DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 02/08/2019

Dom Amilton prepara caminho para Assembleia

Bispo auxiliar de Curitiba vai assessorar encontro diocesano, dia 24

 
O bispo dom Sergio, padres e leigos participaram da reunião preparatória O bispo dom Sergio, padres e leigos participaram da reunião preparatória | Crédito: AssCom Diocese de Ponta Grossa

      O bispo auxiliar da Arquidiocese de Curitiba, dom Amilton José da Silva, conduziu, essa semana, uma reunião de trabalho da comissão organizadora da Assembleia Diocesana de Ponta Grossa, marcada para o próximo dia 24.  Padres, leigos e o bispo dom Sergio Arthur Braschi foram ajudados a refletir sobre o Documento 109 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que fala das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora 2019-2023. Dom Amilton, que será o assessor da Assembleia, detalhou, em especial, o eixo ‘cultura urbana e as comunidades missionárias’, um dos pilares das diretrizes.

      Dom Amilton classificou a assessoria como uma experiência de aprendizado. “O bispo não tem todas as respostas. Tem inquietações, sonhos...e temos o Evangelho e as palavras de Cristo, e, a própria pessoa de Jesus, que nos conduz em novas ações, mas de dentro para fora, eu acredito. É um momento de crescimento junto com a Diocese de Ponta Grossa.  Me sinto muito feliz por ter sido convidado e venho contribuir com minha humilde experiência de nem dois anos de bispo”, brincou. O assessor disse esperar que as dioceses estejam abertas para essa Igreja que pede o Papa Francisco, de uma Igreja em Saída, em várias direções, e missionária, e, com as diretrizes da CNBB, “que está na mesma linha, nos apontando pontos de urgências para convivermos com essa nova mentalidade que vigora, que é a cultura urbana”, frisou o bispo.

      Para dom Amilton é de suma importância a participação de todos - bispo, padres, diáconos, lideranças das comunidades, religiosos – para que se alcance a sinodalidade, o caminhar juntos, como orienta o Papa e prerrogativa já do Concílio Vaticano II. “(Todos)  Farão no dia da assembleia um processo sempre de escuta, iluminação, reflexão e tomada de decisão. Mas, as pistas de ação não podem ser entendidas como algo pronto. Teremos pistas e o Espírito, a cada dia, vai trazendo novidades. Mas, é importante que saibamos por onde caminhar”, argumentou, citando que a novidade será a abertura de cada um, o interesse. “A Diocese tem uma caminhada bonita, especialmente na linha da missão. Eu acredito que haverá, sim, muitas luzes para continuar nesse mesmo caminho, agora dentro de novos apelos que o Senhor tem nos feito através do Papa”.

      O bispo dom Sergio afirmou que a presença de dom Amilton ajudou a todos. “Essas reuniões preparatórias vão iluminando o processo, mas nós não queremos decidir antecipadamente; precisamos ouvir toda a  Igreja Diocesana”, resumiu, comentando que o eixo ‘cultura urbana’, detalhado pelo assessor, interroga a Igreja sobre como evangelizar nesse modo de viver, não só nas cidades, mas também na zona rural por ser uma nova realidade. “Por outro lado, nós temos um grande trunfo que é o encantamento que a alegria do Evangelho traz. Isso sempre ressoa no coração humano porque é algo que o próprio Jesus nos deixou”, enfatizou o bispo.

       Padre Joel Nalepa, coordenador diocesano da Ação Evangelizadora, lembra que assembleia vai começar, dia 24, às 8h30, com a acolhida, credenciamento, momento de espiritualidade e as colocações sobre a cultura urbana, o ser discípulo missionário, à luz das Diretrizes. “Faremos trabalho em grupo para favorecer esse  encontro com outras realidades da nossa Diocese. Isso vai culminar, no final do dia, com uma proposta de prioridade para os próximos quatro anos. Será um dia dinâmico, com orientações, à luz das Diretrizes e de documentos da Igreja, e a participação da assembleia num caminho sinodal”, adianta. 


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Diocese ganhará relíquias de São João Paulo II   |   ECC festeja seus 50 anos   |   Missa do Crisma reúne padres da diocese   |   Live atinge mais de 10 mil pessoas   |  





Publicado em: 02/08/2019

Dom Amilton prepara caminho para Assembleia

Bispo auxiliar de Curitiba vai assessorar encontro diocesano, dia 24

 

      O bispo auxiliar da Arquidiocese de Curitiba, dom Amilton José da Silva, conduziu, essa semana, uma reunião de trabalho da comissão organizadora da Assembleia Diocesana de Ponta Grossa, marcada para o próximo dia 24.  Padres, leigos e o bispo dom Sergio Arthur Braschi foram ajudados a refletir sobre o Documento 109 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que fala das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora 2019-2023. Dom Amilton, que será o assessor da Assembleia, detalhou, em especial, o eixo ‘cultura urbana e as comunidades missionárias’, um dos pilares das diretrizes.

      Dom Amilton classificou a assessoria como uma experiência de aprendizado. “O bispo não tem todas as respostas. Tem inquietações, sonhos...e temos o Evangelho e as palavras de Cristo, e, a própria pessoa de Jesus, que nos conduz em novas ações, mas de dentro para fora, eu acredito. É um momento de crescimento junto com a Diocese de Ponta Grossa.  Me sinto muito feliz por ter sido convidado e venho contribuir com minha humilde experiência de nem dois anos de bispo”, brincou. O assessor disse esperar que as dioceses estejam abertas para essa Igreja que pede o Papa Francisco, de uma Igreja em Saída, em várias direções, e missionária, e, com as diretrizes da CNBB, “que está na mesma linha, nos apontando pontos de urgências para convivermos com essa nova mentalidade que vigora, que é a cultura urbana”, frisou o bispo.

      Para dom Amilton é de suma importância a participação de todos - bispo, padres, diáconos, lideranças das comunidades, religiosos – para que se alcance a sinodalidade, o caminhar juntos, como orienta o Papa e prerrogativa já do Concílio Vaticano II. “(Todos)  Farão no dia da assembleia um processo sempre de escuta, iluminação, reflexão e tomada de decisão. Mas, as pistas de ação não podem ser entendidas como algo pronto. Teremos pistas e o Espírito, a cada dia, vai trazendo novidades. Mas, é importante que saibamos por onde caminhar”, argumentou, citando que a novidade será a abertura de cada um, o interesse. “A Diocese tem uma caminhada bonita, especialmente na linha da missão. Eu acredito que haverá, sim, muitas luzes para continuar nesse mesmo caminho, agora dentro de novos apelos que o Senhor tem nos feito através do Papa”.

      O bispo dom Sergio afirmou que a presença de dom Amilton ajudou a todos. “Essas reuniões preparatórias vão iluminando o processo, mas nós não queremos decidir antecipadamente; precisamos ouvir toda a  Igreja Diocesana”, resumiu, comentando que o eixo ‘cultura urbana’, detalhado pelo assessor, interroga a Igreja sobre como evangelizar nesse modo de viver, não só nas cidades, mas também na zona rural por ser uma nova realidade. “Por outro lado, nós temos um grande trunfo que é o encantamento que a alegria do Evangelho traz. Isso sempre ressoa no coração humano porque é algo que o próprio Jesus nos deixou”, enfatizou o bispo.

       Padre Joel Nalepa, coordenador diocesano da Ação Evangelizadora, lembra que assembleia vai começar, dia 24, às 8h30, com a acolhida, credenciamento, momento de espiritualidade e as colocações sobre a cultura urbana, o ser discípulo missionário, à luz das Diretrizes. “Faremos trabalho em grupo para favorecer esse  encontro com outras realidades da nossa Diocese. Isso vai culminar, no final do dia, com uma proposta de prioridade para os próximos quatro anos. Será um dia dinâmico, com orientações, à luz das Diretrizes e de documentos da Igreja, e a participação da assembleia num caminho sinodal”, adianta. 


Diocede Ponta Grossa
O bispo dom Sergio, padres e leigos participaram da reunião preparatória   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Dom Amilton conduziu a reunião de trabalho, no último dia 29, em Ponta Grossa   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa


Navegue até a sua Paróquia