DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 20/03/2019

Condae abre os trabalhos de 2019

Primeira reunião aborda diferentes níveis de evangelização

 
Dom Sergio prestigiou a primeira reunião deste ano Dom Sergio prestigiou a primeira reunião deste ano | Crédito: AssCom Diocese de Ponta Grossa

      Na primeira reunião do ano, os integrantes do Conselho Diocesano de Ação Evangelizadora (Condae) da Diocese de Ponta Grossa centraram as atenções nos diferentes níveis de evangelização, tendo como base o aprofundamento da quinta urgência entre as diretrizes do Regional Sul 2 para 2015-2019: a Igreja a serviço da vida plena. As falas abordaram o Sínodo sobre Jovens, Fé e Vocação, realizado em outubro; a ação evangelizadora Em Cada Comunidade uma Nova Vocação, o Sínodo da Amazônia, marcado para outubro deste ano, e a Campanha da Fraternidade. Tudo pensando já na definição das novas diretrizes para os próximos quatro anos.

      Padre Joel Nalepa, coordenador diocesano da Ação Evangelizadora, abriu a reunião fazendo essa contextualização, abordando também o Retiro Missionário, organizado dias 23 e 24 de fevereiro e que reuniu representantes de todas as 46 paróquias da Diocese, mais de 1.100 pessoas. Além do bispo dom Sergio Arthur Braschi, o encontro foi acompanhado pelos padres Sereno Boesing, sacerdote a serviço do Apostolado da Oração a nível nacional, preferencialmente para a região Sul, que assessorou uma formação no encontro diocesano do Apostolado (confira matéria complementar), e,  Delsi Zambone, diretor espiritual do movimento e responsável pela Reitoria do Sagrado Coração de Jesus.

      Sobre o Sínodo da Juventude, o assessor diocesano da Pastoral Juvenil, frei Walter da Silva Santos, lembrou que as discussões se deram em outubro de 2018 e que o documento final com as conclusões do Sínodo saiu recentemente. “A Igreja tem insistido bastante na capacidade de ouvir o jovem, acolher suas expectativas, seus sonhos, mas acolher também seus fracassos, suas crises, suas dores no sentido de proporcionar cada vez  mais encontros com a pessoa de Jesus Cristo, e, a partir desse encontro, se desperta um segmento que é capaz de reorientar a vida por isso”, destacou.

      O assessor diocesano Luís Fernando Retting falou destinação cidadã do Imposto de Renda devido, através da qual os cristãos, na prática, podem começar a fazer política pública, tema da Campanha da Fraternidade deste ano: Fraternidade e Políticas Públicas/Serás Libertado pelo Direito e pela Justiça. Retting destacou que as políticas públicas são formuladas pelos conselhos de direitos, que tem a participação dos governos municipal, estadual e federal. “Com a destinação de 3% do Imposto de Renda pessoa física devido, quando a declaração for pelo modelo completo, para o Conselho  Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Ponta Grossa, parte do seu imposto irá diretamente  para um fundo local  ao invés de ir para o Tesouro Nacional”, exemplificou, lembrando que até quem tem imposto a restituir poderá destinar,  aumentando sua restituição. “Isso tem que ser feito até dia 30 de abril. É fácil, legal e sem burocracia. Basta falar com o contador ou se orientar sobre como participar, sem gastar nada a mais do que o imposto devido”, frisou.


Campanha

      O coordenador do Conselho Pastoral Comunitário da Capela Nossa Senhora do Carmo, Reginaldo da Silva Ranze, ainda durante a reunião, falou do lançamento da Campanha Construindo o Santuário, idealizada para custear as obras da nova igreja. De acordo com Ranze, neste momento, estão sendo erguidas as paredes da capela e, posteriormente, serão construídos o mezanino e o telhado, para o que servirão os recursos obtidos com a campanha. “ A campanha consiste em 700 carnês, que se refere ao metro quadrado da construção; 12 parcelas de 30 reais por mês”, contou. Esta fase deve estar concluída até o início de julho, quando no dia 14, na festa da padroeira, acontece uma missa, às 10 horas, celebrada pelo bispo dom Sergio. Haverá ainda show de prêmios e ação entre amigos.

      A intenção da comunidade é que a igreja se transforme em um santuário diocesano. “Para receber os devotos de Nossa Senhora do Carmo; um local de devoção do escapulário e à santa, que é muito antiga, vem lá do profeta Elias no Monte Carmelo”. Quando concluída, a igreja que pertence a Paróquia Nossa Senhora de Fátima, em Ponta Grossa, terá aproximadamente 980 metros de área construída, com capacidade para 400 pessoas entre a capela e o salão.


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Live atinge mais de 10 mil pessoas   |   Missa do Crisma será no feriado   |   Catedral faz festa pelos seus 197 anos   |   Missa online vai ‘conectar’ jovens   |  





Publicado em: 20/03/2019

Condae abre os trabalhos de 2019

Primeira reunião aborda diferentes níveis de evangelização

 

      Na primeira reunião do ano, os integrantes do Conselho Diocesano de Ação Evangelizadora (Condae) da Diocese de Ponta Grossa centraram as atenções nos diferentes níveis de evangelização, tendo como base o aprofundamento da quinta urgência entre as diretrizes do Regional Sul 2 para 2015-2019: a Igreja a serviço da vida plena. As falas abordaram o Sínodo sobre Jovens, Fé e Vocação, realizado em outubro; a ação evangelizadora Em Cada Comunidade uma Nova Vocação, o Sínodo da Amazônia, marcado para outubro deste ano, e a Campanha da Fraternidade. Tudo pensando já na definição das novas diretrizes para os próximos quatro anos.

      Padre Joel Nalepa, coordenador diocesano da Ação Evangelizadora, abriu a reunião fazendo essa contextualização, abordando também o Retiro Missionário, organizado dias 23 e 24 de fevereiro e que reuniu representantes de todas as 46 paróquias da Diocese, mais de 1.100 pessoas. Além do bispo dom Sergio Arthur Braschi, o encontro foi acompanhado pelos padres Sereno Boesing, sacerdote a serviço do Apostolado da Oração a nível nacional, preferencialmente para a região Sul, que assessorou uma formação no encontro diocesano do Apostolado (confira matéria complementar), e,  Delsi Zambone, diretor espiritual do movimento e responsável pela Reitoria do Sagrado Coração de Jesus.

      Sobre o Sínodo da Juventude, o assessor diocesano da Pastoral Juvenil, frei Walter da Silva Santos, lembrou que as discussões se deram em outubro de 2018 e que o documento final com as conclusões do Sínodo saiu recentemente. “A Igreja tem insistido bastante na capacidade de ouvir o jovem, acolher suas expectativas, seus sonhos, mas acolher também seus fracassos, suas crises, suas dores no sentido de proporcionar cada vez  mais encontros com a pessoa de Jesus Cristo, e, a partir desse encontro, se desperta um segmento que é capaz de reorientar a vida por isso”, destacou.

      O assessor diocesano Luís Fernando Retting falou destinação cidadã do Imposto de Renda devido, através da qual os cristãos, na prática, podem começar a fazer política pública, tema da Campanha da Fraternidade deste ano: Fraternidade e Políticas Públicas/Serás Libertado pelo Direito e pela Justiça. Retting destacou que as políticas públicas são formuladas pelos conselhos de direitos, que tem a participação dos governos municipal, estadual e federal. “Com a destinação de 3% do Imposto de Renda pessoa física devido, quando a declaração for pelo modelo completo, para o Conselho  Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Ponta Grossa, parte do seu imposto irá diretamente  para um fundo local  ao invés de ir para o Tesouro Nacional”, exemplificou, lembrando que até quem tem imposto a restituir poderá destinar,  aumentando sua restituição. “Isso tem que ser feito até dia 30 de abril. É fácil, legal e sem burocracia. Basta falar com o contador ou se orientar sobre como participar, sem gastar nada a mais do que o imposto devido”, frisou.


Campanha

      O coordenador do Conselho Pastoral Comunitário da Capela Nossa Senhora do Carmo, Reginaldo da Silva Ranze, ainda durante a reunião, falou do lançamento da Campanha Construindo o Santuário, idealizada para custear as obras da nova igreja. De acordo com Ranze, neste momento, estão sendo erguidas as paredes da capela e, posteriormente, serão construídos o mezanino e o telhado, para o que servirão os recursos obtidos com a campanha. “ A campanha consiste em 700 carnês, que se refere ao metro quadrado da construção; 12 parcelas de 30 reais por mês”, contou. Esta fase deve estar concluída até o início de julho, quando no dia 14, na festa da padroeira, acontece uma missa, às 10 horas, celebrada pelo bispo dom Sergio. Haverá ainda show de prêmios e ação entre amigos.

      A intenção da comunidade é que a igreja se transforme em um santuário diocesano. “Para receber os devotos de Nossa Senhora do Carmo; um local de devoção do escapulário e à santa, que é muito antiga, vem lá do profeta Elias no Monte Carmelo”. Quando concluída, a igreja que pertence a Paróquia Nossa Senhora de Fátima, em Ponta Grossa, terá aproximadamente 980 metros de área construída, com capacidade para 400 pessoas entre a capela e o salão.


Diocede Ponta Grossa
Dom Sergio prestigiou a primeira reunião deste ano   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Padre Joel Nalepa coordenou a reunião de trabalho do Condae   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa


Navegue até a sua Paróquia