DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 27/08/2019

Reflexão falou da fé no mundo urbano

Dom Sergio lembrou importância de se evangelizar

 
Nos grupos de 20 pessoas, todos eram incentivados a opinar Nos grupos de 20 pessoas, todos eram incentivados a opinar | Crédito: AssCom Diocese de Ponta Grossa

      Frutuosas, as discussões durante a Assembleia Diocesana resultaram em 20 prioridades indicadas. Catequese com a família, formação de discípulos orantes, alegria do Evangelho, tecnologia a serviço da evangelização, missão, comunhão para formação de comunidades eclesiais missionarias e promoção do leigo foram algumas delas. O bispo dom Sergio Arthur Braschi lembrava que, há alguns anos, não se realizava uma Assembleia Diocesana.

      “Sobretudo à luz das novas diretrizes gerais da Ação Evangelizadora da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil pudemos nos defrontar com essa realidade do mundo urbano, que está mudando bastante, uma mudança de época, e, procuramos uma luz para responder: Evangelizar as famílias, a juventude, a sociedade que precisa. Foi uma alegria contar com essa grande participação, de todos os setores, as vocações da Igreja. E teremos no final de setembro a Assembleia do Povo de Deus, a nível estadual, que vai trazer uma luz para ultimar o Plano de Pastoral Diocesana para os próximos anos”, citou o bispo.

      Para o diácono Agostinho Vanderlei Basso o destaque foi o sentimento de pertença, de família, que está se instalando. “O que chamou a atenção foi o resgate desde esses 200 anos enquanto diocese, enquanto caminhada. A formação com dom Amilton, que nos trouxe de forma tão clara e tão objetiva estes desafios que nós temos, não trouxe peso ou temor, e, sim, pitadas de alegria e de esperança. Com certeza sairemos fortalecidos com muita vontade fazer acontecer”, avaliava.

      O padre Ademir da Guia Santos elogiou a organização, o esforço de todas as equipes. “E a formação de dom Amilton ajudou a pensar, a refletir; uma riqueza muto grande para nós”, resumia o sacerdote.


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Diocese ganhará relíquias de São João Paulo II   |   ECC festeja seus 50 anos   |   Missa do Crisma reúne padres da diocese   |   Live atinge mais de 10 mil pessoas   |  





Publicado em: 27/08/2019

Reflexão falou da fé no mundo urbano

Dom Sergio lembrou importância de se evangelizar

 

      Frutuosas, as discussões durante a Assembleia Diocesana resultaram em 20 prioridades indicadas. Catequese com a família, formação de discípulos orantes, alegria do Evangelho, tecnologia a serviço da evangelização, missão, comunhão para formação de comunidades eclesiais missionarias e promoção do leigo foram algumas delas. O bispo dom Sergio Arthur Braschi lembrava que, há alguns anos, não se realizava uma Assembleia Diocesana.

      “Sobretudo à luz das novas diretrizes gerais da Ação Evangelizadora da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil pudemos nos defrontar com essa realidade do mundo urbano, que está mudando bastante, uma mudança de época, e, procuramos uma luz para responder: Evangelizar as famílias, a juventude, a sociedade que precisa. Foi uma alegria contar com essa grande participação, de todos os setores, as vocações da Igreja. E teremos no final de setembro a Assembleia do Povo de Deus, a nível estadual, que vai trazer uma luz para ultimar o Plano de Pastoral Diocesana para os próximos anos”, citou o bispo.

      Para o diácono Agostinho Vanderlei Basso o destaque foi o sentimento de pertença, de família, que está se instalando. “O que chamou a atenção foi o resgate desde esses 200 anos enquanto diocese, enquanto caminhada. A formação com dom Amilton, que nos trouxe de forma tão clara e tão objetiva estes desafios que nós temos, não trouxe peso ou temor, e, sim, pitadas de alegria e de esperança. Com certeza sairemos fortalecidos com muita vontade fazer acontecer”, avaliava.

      O padre Ademir da Guia Santos elogiou a organização, o esforço de todas as equipes. “E a formação de dom Amilton ajudou a pensar, a refletir; uma riqueza muto grande para nós”, resumia o sacerdote.


Diocede Ponta Grossa
Nos grupos de 20 pessoas, todos eram incentivados a opinar   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Bispo dom Sergio: necessidade de se defrontar com o mundo urbano   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa


Navegue até a sua Paróquia