DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 08/10/2019

Adoração e vigília no mês missionário

Jovens podem se inscrever até esta terça

 
Oração com o propósito de despertar a consciência da missão Oração com o propósito de despertar a consciência da missão | Crédito: AssCom Diocese de Ponta Grossa

      Pelas palavras do presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial, o bispo de Chapecó (SC), dom Odelir José Magri,  o Mês Missionário Extraordinário é uma ocasião para despertar e animar as comunidades, além de uma oportunidade para fortalecer os conselhos missionários na paróquia, na diocese  e nos regionais. É dentro desse espírito que a Diocese de Ponta Grossa realiza adoração e vigília missionárias,em outubro. A I Vigília Missionária, programada para o dia 11, está com as inscrições abertas até esta terça-feira (8),  no Colégio e Faculdade Sant’Ana, Convento Espírito Santo, em Uvaranas, e casas de formação das Missionárias Servas do Espírito Santo.

       A vigília é voltada a estudantes e a integrantes de grupos de jovens, essencialmente. A taxa é de R$ 10 para os inscritos de Ponta Grossa e um quilo de alimento não perecível para os que vem de outras cidades. A contribuição será destinada a clausura das Servas do Espírito Santo de Adoração Perpétua e os valores arrecadados irão para a campanha missionária encampada pela Província Sul, que, este ano, colabora com a Índia, explica Adriana Regina da Silva, missionária Serva do Espírito Santo, que, a partir do ano que vem assumirá o Serviço  de Vocação Missionária na Província. Idealizadora da vigília, Adriana diz esperar que os jovens se sintam convocados a participar  e fazer parte desse apelo do Papa Francisco.

       “Um apelo que nos proporciona essa oportunidade de refletirmos um pouco mais sobre a vida missionária e a importância da missionalidade para o cristão”, comenta, contando que a ideia da vigília surgiu depois que ela foi convidada por um grupo de jovens da Paróquia Sant’Ana, de Castro, a assessorar um encontro vocacional. “Tenho 20 anos de votos, colaboro em vários trabalhos no convento e estou me preparando para o exame da ordem. Por isso não aceitei. Mas, tive um sonho, que eu considero um sonho místico, em que aparecia em um momento de espiritualidade com jovens. Via velas, o globo e as cores dos continentes. Acordei pensando no Mês Extraordinário Missionário, instaurado pelo Papa Francisco”, lembra.

       A programação inicia dia 11, às 20h30, com a acolhida. A animação ficará por conta do Ministério Ágape. Estão previstas duas palestras sob o tema do Mês Extraordinário, ‘Batizados e Enviados’, testemunhos, luau, terço missionário., missa, consagração e missa, às 6 horas, já em preparação ao dia de Nossa Senhora Aparecida. ”Será uma noite de oração e reflexão profunda sobre o despertar do compromisso para a missionalidade”, destaca Adriana. A vigília acontece na sede campestre do Colégio Sant’Ana, em Uvaranas, em Ponta Grossa.

       De acordo com a missionária, o objetivo é revigorar o espírito missionário dos jovens da igreja, esse compromisso missionário, tanto como batizado ou como vocação específica da Igreja”


Adoração

      Nesta segunda-feira (7),às 19 horas,  aconteceu a Adoração Missionária na Paróquia Nossa Senhora do Rosário, em Ponta Grossa, conduzida pelo bispo dom Sergio Arthur Braschi, juntamente com representantes dos organismos missionários: Conselho Missionário Diocesano, Conselho Missionário dos Seminaristas e Infância e Adolescência Missionária. “Seguiríamos a temática da programação proposta pela CNBB para o Mês Extraordinário Missionário. Será  um momento de oração e reflexão para a vivência deste mês, proclamado pelo papa Francisco, com o objetivo de despertar em medida maior a consciência da missão Ad gentes e retomar com novo impulso a transformação missionária da vida e da pastoral”.

      Dom Sergio ressaltou o cultivo do caráter missionário da diocese há muitos anos, através do envio de seminaristas, que passaram por experiência em Santarém (PA), Porto Velho (RO) e em Lábrea (AM), onde Ponta Grossa tem uma igreja-irmã. “Essa iniciativa de ajudar na formação de futuros padres com esse perfil missionário é uma atitude que nos ensina que a responsabilidade pela missão universal da Igreja é de todas as dioceses e não compete apenas às congregações religiosas missionárias”,  enfatizou.


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
|





Publicado em: 08/10/2019

Adoração e vigília no mês missionário

Jovens podem se inscrever até esta terça

 

      Pelas palavras do presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial, o bispo de Chapecó (SC), dom Odelir José Magri,  o Mês Missionário Extraordinário é uma ocasião para despertar e animar as comunidades, além de uma oportunidade para fortalecer os conselhos missionários na paróquia, na diocese  e nos regionais. É dentro desse espírito que a Diocese de Ponta Grossa realiza adoração e vigília missionárias,em outubro. A I Vigília Missionária, programada para o dia 11, está com as inscrições abertas até esta terça-feira (8),  no Colégio e Faculdade Sant’Ana, Convento Espírito Santo, em Uvaranas, e casas de formação das Missionárias Servas do Espírito Santo.

       A vigília é voltada a estudantes e a integrantes de grupos de jovens, essencialmente. A taxa é de R$ 10 para os inscritos de Ponta Grossa e um quilo de alimento não perecível para os que vem de outras cidades. A contribuição será destinada a clausura das Servas do Espírito Santo de Adoração Perpétua e os valores arrecadados irão para a campanha missionária encampada pela Província Sul, que, este ano, colabora com a Índia, explica Adriana Regina da Silva, missionária Serva do Espírito Santo, que, a partir do ano que vem assumirá o Serviço  de Vocação Missionária na Província. Idealizadora da vigília, Adriana diz esperar que os jovens se sintam convocados a participar  e fazer parte desse apelo do Papa Francisco.

       “Um apelo que nos proporciona essa oportunidade de refletirmos um pouco mais sobre a vida missionária e a importância da missionalidade para o cristão”, comenta, contando que a ideia da vigília surgiu depois que ela foi convidada por um grupo de jovens da Paróquia Sant’Ana, de Castro, a assessorar um encontro vocacional. “Tenho 20 anos de votos, colaboro em vários trabalhos no convento e estou me preparando para o exame da ordem. Por isso não aceitei. Mas, tive um sonho, que eu considero um sonho místico, em que aparecia em um momento de espiritualidade com jovens. Via velas, o globo e as cores dos continentes. Acordei pensando no Mês Extraordinário Missionário, instaurado pelo Papa Francisco”, lembra.

       A programação inicia dia 11, às 20h30, com a acolhida. A animação ficará por conta do Ministério Ágape. Estão previstas duas palestras sob o tema do Mês Extraordinário, ‘Batizados e Enviados’, testemunhos, luau, terço missionário., missa, consagração e missa, às 6 horas, já em preparação ao dia de Nossa Senhora Aparecida. ”Será uma noite de oração e reflexão profunda sobre o despertar do compromisso para a missionalidade”, destaca Adriana. A vigília acontece na sede campestre do Colégio Sant’Ana, em Uvaranas, em Ponta Grossa.

       De acordo com a missionária, o objetivo é revigorar o espírito missionário dos jovens da igreja, esse compromisso missionário, tanto como batizado ou como vocação específica da Igreja”


Adoração

      Nesta segunda-feira (7),às 19 horas,  aconteceu a Adoração Missionária na Paróquia Nossa Senhora do Rosário, em Ponta Grossa, conduzida pelo bispo dom Sergio Arthur Braschi, juntamente com representantes dos organismos missionários: Conselho Missionário Diocesano, Conselho Missionário dos Seminaristas e Infância e Adolescência Missionária. “Seguiríamos a temática da programação proposta pela CNBB para o Mês Extraordinário Missionário. Será  um momento de oração e reflexão para a vivência deste mês, proclamado pelo papa Francisco, com o objetivo de despertar em medida maior a consciência da missão Ad gentes e retomar com novo impulso a transformação missionária da vida e da pastoral”.

      Dom Sergio ressaltou o cultivo do caráter missionário da diocese há muitos anos, através do envio de seminaristas, que passaram por experiência em Santarém (PA), Porto Velho (RO) e em Lábrea (AM), onde Ponta Grossa tem uma igreja-irmã. “Essa iniciativa de ajudar na formação de futuros padres com esse perfil missionário é uma atitude que nos ensina que a responsabilidade pela missão universal da Igreja é de todas as dioceses e não compete apenas às congregações religiosas missionárias”,  enfatizou.


Diocede Ponta Grossa
Oração com o propósito de despertar a consciência da missão   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
A adoração desta segunda feira foi conduzida pelo bispo   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
A adoração reuniu representantes dos organismos missionários da diocese   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa


Navegue até a sua Paróquia