DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 04/08/2020

Diversas faces do padre mostradas em live

Bate-papo descontraído foi alegre e esclarecedor

 
O ‘estúdio’ foi montado no salão paroquial da Paróquia São Francisco O ‘estúdio’ foi montado no salão paroquial da Paróquia São Francisco | Crédito: AssCom Diocese de Ponta Grossa

      E o Mês Vocacional não poderia ter começado melhor. A Live Vocacional sobre a vocação sacerdotal foi visualizada por 2.900 pessoas, na noite deste domingo (2). Tendo como convidados, presencialmente, os padres Joel Nalepa, Wilson Santos Morais e música de frei Fábio Júnior de Deus e do Grupo de Jovens Porta do Céu, o coordenador do Serviço de Animação Vocacional, padre Kleber Pacheco, promoveu um bate-papo descontraído, alegre e, ao mesmo tempo, esclarecedor. Muitos outros sacerdotes e até o bispo dom Sergio Arthur Braschi participaram, em depoimentos gravados

      Falas do padre Mathias Ham e do frei Alderico fundamentaram a reflexão a respeito da espiritualidade do sacerdote e da devoção à Maria. Outros, como padre José Nilson Santos, em missão em Canutama (AM), contaram um pouco de como foi que se sentiram ‘chamado’’ e como têm vivido sua vocação. Seminaristas também deram seus testemunhos, falando das diferentes fases do processo formativo e sobre a rotina em um seminário.

    O bispo dom Sergio comentou a respeito da experiência de se iniciar o Mês Vocacional de maneira tão diferente, lembrando que o atual momento tem levado os padres a assumirem, de fato, sua primeira missão, como anciões da fé, os presbíteros, aquele vai que fortalecer a comunidade, que acompanha. “Ao longo da história, o padre também recebeu este belo nome: ‘pai’. É ele que está presente, e este tempo de pandemia, tira muito mais o foco da missão sacramental do padre para ele ser este pai, que está atento, que acompanha os que sofrem em sua comunidade. Estamos reaprendendo este aspecto. Quero homenagear os nossos padres e deixar meu abraço, meu carinho”, ressaltou, cantando ‘Padre quer dizer pai’, música do padre Antônio Maria.   

      A Live Vocacional foi transmitida do salão paroquial da Paróquia São Francisco, na Vila Borato, em Ponta Grossa, e veiculada pelo Facebook da paróquia em conjunto com o Facebook da Diocese de Ponta Grossa e a página no YouTube da Paróquia São Roque, de Ventania. Padre Joel Nalepa, coordenador diocesano da Ação Evangelizadora, citou Santo Agostinho para definir o que é ser padre. “Com a comunidade, é um cristão e para a comunidade é um ministro, é alguém que serve. É alguém que está em processo de caminhada, de crescimento. Não só ensina, mas aprende também. É importante que nós não tenhamos a visão de um padre distante da comunidade, mas de alguém que caminha e se santifica com ela”.

      Padre Wilson Morais, que já foi reitor do Seminário Propedêutico Mãe da Divina Graça, em Carambeí, enalteceu a internet enquanto facilitadora de acesso a conteúdo como o da live. “Encontrando com vários padres, cantando, refletindo. Importância de poderem ver que também há uma outra opção, que, como costumo dizer, não tem no vestibular, que é a reflexão sobre a vocação, que está disponível para muitos jovens. Isso é fantástico, necessário e nós estamos nos reinventando aprendendo isso”, analisou, considerando a participação muito gratificante.

      Em sua avaliação, padre Kleber taxou a ação como extremamente positiva. “Conseguiu mostrar quem é o padre, que está unido ao bispo, que sua espiritualidade é do Cristo Bom Pastor, que está inserido em um presbitério, é humano, cultiva a devoção a Maria, que está na paróquia, está nas coordenações diocesanas no mundo todo e ajuda o povo a seguir cada vez mais o caminho de Deus. Acredito que a gente conseguiu passar essa imagem”, resumiu. Padre Kleber citou que muitos dos comentários postados nas páginas da internet atestaram que a live foi esclarecedora.

      Em sua postagem, Inês Teresinha Sancandi Fischer dizia ‘abraço carinhoso queridos padres e frei. Parabéns pela iniciativa da live! Muito esclarecedora. Deus os abençoe pela vocação”. Marcos Martins mostrava-se agradecido. “Lives que nos dão um pouco mais de conforto perante a essa pandemia...Muito obrigado”.


Paróquia São Francisco

      Frei Fábio Júnior de Deus, pároco da Paróquia São Francisco, contou que as lives têm sido constantes desde o início da pandemia. “É uma forma de chegar à comunidade, se reinventar. Montamos esse espaço, que todos os dias, à noite, atende a Catequese, os jovens, a Pastoral Familiar, o terço e as celebrações de missas, nos finais de semana. Todas as necessidades e idades tentamos evangelizar através das lives. É uma forma mais prática de chegar”, argumentou o frei.

      O frei lembrou que padre Kleber tinha vindo fazer na paróquia o ‘Entre Carismas’, com os Frades Menores e integrantes da Comunidade Shalom, e que, na época, o lugar tinha sido colocado à disposição. “Quando começou o mês de agosto, entrei em contato com ele para começarmos bem o Mês Vocacional e ele falou que já tinha o desejo no coração de solicitar o espaço. Está sendo experiência muito bacana, muito boa para nós da paróquia”, detalhou. Na próxima semana, segundo o frei, os jovens estão preparando a transmissão do Dia dos Pais; na seguinte, os freis vêm falar sobre a vocação religiosa, no quarto domingo, as catequistas celebram e refletem sobre o Dia do Catequista e, encerrando o mês, membros com a Comunidade Shalom falarão sobre o carisma e sobre o papel dos leigos na Igreja.


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Missa do Crisma reúne padres da diocese   |   Live atinge mais de 10 mil pessoas   |   Missa do Crisma será no feriado   |   Catedral faz festa pelos seus 197 anos   |  





Publicado em: 04/08/2020

Diversas faces do padre mostradas em live

Bate-papo descontraído foi alegre e esclarecedor

 

      E o Mês Vocacional não poderia ter começado melhor. A Live Vocacional sobre a vocação sacerdotal foi visualizada por 2.900 pessoas, na noite deste domingo (2). Tendo como convidados, presencialmente, os padres Joel Nalepa, Wilson Santos Morais e música de frei Fábio Júnior de Deus e do Grupo de Jovens Porta do Céu, o coordenador do Serviço de Animação Vocacional, padre Kleber Pacheco, promoveu um bate-papo descontraído, alegre e, ao mesmo tempo, esclarecedor. Muitos outros sacerdotes e até o bispo dom Sergio Arthur Braschi participaram, em depoimentos gravados

      Falas do padre Mathias Ham e do frei Alderico fundamentaram a reflexão a respeito da espiritualidade do sacerdote e da devoção à Maria. Outros, como padre José Nilson Santos, em missão em Canutama (AM), contaram um pouco de como foi que se sentiram ‘chamado’’ e como têm vivido sua vocação. Seminaristas também deram seus testemunhos, falando das diferentes fases do processo formativo e sobre a rotina em um seminário.

    O bispo dom Sergio comentou a respeito da experiência de se iniciar o Mês Vocacional de maneira tão diferente, lembrando que o atual momento tem levado os padres a assumirem, de fato, sua primeira missão, como anciões da fé, os presbíteros, aquele vai que fortalecer a comunidade, que acompanha. “Ao longo da história, o padre também recebeu este belo nome: ‘pai’. É ele que está presente, e este tempo de pandemia, tira muito mais o foco da missão sacramental do padre para ele ser este pai, que está atento, que acompanha os que sofrem em sua comunidade. Estamos reaprendendo este aspecto. Quero homenagear os nossos padres e deixar meu abraço, meu carinho”, ressaltou, cantando ‘Padre quer dizer pai’, música do padre Antônio Maria.   

      A Live Vocacional foi transmitida do salão paroquial da Paróquia São Francisco, na Vila Borato, em Ponta Grossa, e veiculada pelo Facebook da paróquia em conjunto com o Facebook da Diocese de Ponta Grossa e a página no YouTube da Paróquia São Roque, de Ventania. Padre Joel Nalepa, coordenador diocesano da Ação Evangelizadora, citou Santo Agostinho para definir o que é ser padre. “Com a comunidade, é um cristão e para a comunidade é um ministro, é alguém que serve. É alguém que está em processo de caminhada, de crescimento. Não só ensina, mas aprende também. É importante que nós não tenhamos a visão de um padre distante da comunidade, mas de alguém que caminha e se santifica com ela”.

      Padre Wilson Morais, que já foi reitor do Seminário Propedêutico Mãe da Divina Graça, em Carambeí, enalteceu a internet enquanto facilitadora de acesso a conteúdo como o da live. “Encontrando com vários padres, cantando, refletindo. Importância de poderem ver que também há uma outra opção, que, como costumo dizer, não tem no vestibular, que é a reflexão sobre a vocação, que está disponível para muitos jovens. Isso é fantástico, necessário e nós estamos nos reinventando aprendendo isso”, analisou, considerando a participação muito gratificante.

      Em sua avaliação, padre Kleber taxou a ação como extremamente positiva. “Conseguiu mostrar quem é o padre, que está unido ao bispo, que sua espiritualidade é do Cristo Bom Pastor, que está inserido em um presbitério, é humano, cultiva a devoção a Maria, que está na paróquia, está nas coordenações diocesanas no mundo todo e ajuda o povo a seguir cada vez mais o caminho de Deus. Acredito que a gente conseguiu passar essa imagem”, resumiu. Padre Kleber citou que muitos dos comentários postados nas páginas da internet atestaram que a live foi esclarecedora.

      Em sua postagem, Inês Teresinha Sancandi Fischer dizia ‘abraço carinhoso queridos padres e frei. Parabéns pela iniciativa da live! Muito esclarecedora. Deus os abençoe pela vocação”. Marcos Martins mostrava-se agradecido. “Lives que nos dão um pouco mais de conforto perante a essa pandemia...Muito obrigado”.


Paróquia São Francisco

      Frei Fábio Júnior de Deus, pároco da Paróquia São Francisco, contou que as lives têm sido constantes desde o início da pandemia. “É uma forma de chegar à comunidade, se reinventar. Montamos esse espaço, que todos os dias, à noite, atende a Catequese, os jovens, a Pastoral Familiar, o terço e as celebrações de missas, nos finais de semana. Todas as necessidades e idades tentamos evangelizar através das lives. É uma forma mais prática de chegar”, argumentou o frei.

      O frei lembrou que padre Kleber tinha vindo fazer na paróquia o ‘Entre Carismas’, com os Frades Menores e integrantes da Comunidade Shalom, e que, na época, o lugar tinha sido colocado à disposição. “Quando começou o mês de agosto, entrei em contato com ele para começarmos bem o Mês Vocacional e ele falou que já tinha o desejo no coração de solicitar o espaço. Está sendo experiência muito bacana, muito boa para nós da paróquia”, detalhou. Na próxima semana, segundo o frei, os jovens estão preparando a transmissão do Dia dos Pais; na seguinte, os freis vêm falar sobre a vocação religiosa, no quarto domingo, as catequistas celebram e refletem sobre o Dia do Catequista e, encerrando o mês, membros com a Comunidade Shalom falarão sobre o carisma e sobre o papel dos leigos na Igreja.


Diocede Ponta Grossa
O ‘estúdio’ foi montado no salão paroquial da Paróquia São Francisco   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
“Neste momento de pandemia é através da rede que se consegue evangelizar”, diz padre Kleber   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Neste primeiro domingo, a celebração do Mês Vocacional refletiu o Dia do Padre   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Padre Kleber teve a ajuda de frei Fábio e dos cantores Matheus Brondboi, Gabriela Ritter e Jhonatan Dias   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Live conduzida pelos padres diocesanos e pelo pároco, frei Fábio   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Padres Kleber, Joel e Wilson contaram um pouco de sua experiência   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa


Navegue até a sua Paróquia