DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 15/09/2020

Missa do Crisma reúne padres da diocese

Celebração inclui a renovação das promessas

 
A celebração abençoa e consagra os três santos óleos A celebração abençoa e consagra os três santos óleos | Crédito: AssCom Diocese de Ponta Grossa

      Com uma liturgia mais enxuta, aconteceu na manhã desta terça-feira (15), Dia da Mãe da Divina Graça e do aniversário de 197 anos da Paróquia Sant’Ana, a Missa do Crisma, celebração na qual se consagra o santo crisma e se abençoa também os demais óleos, usados nos enfermos e batismos.  Presidida pelo bispo dom Sergio Arthur Braschi e concelebrada pelo pároco da Catedral, padre Antônio Ivan de Campos, e padres Joel Nalepa e Jaime Rossa, a missa crismal teve a participação de mais 60 presbiteros e diáconos, vindos de toda a Diocese de Ponta Grossa, e alguns fiéis.

      A palavra ‘crisma’ vem do latim ‘chrisma’, que significa ‘unção’. O crisma é a matéria sacramental com a qual são ungidos os novos batizados, os que recebem a Confirmação e os sacerdotes e bispos em sua ordenação, entre outras funções. A consagração do crisma e a bênção dos outros óleos é considerada como uma das principais manifestações da plenitude sacerdotal do bispo. Terminada a celebração, os padres, especialmente os de cidades de fora de Ponta Grossa, levariam os óleos para suas igrejas paroquiais.

     O rito da missa crismal inclui a renovação das promessas sacerdotais “Hoje é dia de renovarmos o nosso compromisso de pastoreio da nossa diocese como sacerdotes do Senhor. Renovarmos as promessas que fizemos no dia de nossa ordenação sacerdotal e de sairmos daqui, pela intercessão de Maria, mãe da Divina Graça, renovados na nossa missão, dispostos a servir este povo que, em muitos lugares, sofre, e, estarmos prontos a defender a vida, a defender a saúde, a cuidar das ovelhas machucadas”, ressaltou dom Sergio.

     Tradicionalmente realizada na Quinta-Feira Santa, a Missa do Crisma precisou ser adiada devido a pandemia causada pelo Covid 19. E os cuidados com a doença nortearam a celebração desta terça-feira, sem procissão de entrada, sem a entrada solene dos óleos e sem a celebração penitencial do clero. E foi cancelado o almoço, que acontece costumeiramente. Todos os participantes usavam máscara, receberam álcool em gel na entrada da igreja e obedeceram o distanciamento social, sentando em lugares previamente demarcados. As redes sociais da Paróquia Sant’Ana transmitiram a celebração para possibilitar que crianças menores de15 anos e integrantes do grupo de risco pudessem acompanhar à distância.

     “Sirvamos o povo na intercessão de nossa oração, no serviço aos que mais precisam, no encontro, sempre com devidos cuidados, da pessoa que pede confissão e aconselhamento, nas missas celebradas, seguindo as normas de cada município, e em alguns sacramentos, o Batismo que deve ser ministrado individualmente para evitar aglomeração. Conforme pedi um mês atrás, rezamos mês inteiro, suplicando o afastamento da pandemia. Não se trata de nos fecharmos comodamente, de nada fazermos, mas também de cair no outro exagero, de fazer aglomerações quando a nossa diocese vive, nas últimas semanas, os números mais graves da pandemia”, lembrou o bispo, citando que, a nível diocesano, os 17 municípios se aproximam das 200 mortes e o número de casos também tem crescido.

     “Devemos dar exemplo de seriedade no cuidado com as normas de distanciamento necessário e das outras prescrições de saúde. Nós, como pastores, dar o bom exemplo”, acrescentou dom Sergio. De acordo com o bispo, este mês começam os contatos com os párocos de toda a diocese para avaliar a possiblidade de celebrar as crismas de adolescentes que, efetivamente, se prepararam online na catequese crismal. As celebrações também foram suspensas devido a pandemia.

      Segundo dom Sergio, será estudada a possibilidade de retomar ainda este ano as celebrações das crismas nas paróquias em que o espaço físico propicie o distanciamento social exigido pelas regras sanitárias e de saúde.


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Live atinge mais de 10 mil pessoas   |   Missa do Crisma será no feriado   |   Catedral faz festa pelos seus 197 anos   |   Missa online vai ‘conectar’ jovens   |  





Publicado em: 15/09/2020

Missa do Crisma reúne padres da diocese

Celebração inclui a renovação das promessas

 

      Com uma liturgia mais enxuta, aconteceu na manhã desta terça-feira (15), Dia da Mãe da Divina Graça e do aniversário de 197 anos da Paróquia Sant’Ana, a Missa do Crisma, celebração na qual se consagra o santo crisma e se abençoa também os demais óleos, usados nos enfermos e batismos.  Presidida pelo bispo dom Sergio Arthur Braschi e concelebrada pelo pároco da Catedral, padre Antônio Ivan de Campos, e padres Joel Nalepa e Jaime Rossa, a missa crismal teve a participação de mais 60 presbiteros e diáconos, vindos de toda a Diocese de Ponta Grossa, e alguns fiéis.

      A palavra ‘crisma’ vem do latim ‘chrisma’, que significa ‘unção’. O crisma é a matéria sacramental com a qual são ungidos os novos batizados, os que recebem a Confirmação e os sacerdotes e bispos em sua ordenação, entre outras funções. A consagração do crisma e a bênção dos outros óleos é considerada como uma das principais manifestações da plenitude sacerdotal do bispo. Terminada a celebração, os padres, especialmente os de cidades de fora de Ponta Grossa, levariam os óleos para suas igrejas paroquiais.

     O rito da missa crismal inclui a renovação das promessas sacerdotais “Hoje é dia de renovarmos o nosso compromisso de pastoreio da nossa diocese como sacerdotes do Senhor. Renovarmos as promessas que fizemos no dia de nossa ordenação sacerdotal e de sairmos daqui, pela intercessão de Maria, mãe da Divina Graça, renovados na nossa missão, dispostos a servir este povo que, em muitos lugares, sofre, e, estarmos prontos a defender a vida, a defender a saúde, a cuidar das ovelhas machucadas”, ressaltou dom Sergio.

     Tradicionalmente realizada na Quinta-Feira Santa, a Missa do Crisma precisou ser adiada devido a pandemia causada pelo Covid 19. E os cuidados com a doença nortearam a celebração desta terça-feira, sem procissão de entrada, sem a entrada solene dos óleos e sem a celebração penitencial do clero. E foi cancelado o almoço, que acontece costumeiramente. Todos os participantes usavam máscara, receberam álcool em gel na entrada da igreja e obedeceram o distanciamento social, sentando em lugares previamente demarcados. As redes sociais da Paróquia Sant’Ana transmitiram a celebração para possibilitar que crianças menores de15 anos e integrantes do grupo de risco pudessem acompanhar à distância.

     “Sirvamos o povo na intercessão de nossa oração, no serviço aos que mais precisam, no encontro, sempre com devidos cuidados, da pessoa que pede confissão e aconselhamento, nas missas celebradas, seguindo as normas de cada município, e em alguns sacramentos, o Batismo que deve ser ministrado individualmente para evitar aglomeração. Conforme pedi um mês atrás, rezamos mês inteiro, suplicando o afastamento da pandemia. Não se trata de nos fecharmos comodamente, de nada fazermos, mas também de cair no outro exagero, de fazer aglomerações quando a nossa diocese vive, nas últimas semanas, os números mais graves da pandemia”, lembrou o bispo, citando que, a nível diocesano, os 17 municípios se aproximam das 200 mortes e o número de casos também tem crescido.

     “Devemos dar exemplo de seriedade no cuidado com as normas de distanciamento necessário e das outras prescrições de saúde. Nós, como pastores, dar o bom exemplo”, acrescentou dom Sergio. De acordo com o bispo, este mês começam os contatos com os párocos de toda a diocese para avaliar a possiblidade de celebrar as crismas de adolescentes que, efetivamente, se prepararam online na catequese crismal. As celebrações também foram suspensas devido a pandemia.

      Segundo dom Sergio, será estudada a possibilidade de retomar ainda este ano as celebrações das crismas nas paróquias em que o espaço físico propicie o distanciamento social exigido pelas regras sanitárias e de saúde.


Diocede Ponta Grossa
A celebração abençoa e consagra os três santos óleos   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Durante a celebração todos os presentes mantinham distanciamento e usavam máscaras   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Cada padre se colocou no seu lugar, mantendo o distanciamento e usava máscara   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Durante a celebração todos os presentes mantinham distanciamento e usavam máscaras   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
A Catedral recebeu os padres de toda a diocese para a renovação das promessas   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
A benção dos santos óleos foi realizada em celebração enxuta   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
A celebração abençoa e consagra os três santos óleos   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Fiéis de toda a diocese acompanharam a Missa do Crisma através da internet   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Durante a celebração todos os presentes mantinham distanciamento e usavam máscaras   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Dom Sergio presidiu a Celebração do Crisma no dia da Mãe da Divina Graça   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa


Navegue até a sua Paróquia