DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 00/00/0000

Padre batiza crianças indígenas em Lábrea

Na Amazônia desde 2016, sacerdote visitou aldeias pela primeira vez

 
Foi celebrada a Santa Eucaristia e batizadas três crianças indígenas Foi celebrada a Santa Eucaristia e batizadas três crianças indígenas | Crédito: Acervo da Paróquia

     Padre José Nilson Santos, mantido há cinco anos pela Diocese de Ponta Grossa na Prelazia de Lábrea, no Amazonas, visitou pela primeira vez, no sábado (21), três aldeias indígenas. Foi celebrada missa e batizadas três crianças das etnias Paumari e Apurinã. “Nossa voadeira estragou e fomos rebocados por uma rabetinha, um pequeno barco sustentado por um motor 6”, contou o sacerdote. A voadeira é uma embarcação movida a motor com estrutura e casco, largamente utilizada no transporte fluvial.

     Neste quarto domingo da Páscoa, Dia Mundial de Oração pelas Vocações, na Paróquia Nossa Senhora de Nazaré, padre Nilson coordenou a ‘pedalada vocacional’, reunindo todos os grupos de expressão jovem - Pastoral da Juventude, Juventude Missionária, Jovens em Ação, Legião de Maria Juvenil, Grupo de Adolescentes -.que percorreram  cerca de 5 quilômetros, da frente da Catedral até o Centro Vocacional Frei Jesus Pardo. No percurso, todos rezaram o terço pelas diferentes vocações. “Foi uma bonita experiência com uma resposta muito positiva por parte das pessoas que vieram cheias de boa vontade e alegria com suas bicicletas e motos”, destacou o padre.

      “No dia 15 agora, encerramos o terceiro retiro das Santas Missões Populares, que contou com 200 pessoas. Também tivemos, este ano, a história da Páscoa contada por crianças de um bairro pobre aqui de Lábrea. Algumas delas participam da Infância Missionária. Confesso que me emocionei”, destacou o missionário.

     A Prelazia de Lábrea fica a 852 de Manaus. O padre embarcou em missão em outubro de 2016, quando foi substituir o primeiro missionário diocesano, padre José Lauro Gonçalves Gomes, que ficou quatro anos na Prelazia. Ao todo, são quatro paróquias, situadas em quatro municípios. Padre Nilson está na Nossa Senhora de Nazaré, em Lábrea, que conta com 44 mil habitantes, e é onde fica a catedral, onde mora o bispo, o espanhol dom Santiago Sánchez Sebastian. O sacerdote responde pela área pastoral de cinco comunidades, com cerca de dez mil habitantes.

     Padre Nilson, outros três padres e dom Santiago atendem mais de 60 comunidades, aldeias indígenas e 20 ‘ramais’, povoações de agricultores a beira da estrada, que liga Lábrea a Humaitá.


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| ECC festeja seus 50 anos   |   Missa do Crisma reúne padres da diocese   |   Live atinge mais de 10 mil pessoas   |   Missa do Crisma será no feriado   |  





Publicado em: 00/00/0000

Padre batiza crianças indígenas em Lábrea

Na Amazônia desde 2016, sacerdote visitou aldeias pela primeira vez

 

     Padre José Nilson Santos, mantido há cinco anos pela Diocese de Ponta Grossa na Prelazia de Lábrea, no Amazonas, visitou pela primeira vez, no sábado (21), três aldeias indígenas. Foi celebrada missa e batizadas três crianças das etnias Paumari e Apurinã. “Nossa voadeira estragou e fomos rebocados por uma rabetinha, um pequeno barco sustentado por um motor 6”, contou o sacerdote. A voadeira é uma embarcação movida a motor com estrutura e casco, largamente utilizada no transporte fluvial.

     Neste quarto domingo da Páscoa, Dia Mundial de Oração pelas Vocações, na Paróquia Nossa Senhora de Nazaré, padre Nilson coordenou a ‘pedalada vocacional’, reunindo todos os grupos de expressão jovem - Pastoral da Juventude, Juventude Missionária, Jovens em Ação, Legião de Maria Juvenil, Grupo de Adolescentes -.que percorreram  cerca de 5 quilômetros, da frente da Catedral até o Centro Vocacional Frei Jesus Pardo. No percurso, todos rezaram o terço pelas diferentes vocações. “Foi uma bonita experiência com uma resposta muito positiva por parte das pessoas que vieram cheias de boa vontade e alegria com suas bicicletas e motos”, destacou o padre.

      “No dia 15 agora, encerramos o terceiro retiro das Santas Missões Populares, que contou com 200 pessoas. Também tivemos, este ano, a história da Páscoa contada por crianças de um bairro pobre aqui de Lábrea. Algumas delas participam da Infância Missionária. Confesso que me emocionei”, destacou o missionário.

     A Prelazia de Lábrea fica a 852 de Manaus. O padre embarcou em missão em outubro de 2016, quando foi substituir o primeiro missionário diocesano, padre José Lauro Gonçalves Gomes, que ficou quatro anos na Prelazia. Ao todo, são quatro paróquias, situadas em quatro municípios. Padre Nilson está na Nossa Senhora de Nazaré, em Lábrea, que conta com 44 mil habitantes, e é onde fica a catedral, onde mora o bispo, o espanhol dom Santiago Sánchez Sebastian. O sacerdote responde pela área pastoral de cinco comunidades, com cerca de dez mil habitantes.

     Padre Nilson, outros três padres e dom Santiago atendem mais de 60 comunidades, aldeias indígenas e 20 ‘ramais’, povoações de agricultores a beira da estrada, que liga Lábrea a Humaitá.


Diocede Ponta Grossa
Foi celebrada a Santa Eucaristia e batizadas três crianças indígenas   |   Acervo da Paróquia

Diocede Ponta Grossa
As comunidades reúnem indígenas das tribos Paumari e Apurinã   |   Acervo da Paróquia

Diocede Ponta Grossa
As comunidades reúnem indígenas das tribos Paumari e Apurinã   |   Acervo da Paróquia

Diocede Ponta Grossa
A história da Páscoa foi contada por crianças de uma comunidade carente da Prelazia   |   Acervo da Paróquia

Diocede Ponta Grossa
A ‘pedalada vocacional’ reuniu cerca de 200 pessoas neste domingo   |   Acervo da Paróquia

Diocede Ponta Grossa
A ‘pedalada vocacional’ reuniu cerca de 200 pessoas neste domingo   |   Acervo da Paróquia

Diocede Ponta Grossa
A ‘pedalada vocacional’ reuniu cerca de 200 pessoas neste domingo   |   Acervo da Paróquia

Diocede Ponta Grossa
A ‘pedalada vocacional’ reuniu cerca de 200 pessoas neste domingo   |   Acervo da Paróquia


Navegue até a sua Paróquia