DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 13/08/2019

Catequistas experimentam ‘Bibliodrama’

Formação reuniu 72 catequistas, de 22 paróquias

 
O foco são os catequistas da Diocese, mas o evento foi aberto a todos que gostam de trabalhar com leitura orante O foco são os catequistas da Diocese, mas o evento foi aberto a todos que gostam de trabalhar com leitura orante | Crédito: AssCom Diocese de Ponta Grossa

      72 catequistas de 22 paróquias da Diocese de Ponta Grossa participaram, dias 10 e 11, da apresentação do Bibliodrama Pastoral, com Loredana Vigini. Um método, segundo sua autora, expressivo e experiencial, que permite entender melhor a mensagem das passagens bíblicas. Dedicado para a Catequese e voltado para o aprofundamento da fé, o método que nasceu na Itália valoriza todos os sentidos do facilitador: o corpo, o tocar, o sentir, o ouvir e sua capacidade imaginativa. “Tudo é muito visual”, acrescenta Loredana, bacharel em Teologia, facilitadora formada pela Associação Italiana de Bibliodrama e autora de dois livros sobre o tema.

      “O método é expressivo porque usa tudo de nós, o corpo, as expressões, sentimentos, linguagem verbal, não verbal, a arte. E experiencial porque não se trata de um estudo sobre a Palavra, mas de uma experiência da Palavra, que não quer proporcionar uma coisa racional, mas uma experiência vivenciada”, explica Loredana, citando que, em contato com a Editora Ave Maria, interessada em difundir o método, foi proposto incluir o Bibliodrama na Coleção Semente, publicada pela Pastoral Diocesena de Animação Bíblico-Catequética de Ponta Grossa. “Todos os roteiros foram inseridos dentro do projeto e tem a referência, dentro do roteiro, de onde inserir dentro da coleção”, detalha.

     “Gostei muito da dinâmica e do modo de como é colocada a Catquese para as crianças. Eu já tinha preparado vários roteiros sobre textos que normalmente se usa na Catequese. Fui feliz de encontrar tantos destes textos, que já tinha aprofundado, colocados dentro da Coleção Sementes. Foi um unir das duas coisas”, ressalta Loredana. O método, que foi apresentado à comissão de Animação Bíblico-Catequética da CNBB, é utilizado em 14 estados e 52 dioceses.

      Para a coordenadora diocesana de Animação Bíblico-Catequética, Flávia Carla Nascimento, a formação fez com que os catequistas experimentassem o método e depois fossem formados e capacitados para o utilizar nas paróquias. “Adquiriram essa bagagem para depois aplicar nas paróquias toda essa riqueza que é o Bibliodrama Pastoral na Catequese. Foi muito importante para todos os catequistas”, afirmou a coordenadora.


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Live atinge mais de 10 mil pessoas   |   Missa do Crisma será no feriado   |   Catedral faz festa pelos seus 197 anos   |   Missa online vai ‘conectar’ jovens   |  





Publicado em: 13/08/2019

Catequistas experimentam ‘Bibliodrama’

Formação reuniu 72 catequistas, de 22 paróquias

 

      72 catequistas de 22 paróquias da Diocese de Ponta Grossa participaram, dias 10 e 11, da apresentação do Bibliodrama Pastoral, com Loredana Vigini. Um método, segundo sua autora, expressivo e experiencial, que permite entender melhor a mensagem das passagens bíblicas. Dedicado para a Catequese e voltado para o aprofundamento da fé, o método que nasceu na Itália valoriza todos os sentidos do facilitador: o corpo, o tocar, o sentir, o ouvir e sua capacidade imaginativa. “Tudo é muito visual”, acrescenta Loredana, bacharel em Teologia, facilitadora formada pela Associação Italiana de Bibliodrama e autora de dois livros sobre o tema.

      “O método é expressivo porque usa tudo de nós, o corpo, as expressões, sentimentos, linguagem verbal, não verbal, a arte. E experiencial porque não se trata de um estudo sobre a Palavra, mas de uma experiência da Palavra, que não quer proporcionar uma coisa racional, mas uma experiência vivenciada”, explica Loredana, citando que, em contato com a Editora Ave Maria, interessada em difundir o método, foi proposto incluir o Bibliodrama na Coleção Semente, publicada pela Pastoral Diocesena de Animação Bíblico-Catequética de Ponta Grossa. “Todos os roteiros foram inseridos dentro do projeto e tem a referência, dentro do roteiro, de onde inserir dentro da coleção”, detalha.

     “Gostei muito da dinâmica e do modo de como é colocada a Catquese para as crianças. Eu já tinha preparado vários roteiros sobre textos que normalmente se usa na Catequese. Fui feliz de encontrar tantos destes textos, que já tinha aprofundado, colocados dentro da Coleção Sementes. Foi um unir das duas coisas”, ressalta Loredana. O método, que foi apresentado à comissão de Animação Bíblico-Catequética da CNBB, é utilizado em 14 estados e 52 dioceses.

      Para a coordenadora diocesana de Animação Bíblico-Catequética, Flávia Carla Nascimento, a formação fez com que os catequistas experimentassem o método e depois fossem formados e capacitados para o utilizar nas paróquias. “Adquiriram essa bagagem para depois aplicar nas paróquias toda essa riqueza que é o Bibliodrama Pastoral na Catequese. Foi muito importante para todos os catequistas”, afirmou a coordenadora.


Diocede Ponta Grossa
O foco são os catequistas da Diocese, mas o evento foi aberto a todos que gostam de trabalhar com leitura orante   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
O foco são os catequistas da Diocese, mas o evento foi aberto a todos que gostam de trabalhar com leitura orante   |   Pastoral de Animação Bíblico Catequética

Diocede Ponta Grossa
Loredana Vigini é formada pela Associação Italiana de Bibliodrama e autora de dois livros sobre o tema   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa


Navegue até a sua Paróquia