DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 24/06/2019

Entidades recebem agasalhos doados

Gesto concreto da procissão de Corpus Christi é entregue

 
As roupas e artigos de inverno foram repassadas às enidades, no sábado, na Paróquia Santa Teresinha As roupas e artigos de inverno foram repassadas às enidades, no sábado, na Paróquia Santa Teresinha | Crédito: AssCom Diocese de Ponta Grossa

      Um grande volume de agasalhos, entre luvas, cachecóis, casacos, cobertores e toucas, arrecadado pelos fieis que participaram da procissão de Corpus Christi, no dia 20, ainda está sendo contabilizado por integrantes da Casa do Menor Irmãos Cavanis, Vicentinos e Comunidade Deus Pai. As sacolas foram repassadas às entidades na manhã de sábado (22) pelo padre Joel Nalepa, coordenador diocesano da Ação Evangelizadora e responsável pela organização da procissão. “Foi uma quantidade significativa. As doações vão ajudar muita gente que precisa. Pessoas que terão  melhores condições de viver esse inverno”, destacou padre Joel.

      Nos quase 3,5 do trajeto da procissão, do Asilo São Vicente de Paulo, na Rua Júlia de Castilhos, até o Parque Ambiental Manoel Ribas, na Benjamin Constant, eram três pontos de coleta. E as pessoas participaram com um gesto concreto de amor a Jesus, doando muitas peças. “Ainda não sabemos quanto porque estão nas sacolas, mas é um grande volume, que está sendo contabilizado, separado. Agradeço às paróquias, voluntários, aos fieis que doaram... Nossa gratidão pela sensibilidade de ajudar os que passam por necessidade. Que Deus abençoe!”, comentou.

      Márcia Helen Meller Schmidt, diretora da Casa do Menor Cavanis, afirmou que a ação vem de encontro às necessidades da clientela atendida pela entidade, formada por crianças muito carentes. “Elas precisam de tudo; roupas, sapato, comida. Essas doações, no inverno, vai nos ajudar a atender as crianças de baixa rendam que recebemos todos os  dias”, agradecia, citando que são 275 crianças e 70 adolescentes e jovens recebidos em contraturno escolar dentro do Projeto Menor Aprendiz. “Os convênios que temos com a prefeitura e vários outros projetos com entidades governamentais e privadas não são suficientes para a sobrevivência da entidade. Quem quiser nos ajudar pode vir conhecer o trabalho e participar das campanhas, do bazar permanente, que temos às segundas, terças e quartas-feiras, à tarde, e do grupo de benfeitores, que fazem doações mensais, por um carnê”, explicou. O bazar funciona na Rua Tijucas do Sul, 275, na  Vila Cipa, ao lado da Paróquia Nossa Senhora de Fátima.

      Feliz também estava Leocádio de Araújo, da Sociedade São Vicente de Paula que desenvolve trabalhos junto à Paróquia São Judas Tadeu, veiculada a Conferência Nossa Senhora do Rocio. São três famílias acompanhadas, um total de 18 pessoas. “As roupas do gesto concreto vão ajudar muito adulto e crianças; vão fazer um bem muito grande com o frio chegando”, enfatizou. Quem quiser contribuir os Vicentinos pode levar doações às reuniões que acontecem aos sábados, a partir das 15 horas, rua Julio Diniz, próximo a igreja São Judas Tadeu, em Olarias, ou na secretaria da paróquia. Roberto Carlos Amaral, consagrado como Irmão Roberto de São José no caminho que percorre na Comunidade Deus Pai, lembrava que o carisma central da comunidade é acolher, servir e amar a população de rua. “Vivemos de pequenos gestos, que vão sempre dando continuidade, a mantendo viva e dando o suporte necessário. Essa ação vai beneficiar o trabalho da Casa. É muito importante”, contava. A Comunidade Deus Pai conta com, em média, 20 pessoas em Ponta Grossa e outras 15 em Ribeirão de Cima, Teixeira Soares, onde a casa tem uma extensão experimental. Além dos internos, as pessoas que terminaram o tratamento seguem sendo acompanhadas. “Damos suporte com roupas, sapatos, comida. Para nos ajudar as pessoas podem entrar em contato via o Facebook da Comunidade ou pelos telefones (42) 9 98333174 ou 9 9900-1575”, acrescentou Roberto.      


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| ECC festeja seus 50 anos   |   Missa do Crisma reúne padres da diocese   |   Live atinge mais de 10 mil pessoas   |   Missa do Crisma será no feriado   |  





Publicado em: 24/06/2019

Entidades recebem agasalhos doados

Gesto concreto da procissão de Corpus Christi é entregue

 

      Um grande volume de agasalhos, entre luvas, cachecóis, casacos, cobertores e toucas, arrecadado pelos fieis que participaram da procissão de Corpus Christi, no dia 20, ainda está sendo contabilizado por integrantes da Casa do Menor Irmãos Cavanis, Vicentinos e Comunidade Deus Pai. As sacolas foram repassadas às entidades na manhã de sábado (22) pelo padre Joel Nalepa, coordenador diocesano da Ação Evangelizadora e responsável pela organização da procissão. “Foi uma quantidade significativa. As doações vão ajudar muita gente que precisa. Pessoas que terão  melhores condições de viver esse inverno”, destacou padre Joel.

      Nos quase 3,5 do trajeto da procissão, do Asilo São Vicente de Paulo, na Rua Júlia de Castilhos, até o Parque Ambiental Manoel Ribas, na Benjamin Constant, eram três pontos de coleta. E as pessoas participaram com um gesto concreto de amor a Jesus, doando muitas peças. “Ainda não sabemos quanto porque estão nas sacolas, mas é um grande volume, que está sendo contabilizado, separado. Agradeço às paróquias, voluntários, aos fieis que doaram... Nossa gratidão pela sensibilidade de ajudar os que passam por necessidade. Que Deus abençoe!”, comentou.

      Márcia Helen Meller Schmidt, diretora da Casa do Menor Cavanis, afirmou que a ação vem de encontro às necessidades da clientela atendida pela entidade, formada por crianças muito carentes. “Elas precisam de tudo; roupas, sapato, comida. Essas doações, no inverno, vai nos ajudar a atender as crianças de baixa rendam que recebemos todos os  dias”, agradecia, citando que são 275 crianças e 70 adolescentes e jovens recebidos em contraturno escolar dentro do Projeto Menor Aprendiz. “Os convênios que temos com a prefeitura e vários outros projetos com entidades governamentais e privadas não são suficientes para a sobrevivência da entidade. Quem quiser nos ajudar pode vir conhecer o trabalho e participar das campanhas, do bazar permanente, que temos às segundas, terças e quartas-feiras, à tarde, e do grupo de benfeitores, que fazem doações mensais, por um carnê”, explicou. O bazar funciona na Rua Tijucas do Sul, 275, na  Vila Cipa, ao lado da Paróquia Nossa Senhora de Fátima.

      Feliz também estava Leocádio de Araújo, da Sociedade São Vicente de Paula que desenvolve trabalhos junto à Paróquia São Judas Tadeu, veiculada a Conferência Nossa Senhora do Rocio. São três famílias acompanhadas, um total de 18 pessoas. “As roupas do gesto concreto vão ajudar muito adulto e crianças; vão fazer um bem muito grande com o frio chegando”, enfatizou. Quem quiser contribuir os Vicentinos pode levar doações às reuniões que acontecem aos sábados, a partir das 15 horas, rua Julio Diniz, próximo a igreja São Judas Tadeu, em Olarias, ou na secretaria da paróquia. Roberto Carlos Amaral, consagrado como Irmão Roberto de São José no caminho que percorre na Comunidade Deus Pai, lembrava que o carisma central da comunidade é acolher, servir e amar a população de rua. “Vivemos de pequenos gestos, que vão sempre dando continuidade, a mantendo viva e dando o suporte necessário. Essa ação vai beneficiar o trabalho da Casa. É muito importante”, contava. A Comunidade Deus Pai conta com, em média, 20 pessoas em Ponta Grossa e outras 15 em Ribeirão de Cima, Teixeira Soares, onde a casa tem uma extensão experimental. Além dos internos, as pessoas que terminaram o tratamento seguem sendo acompanhadas. “Damos suporte com roupas, sapatos, comida. Para nos ajudar as pessoas podem entrar em contato via o Facebook da Comunidade ou pelos telefones (42) 9 98333174 ou 9 9900-1575”, acrescentou Roberto.      


Diocede Ponta Grossa
As roupas e artigos de inverno foram repassadas às enidades, no sábado, na Paróquia Santa Teresinha   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
As roupas e artigos de inverno foram repassadas às enidades, no sábado, na Paróquia Santa Teresinha   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa


Navegue até a sua Paróquia