DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 14/03/2019

Religiosos são acolhidos com café e almoço

Linha de ação da Diocese foi exposta pelo bispo

 
Os padres religiosos e religiosas foram acolhidos por dom Sergio   Os padres religiosos e religiosas foram acolhidos por dom Sergio | Crédito: AssCom Diocese de Ponta Grossa

      Em torno de 20 agentes evangelizadores estão chegando à Diocese de Ponta Grossa. São padres, religiosos e religiosas de congregações e de institutos seculares, que vieram transferidos para a região ou retornam a ela, depois de servir em outros pontos do País. O bispo dom Sergio Arthur Braschi e o coordenador diocesano da Ação Evangelizadora, padre Joel Nalepa, conheceram boa parte dos novos integrantes em um café da manhã, às 8h30, no Espaço Cultural Sant’Ana, nesta  quarta-feira (13). O encontro, que  também expôs a linha de evangelização e a prioridade da Diocese, foi encerrado com um almoço.

      Dom Sergio lembrou que todos os anos a Diocese promove o dia de acolhida aos recém-chegados. “Um ou outro já esteve aqui, mas sempre existe uma caminhada que não conhecem. Este é um dia de acolhida e de colocar as prioridades diocesanas, os horizontes de ação, mostrar como estamos caminhando e assim integrá-los para que cheguem e comecem logo a trabalhar dentro desse espírito”, argumentou o bispo. Padre Joel Nalepa destacou que cada um vem de uma realidade diferente. “A Diocese tem os seus planos de pastoral, suas prioridades e cada um chega trazendo essas experiências que são boas para unir forças. E trabalhando juntos, com os diversos carismas podemos fazer com que aquilo que é a proposta da Diocese seja colocada em prática. Além de criar espírito de fraternidade e acolhimento, fazendo que todos se sintam em casa, e, assim, a vivência será melhor e ação missionária e evangelizadora também o será”

      Padre Ricardo Sérgio de Melo, da Sagrada Família de Nazaré, volta a Ponta Grossa depois de três décadas. Ele que veio da Arquidiocese de Fortaleza, onde serviu por 12 anos, fez seus estudos e foi  ordenado na Diocese.  Depois, foi em missão para o Chile. “Retornei para cá há dois meses. Retornando à casa. Acredito que estou aqui por que devo estar aqui, para agregar e fazer que a paróquia cresça em todos os aspectos:  santidade, número e qualidade para levar a mensagem de salvação a todo o povo de Deus”, ressaltou.

      Irmã Marina Marins Teixeira, da Congregação das Irmãs Franciscanas da Sagrada Família de Maria, tem 21 anos e está há três na congregação. Está em Ipiranga, sua primeira comunidade, trabalhando com educação e pastorais, de um modo especial a dos coroinhas e catequese. “É muito importante receber a acolhida, em especial, do bispo. É  um encontro intercongregacional, uma forma de conhecer a realidade dos religiosos presentes na Diocese; uma alegria muito grande saber com quem você trabalha e saber que nossa Igreja está unida em uma mesma busca”, afirmou.


  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Congregação e colégio festejam 114 anos | Condae abre os trabalhos de 2019 | Encontro aborda Rede Mundial de Oração | Curso ensina Filosofia Cristã a leigos de Irati |





Publicado em: 14/03/2019

Religiosos são acolhidos com café e almoço

Linha de ação da Diocese foi exposta pelo bispo

 

      Em torno de 20 agentes evangelizadores estão chegando à Diocese de Ponta Grossa. São padres, religiosos e religiosas de congregações e de institutos seculares, que vieram transferidos para a região ou retornam a ela, depois de servir em outros pontos do País. O bispo dom Sergio Arthur Braschi e o coordenador diocesano da Ação Evangelizadora, padre Joel Nalepa, conheceram boa parte dos novos integrantes em um café da manhã, às 8h30, no Espaço Cultural Sant’Ana, nesta  quarta-feira (13). O encontro, que  também expôs a linha de evangelização e a prioridade da Diocese, foi encerrado com um almoço.

      Dom Sergio lembrou que todos os anos a Diocese promove o dia de acolhida aos recém-chegados. “Um ou outro já esteve aqui, mas sempre existe uma caminhada que não conhecem. Este é um dia de acolhida e de colocar as prioridades diocesanas, os horizontes de ação, mostrar como estamos caminhando e assim integrá-los para que cheguem e comecem logo a trabalhar dentro desse espírito”, argumentou o bispo. Padre Joel Nalepa destacou que cada um vem de uma realidade diferente. “A Diocese tem os seus planos de pastoral, suas prioridades e cada um chega trazendo essas experiências que são boas para unir forças. E trabalhando juntos, com os diversos carismas podemos fazer com que aquilo que é a proposta da Diocese seja colocada em prática. Além de criar espírito de fraternidade e acolhimento, fazendo que todos se sintam em casa, e, assim, a vivência será melhor e ação missionária e evangelizadora também o será”

      Padre Ricardo Sérgio de Melo, da Sagrada Família de Nazaré, volta a Ponta Grossa depois de três décadas. Ele que veio da Arquidiocese de Fortaleza, onde serviu por 12 anos, fez seus estudos e foi  ordenado na Diocese.  Depois, foi em missão para o Chile. “Retornei para cá há dois meses. Retornando à casa. Acredito que estou aqui por que devo estar aqui, para agregar e fazer que a paróquia cresça em todos os aspectos:  santidade, número e qualidade para levar a mensagem de salvação a todo o povo de Deus”, ressaltou.

      Irmã Marina Marins Teixeira, da Congregação das Irmãs Franciscanas da Sagrada Família de Maria, tem 21 anos e está há três na congregação. Está em Ipiranga, sua primeira comunidade, trabalhando com educação e pastorais, de um modo especial a dos coroinhas e catequese. “É muito importante receber a acolhida, em especial, do bispo. É  um encontro intercongregacional, uma forma de conhecer a realidade dos religiosos presentes na Diocese; uma alegria muito grande saber com quem você trabalha e saber que nossa Igreja está unida em uma mesma busca”, afirmou.


Diocede Ponta Grossa
Os padres religiosos e religiosas foram acolhidos por dom Sergio   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa


Navegue até a sua Paróquia