DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 18/05/2020

Paróquia se une em ações solidárias

Nossa Senhora de Fátima alimenta moradores de rua

 
Os donativos arrecadados durante a novena integraram cestas básicas e kits   Os donativos arrecadados durante a novena integraram cestas básicas e kits | Crédito: Arquivo Paróquia Nossa Senhora de Fátima

      "O importante é fazer a caridade, não falar de caridade. Compreender o trabalho em favor dos necessitados como missão escolhida por Deus". A frase da Santa Dulce dos Pobres tem inspirado o trabalho dos católicos que participam da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, em Ponta Grossa. Ações solidárias para com os caminhoneiros -  como o servir de café e marmitas aos profissionais que passavam na BR 376 – e a distribuição de marmitas a pessoas em situação de rua têm mobilizado dezenas de paroquianos das comunidades Maria Nossa Mãe, no Jardim Ponta-grossense, e São João Batista, no Cará-Cará.

      Agora, pensando na chegada do inverno, os integrantes da Capela Maria Nossa Mãe estão se organizando para realizar a Canja Solidária, que levará sopa quentinha a quem fica nas praças, marquises e vias da cidade. A distribuição deverá acontecer no primeiro sábado de junho. Para isso, os organizadores buscam ainda doações de frango, arroz, cenoura e batata. “Nosso roteiro passa pelas praças do centro e pela Praça dos Bichos (Getúlio Vargas) e pela Usina do Conhecimento, Casa do Índio e Casa da Acolhida, na Vila Vicentina. A intenção é atender a umas 200 pessoas. Isso é um sonho antigo que resolvemos colocar em prática nesse momento de pandemia”, conta o tesoureiro da capela, Luciel Ferreira.

      “Na verdade, temos muitos amigos queridos na paróquia e toda e a comunidade que nos ajudam bastante, com doações de alimentos, não só para as marmitas, mas também para as nossas cestas básicas das famílias carentes que assistimos aqui. E quem recebe nos acolheu muito bem. Chegamos com tudo quentinho, bem temperado e feito com muito amor”, conta, referindo-se às pessoas em situação de rua, mas também aos caminhoneiros a quem serviram marmitas, no início e na metade do mês de abril.  

      Só dia 3, foram entregues 150 marmitas para os caminhoneiros e a algumas famílias carentes na Avenida Souza Naves. Dia 1º de maio, foram outras 100 marmitas distribuídas nas ruas. “Queremos dar continuidade todo primeiro sábado do mês”, acrescenta Ferreira. Segundo ele, as marmitas são preparadas no salão da Capela Maria Nossa Mãe, com a ajuda de alguns integrantes do grupo de jovens e alguns casais amigos da matriz Nossa Senhora de Fátima. O grupo é formado hoje por 13 pessoas. “No próximo mês, queremos levar também agasalhos. Na última entrega, uma das jovens tirou sua própria blusa para doar a alguém que reclamava de frio. Queremos, a exemplo da irmã Dulce, servir aos mais necessitados”, destaca Luciel Ferreira.


Novena Solidária

      Este ano, os devotos de Nossa Senhora de Fátima foram muito além da oração na semana de 4 a 12 de maio, durante a novena de preparação para o dia da padroeira da paróquia. A festa teve missa solene, carreata, queima de fogos e mais solidariedade. Os paroquianos se mobilizaram e doaram alimentos e produtos de limpeza, com o que foram montados 24 kits de higiene e limpeza, e, 43 cestas básicas. Os kits serão distribuídos a famílias cadastradas pelos Vicentinos, que atuam na paróquia.

      Além disso, 80 litros de leite, arroz e artigos de limpeza ainda foram repassados a Casa do Menor Irmãos Cavanis. Tudo fruto de donativos. No domingo do Dia das Mães, depois da missa campal, da qual os fiéis puderam participar de dentro dos seus veículos, houve a venda de arroz carreteiro. Foram arrecadados R$ 10 mil, também doados à Casa do Menor, que, inclusive, tem confeccionado máscaras e vendido a R$ 5, para colaborar com a proteção individual, em tempos de pandemia, mas também gerar recursos para a manutenção da Casa. As máscaras são feitas sob encomenda e podem ser entregues a domicílio.

       A Congregação das Escolas de Caridade Irmãos Cavanis oferece atividades para crianças e adolescentes. A Paróquia Nossa Senhora de Fátima é administrada por padres da Congregação. “Agradeço todo esforço e o trabalho das lideranças, e, a resposta da comunidade que tanto nos ajudou nessas iniciativas todas. Deus os abençoe!”, enaltece o pároco, padre João Holanda.


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Paróquia de PG instala cabine de desinfecção   |   Máscara: evangelizando ao se proteger   |   Live de Santa Rita terá gesto concreto   |   Paróquia se une em ações solidárias   |  





Publicado em: 18/05/2020

Paróquia se une em ações solidárias

Nossa Senhora de Fátima alimenta moradores de rua

 

      "O importante é fazer a caridade, não falar de caridade. Compreender o trabalho em favor dos necessitados como missão escolhida por Deus". A frase da Santa Dulce dos Pobres tem inspirado o trabalho dos católicos que participam da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, em Ponta Grossa. Ações solidárias para com os caminhoneiros -  como o servir de café e marmitas aos profissionais que passavam na BR 376 – e a distribuição de marmitas a pessoas em situação de rua têm mobilizado dezenas de paroquianos das comunidades Maria Nossa Mãe, no Jardim Ponta-grossense, e São João Batista, no Cará-Cará.

      Agora, pensando na chegada do inverno, os integrantes da Capela Maria Nossa Mãe estão se organizando para realizar a Canja Solidária, que levará sopa quentinha a quem fica nas praças, marquises e vias da cidade. A distribuição deverá acontecer no primeiro sábado de junho. Para isso, os organizadores buscam ainda doações de frango, arroz, cenoura e batata. “Nosso roteiro passa pelas praças do centro e pela Praça dos Bichos (Getúlio Vargas) e pela Usina do Conhecimento, Casa do Índio e Casa da Acolhida, na Vila Vicentina. A intenção é atender a umas 200 pessoas. Isso é um sonho antigo que resolvemos colocar em prática nesse momento de pandemia”, conta o tesoureiro da capela, Luciel Ferreira.

      “Na verdade, temos muitos amigos queridos na paróquia e toda e a comunidade que nos ajudam bastante, com doações de alimentos, não só para as marmitas, mas também para as nossas cestas básicas das famílias carentes que assistimos aqui. E quem recebe nos acolheu muito bem. Chegamos com tudo quentinho, bem temperado e feito com muito amor”, conta, referindo-se às pessoas em situação de rua, mas também aos caminhoneiros a quem serviram marmitas, no início e na metade do mês de abril.  

      Só dia 3, foram entregues 150 marmitas para os caminhoneiros e a algumas famílias carentes na Avenida Souza Naves. Dia 1º de maio, foram outras 100 marmitas distribuídas nas ruas. “Queremos dar continuidade todo primeiro sábado do mês”, acrescenta Ferreira. Segundo ele, as marmitas são preparadas no salão da Capela Maria Nossa Mãe, com a ajuda de alguns integrantes do grupo de jovens e alguns casais amigos da matriz Nossa Senhora de Fátima. O grupo é formado hoje por 13 pessoas. “No próximo mês, queremos levar também agasalhos. Na última entrega, uma das jovens tirou sua própria blusa para doar a alguém que reclamava de frio. Queremos, a exemplo da irmã Dulce, servir aos mais necessitados”, destaca Luciel Ferreira.


Novena Solidária

      Este ano, os devotos de Nossa Senhora de Fátima foram muito além da oração na semana de 4 a 12 de maio, durante a novena de preparação para o dia da padroeira da paróquia. A festa teve missa solene, carreata, queima de fogos e mais solidariedade. Os paroquianos se mobilizaram e doaram alimentos e produtos de limpeza, com o que foram montados 24 kits de higiene e limpeza, e, 43 cestas básicas. Os kits serão distribuídos a famílias cadastradas pelos Vicentinos, que atuam na paróquia.

      Além disso, 80 litros de leite, arroz e artigos de limpeza ainda foram repassados a Casa do Menor Irmãos Cavanis. Tudo fruto de donativos. No domingo do Dia das Mães, depois da missa campal, da qual os fiéis puderam participar de dentro dos seus veículos, houve a venda de arroz carreteiro. Foram arrecadados R$ 10 mil, também doados à Casa do Menor, que, inclusive, tem confeccionado máscaras e vendido a R$ 5, para colaborar com a proteção individual, em tempos de pandemia, mas também gerar recursos para a manutenção da Casa. As máscaras são feitas sob encomenda e podem ser entregues a domicílio.

       A Congregação das Escolas de Caridade Irmãos Cavanis oferece atividades para crianças e adolescentes. A Paróquia Nossa Senhora de Fátima é administrada por padres da Congregação. “Agradeço todo esforço e o trabalho das lideranças, e, a resposta da comunidade que tanto nos ajudou nessas iniciativas todas. Deus os abençoe!”, enaltece o pároco, padre João Holanda.


Diocede Ponta Grossa
Os donativos arrecadados durante a novena integraram cestas básicas e kits   |   Arquivo Paróquia Nossa Senhora de Fátima

Diocede Ponta Grossa
A missa campal aconteceu no domingo do Dia das Mães   |   Arquivo Paróquia Nossa Senhora de Fátima

Diocede Ponta Grossa
As pessoas em situação de rua também são alvo da ação solidária dos paroquianos   |   Arquivo Paróquia Nossa Senhora de Fátima

Diocede Ponta Grossa
Os caminhoneiros receberam café e marmita, por duas ocasiões, preparados pelas comunidades   |   Arquivo Paróquia Nossa Senhora de Fátima


Navegue até a sua Paróquia