DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 17/04/2019

Missa do Crisma: o reafirmar da missão

Bispo preside celebração penitencial às 9 horas desta quinta

 
O óleo abençoado é levado para suas comunidades para que possa ocorrer a prática dos sacramentos O óleo abençoado é levado para suas comunidades para que possa ocorrer a prática dos sacramentos | Crédito: Arquivo AssCom

      Aberta no Domingo de Ramos - a celebração da entrada de Jesus em Jerusalém - a Semana Santa mobiliza católicos do mundo inteiro na maior demonstração de fé proposta pela Igreja, momento em que os cristãos revivem os sagrados mistérios da Paixão, Morte e Ressurreição do Filho de Deus, “tornado Homem, para no martírio da Cruz na vitória sobre a morte, oferecer a todos os homens a graça da salvação”∗. Depois de leituras que lembram, na segunda, terça e quarta-feiras, os últimos momentos de Jesus entre os amigos e os discípulos, na Quinta-Feira Santa acontece a Celebração Penitencial e Missa do Crisma. Na Diocese de Ponta Grossa, o bispo dom Sergio Arthur Braschi a preside a celebração às 9 horas, na Catedral Sant’Ana.

      Durante a missa, se abençoa o óleo dos catecúmenos e dos enfermos e se consagra o óleo do Santo Crisma. Após o término do rito, os padres voltam para suas comunidades e levam a porção dos óleos para que possa ocorrer a prática dos sacramentos dos seus fiéis. Nela também se renovam as promessas sacerdotais pronunciadas no dia da ordenação, sendo também chamada de ‘Missa da Unidade’, expressando a comunhão diocesana em torno do Mistério Pascal de Cristo, constituindo um momento forte de comunhão eclesial, de participação intensa das comunidades e de valorização dos sacramentos da vida da Igreja. Todos os padres, das 46 paróquias da Diocese participam da missa.  

Entenda o significado dos óleos:∗∗

      - Óleo dos Catecúmenos: Concede a força do Espírito Santo aqueles que serão batizados para que possam ser lutadores de Deus, ao lado de Cristo, contra o Espírito do mal.

      - Óleo dos Enfermos: É um sinal utilizado pelo sacramento da Unção dos Enfermos, que traz o conforto e a força do Espírito Santo para o doente no momento de seu sofrimento. O doente é ungido na fronte e na palma das mãos.

      - Óleo do Crisma: É um óleo utilizado nas unções consacratórias dos seguintes sacramentos: depois da imersão nas águas do batismo, o batizado é ungido na fronte; na Confirmação é o símbolo principal da consagração, também na fronte; depois da Ordenação Episcopal, sobre a cabeça do novo bispo; depois da ordenação sacerdotal, na palma das mãos do néo-sacerdote.

       Em  todas as paróquias se inicia, a partir desta quinta-feira, o Tríduo Pascal, com horários e programação específicos. Na Catedral Sant’Ana, o bispo dom Sergio celebra ainda às 20 horas de quinta feira a Ceia do Senhor/Lava Pés. Terminada a missa, começa a adoração ao Santíssimo. Na Sexta-Feira Santa (19), a adoração se prolonga das 8 horas ao meio dia.

       A celebração solene da Paixão do Senhor está marcada para as 15 horas. A  procissão do Senhor Morto, saindo da Catedral para a igreja do Rosário, começa às 19 horas. No Sábado Santo, às 16 horas haverá bênção dos alimentos e, às 20 horas, começa a Vigília Pascal. No Domingo de Páscoa, a missa será celebrada às 11 horas. Estarão acontecendo confissões, todos os dias, antes e depois da missa das 18 horas.  


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| ECC festeja seus 50 anos   |   Missa do Crisma reúne padres da diocese   |   Live atinge mais de 10 mil pessoas   |   Missa do Crisma será no feriado   |  





Publicado em: 17/04/2019

Missa do Crisma: o reafirmar da missão

Bispo preside celebração penitencial às 9 horas desta quinta

 

      Aberta no Domingo de Ramos - a celebração da entrada de Jesus em Jerusalém - a Semana Santa mobiliza católicos do mundo inteiro na maior demonstração de fé proposta pela Igreja, momento em que os cristãos revivem os sagrados mistérios da Paixão, Morte e Ressurreição do Filho de Deus, “tornado Homem, para no martírio da Cruz na vitória sobre a morte, oferecer a todos os homens a graça da salvação”∗. Depois de leituras que lembram, na segunda, terça e quarta-feiras, os últimos momentos de Jesus entre os amigos e os discípulos, na Quinta-Feira Santa acontece a Celebração Penitencial e Missa do Crisma. Na Diocese de Ponta Grossa, o bispo dom Sergio Arthur Braschi a preside a celebração às 9 horas, na Catedral Sant’Ana.

      Durante a missa, se abençoa o óleo dos catecúmenos e dos enfermos e se consagra o óleo do Santo Crisma. Após o término do rito, os padres voltam para suas comunidades e levam a porção dos óleos para que possa ocorrer a prática dos sacramentos dos seus fiéis. Nela também se renovam as promessas sacerdotais pronunciadas no dia da ordenação, sendo também chamada de ‘Missa da Unidade’, expressando a comunhão diocesana em torno do Mistério Pascal de Cristo, constituindo um momento forte de comunhão eclesial, de participação intensa das comunidades e de valorização dos sacramentos da vida da Igreja. Todos os padres, das 46 paróquias da Diocese participam da missa.  

Entenda o significado dos óleos:∗∗

      - Óleo dos Catecúmenos: Concede a força do Espírito Santo aqueles que serão batizados para que possam ser lutadores de Deus, ao lado de Cristo, contra o Espírito do mal.

      - Óleo dos Enfermos: É um sinal utilizado pelo sacramento da Unção dos Enfermos, que traz o conforto e a força do Espírito Santo para o doente no momento de seu sofrimento. O doente é ungido na fronte e na palma das mãos.

      - Óleo do Crisma: É um óleo utilizado nas unções consacratórias dos seguintes sacramentos: depois da imersão nas águas do batismo, o batizado é ungido na fronte; na Confirmação é o símbolo principal da consagração, também na fronte; depois da Ordenação Episcopal, sobre a cabeça do novo bispo; depois da ordenação sacerdotal, na palma das mãos do néo-sacerdote.

       Em  todas as paróquias se inicia, a partir desta quinta-feira, o Tríduo Pascal, com horários e programação específicos. Na Catedral Sant’Ana, o bispo dom Sergio celebra ainda às 20 horas de quinta feira a Ceia do Senhor/Lava Pés. Terminada a missa, começa a adoração ao Santíssimo. Na Sexta-Feira Santa (19), a adoração se prolonga das 8 horas ao meio dia.

       A celebração solene da Paixão do Senhor está marcada para as 15 horas. A  procissão do Senhor Morto, saindo da Catedral para a igreja do Rosário, começa às 19 horas. No Sábado Santo, às 16 horas haverá bênção dos alimentos e, às 20 horas, começa a Vigília Pascal. No Domingo de Páscoa, a missa será celebrada às 11 horas. Estarão acontecendo confissões, todos os dias, antes e depois da missa das 18 horas.  


Diocede Ponta Grossa
O óleo abençoado é levado para suas comunidades para que possa ocorrer a prática dos sacramentos   |   Arquivo AssCom

Diocede Ponta Grossa
O óleo abençoado é levado para suas comunidades para que possa ocorrer a prática dos sacramentos   |   Arquivo AssCom


Navegue até a sua Paróquia