oficinas são conduzidas por 198 guias na Área Paraná Leste, informou Ecléia Amorim   |   Assessoria de Imprensa da Diocese de Ponta Grossa


Navegue até a sua Paróquia



Cúria
Cúria
Imprensa
Clipping
Download