DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 20/08/2019

Homenagens marcam ordenação

Comunidade e jovens louvam pela vida de Rafael

 
Ordenação foi celebrada pelo bispo dom Sergio Ordenação foi celebrada pelo bispo dom Sergio | Crédito: Jeferson André

      Emoção. Esse foi o sentimento que permeou toda a celebração de ordenação presbiteral do diácono Rafael Moreira, na igreja São José Operário, em Piraí do Sul, neste domingo (18). Perto de 1.400 pessoas lotaram a capela da Paróquia Senhor Menino Deus. Mais de sete  mil fieis acompanharam a  transmissão em tempo real feita pelo Facebook. As visualizações da página chegaram a 20 mil somente no domingo. O bispo dom Sergio Arthur Braschi, padres, diáconos de toda a Diocese e os convidados sentiram a comoção de Rafael que, em questão de meses perdeu o pai e uma das irmãs, e vive o drama da fragilidade da saúde da mãe, Marilde Bueno Moreira.

      “Há um ano e seis meses, perdemos meu pai e, pouco tempo depois, minha irmã, a Franciele, que seria a madrinha dele de ordenação. Logo em seguida, a mãe ficou doente, com infecções que foram atingindo vários órgãos e se agravando. Isso desde que ele (Rafael) resolveu dizer seu sim. Foi coisa em cima de coisa, obstáculos e mais obstáculos, para testar nossa fé e a vocação dele”, contava muito emocionada Alcione Aparecida Moreira, uma das irmãs do neo-sacerdote. “Para a família, (a ordenação) representa uma vitória, um sonho realizado. Chegar nesse momento, com uma família toda estremecida, numa situação muito delicada, o que vem é alegria,  angústia, choro...o coração parece que vai explodir”, dizia, afirmando ter certeza de que Rafael será um padre do povo. “Vai emocionar, vai ser dedicado,  vai se entregar totalmente a vocação dele e a esses milhares de filhos que ele recebeu hoje, porque é um irmão maravilhoso, um filho dedicado e, como padre vai ser um exemplo para qualquer pessoa porque tem um coração puro, um coração enorme, que nem cabe dentro do peito”.

      Dona Marilde, que fica praticamente só deitada e tem dificuldade de locomoção, assistiu a celebração em uma cadeira especialmente adaptada para ela. A primeira missa do novo padre foi, inclusive, na casa da mãe, nesta segunda-feira (19). “Que alegria poder oferecer o Deus da Vida a quem me gerou e trouxe à vida”, comentou Rafael. Durante a ordenação, no momento das homenagens, foi a mãe do neo-sacerdote quem lhe entregou um quadro com a fotografia dele junto do pai e da irmã Franciele, na capela do seminário. Os dois foram seus grandes incentivadores. “Por isso foi muito emocionante”,  comentou o neo-sacerdote, que chorou muito.

      “O sentimento é de gratidão a Deus, ao povo de Piraí do Sul, ao padre Evandro e aos padres da paróquia e a todos aqueles que, desde o primeiro momento me ajudaram na preparação da ordenação. É um colher de tudo aquilo que foi plantado. É a alegria de ter dito hoje o meu sim para viver eternamente todo para Deus”, resumia padre Rafael. O pároco da Senhor Menino Deus, padre Evandro Luís Braun, destacou que o momento era de graça. “Uma alegria extraordinária ver uma pessoa que nasceu em  uma comunidade da  nossa paróquia. dar esse passo, dar esse sim, celebrar a sua vocação. Um momento de celebração. De céu, de ressurreição”, enfatizava.

      O bispo dom Sergio ressaltou a proximidade do neo-sacerdote com os jovens. “É um diferencial interessante. Observei vários grupos de jovens e senti o carinho que a juventude tem com ele. É muito bonito reconhecer a presença da Igreja junto à juventude. Precisa muito. Com a cultura urbana e as novas tecnologias não está fácil ser bem acolhida (a religião) pelos jovens. Quando se vê a juventude próxima de um jovem sacerdote é motivo de grande alegria”,  afirmava dom Sergio.


Biografia

      Rafael Moreira nasceu no dia 30 de maio de 1992, no Hospital Santo Antônio, em Piraí do Sul. Filho de Lício Moreira e Marilde Bueno Moreira, vem de uma família de oito irmãos. Estudou o Ensino Fundamental no Colégio Padre Anchieta, no bairro da Ressaca, em Piraí do Sul e concluiu o Ensino Médio, em 2009, no Colégio Estadual Jorge Queiroz Neto, também em Piraí.

      Em 2010, ingressou no Seminário Propedêutico, em Carambeí. Depois foi para Ponta Grossa, onde estudou Filosofia e Teologia no Instituto de Filosofia e Teologia Mater Ecclesiae. Concluído o estudo, voltou para sua cidade natal para a preparação das ordenações diaconal e presbiteral.


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| ECC festeja seus 50 anos   |   Missa do Crisma reúne padres da diocese   |   Live atinge mais de 10 mil pessoas   |   Missa do Crisma será no feriado   |  





Publicado em: 20/08/2019

Homenagens marcam ordenação

Comunidade e jovens louvam pela vida de Rafael

 

      Emoção. Esse foi o sentimento que permeou toda a celebração de ordenação presbiteral do diácono Rafael Moreira, na igreja São José Operário, em Piraí do Sul, neste domingo (18). Perto de 1.400 pessoas lotaram a capela da Paróquia Senhor Menino Deus. Mais de sete  mil fieis acompanharam a  transmissão em tempo real feita pelo Facebook. As visualizações da página chegaram a 20 mil somente no domingo. O bispo dom Sergio Arthur Braschi, padres, diáconos de toda a Diocese e os convidados sentiram a comoção de Rafael que, em questão de meses perdeu o pai e uma das irmãs, e vive o drama da fragilidade da saúde da mãe, Marilde Bueno Moreira.

      “Há um ano e seis meses, perdemos meu pai e, pouco tempo depois, minha irmã, a Franciele, que seria a madrinha dele de ordenação. Logo em seguida, a mãe ficou doente, com infecções que foram atingindo vários órgãos e se agravando. Isso desde que ele (Rafael) resolveu dizer seu sim. Foi coisa em cima de coisa, obstáculos e mais obstáculos, para testar nossa fé e a vocação dele”, contava muito emocionada Alcione Aparecida Moreira, uma das irmãs do neo-sacerdote. “Para a família, (a ordenação) representa uma vitória, um sonho realizado. Chegar nesse momento, com uma família toda estremecida, numa situação muito delicada, o que vem é alegria,  angústia, choro...o coração parece que vai explodir”, dizia, afirmando ter certeza de que Rafael será um padre do povo. “Vai emocionar, vai ser dedicado,  vai se entregar totalmente a vocação dele e a esses milhares de filhos que ele recebeu hoje, porque é um irmão maravilhoso, um filho dedicado e, como padre vai ser um exemplo para qualquer pessoa porque tem um coração puro, um coração enorme, que nem cabe dentro do peito”.

      Dona Marilde, que fica praticamente só deitada e tem dificuldade de locomoção, assistiu a celebração em uma cadeira especialmente adaptada para ela. A primeira missa do novo padre foi, inclusive, na casa da mãe, nesta segunda-feira (19). “Que alegria poder oferecer o Deus da Vida a quem me gerou e trouxe à vida”, comentou Rafael. Durante a ordenação, no momento das homenagens, foi a mãe do neo-sacerdote quem lhe entregou um quadro com a fotografia dele junto do pai e da irmã Franciele, na capela do seminário. Os dois foram seus grandes incentivadores. “Por isso foi muito emocionante”,  comentou o neo-sacerdote, que chorou muito.

      “O sentimento é de gratidão a Deus, ao povo de Piraí do Sul, ao padre Evandro e aos padres da paróquia e a todos aqueles que, desde o primeiro momento me ajudaram na preparação da ordenação. É um colher de tudo aquilo que foi plantado. É a alegria de ter dito hoje o meu sim para viver eternamente todo para Deus”, resumia padre Rafael. O pároco da Senhor Menino Deus, padre Evandro Luís Braun, destacou que o momento era de graça. “Uma alegria extraordinária ver uma pessoa que nasceu em  uma comunidade da  nossa paróquia. dar esse passo, dar esse sim, celebrar a sua vocação. Um momento de celebração. De céu, de ressurreição”, enfatizava.

      O bispo dom Sergio ressaltou a proximidade do neo-sacerdote com os jovens. “É um diferencial interessante. Observei vários grupos de jovens e senti o carinho que a juventude tem com ele. É muito bonito reconhecer a presença da Igreja junto à juventude. Precisa muito. Com a cultura urbana e as novas tecnologias não está fácil ser bem acolhida (a religião) pelos jovens. Quando se vê a juventude próxima de um jovem sacerdote é motivo de grande alegria”,  afirmava dom Sergio.


Biografia

      Rafael Moreira nasceu no dia 30 de maio de 1992, no Hospital Santo Antônio, em Piraí do Sul. Filho de Lício Moreira e Marilde Bueno Moreira, vem de uma família de oito irmãos. Estudou o Ensino Fundamental no Colégio Padre Anchieta, no bairro da Ressaca, em Piraí do Sul e concluiu o Ensino Médio, em 2009, no Colégio Estadual Jorge Queiroz Neto, também em Piraí.

      Em 2010, ingressou no Seminário Propedêutico, em Carambeí. Depois foi para Ponta Grossa, onde estudou Filosofia e Teologia no Instituto de Filosofia e Teologia Mater Ecclesiae. Concluído o estudo, voltou para sua cidade natal para a preparação das ordenações diaconal e presbiteral.


Diocede Ponta Grossa
Ordenação foi celebrada pelo bispo dom Sergio   |   Jeferson André

Diocede Ponta Grossa
Ordenação foi celebrada pelo bispo dom Sergio   |   Jeferson André

Diocede Ponta Grossa
Ordenação foi celebrada pelo bispo dom Sergio   |   Jeferson André

Diocede Ponta Grossa
Renata Mainardes, coordenadora da Pastoral Juvenil, lembrou os três meses de missão pela paróquia   |   Jeferson André

Diocede Ponta Grossa
Padre Evandro Luís Braun: preparação para a ordenação foi tempo de graça   |   Jeferson André

Diocede Ponta Grossa
Rafael celebra suas primeiras missas solenes, no próximo sábado, às 19 horas, na matriz, e, dia 25, na comunidade dele, na Ressaca, e no Santuário de Nossa Senhora das Brotas   |   Jeferson André

Diocede Ponta Grossa
Dom Sergio entregou ao novo padre a bênção apostólica do Papa Francisco   |   Jeferson André

Diocede Ponta Grossa
Nas homenagens, rosas e a foto com o pai e a irmã, no seminário   |   Jeferson André

Diocede Ponta Grossa
Rafael tem 27 anos e nasceu no interior de Piraí   |   Jeferson André

Diocede Ponta Grossa
A mãe, dona Marilde, assistiu a ordenação em acomodações especiais   |   Jeferson André


Navegue até a sua Paróquia