DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 25/10/2020

Decretos flexibilizam regras nas igrejas

Pessoas do grupo de risco seguem orientadas a ficar em casa

 
A Matriz da Paróquia Menino Jesus passa a comportar agora 250 pessoas por celebração A Matriz da Paróquia Menino Jesus passa a comportar agora 250 pessoas por celebração | Crédito: PMJ Reserva

     As prefeituras de duas cidades que integram a Diocese de Ponta Grossa, Reserva e Ponta Grossa, publicaram decretos recentemente afrouxando as regras de combate e prevenção ao Covid 19. Entre as principais medidas está o fim da proibição da presença de idosos e crianças menores de 15 anos nas celebrações, e, o aumento de 30% para 50% na quantidade de pessoas em missas e eventos, no caso de Reserva. Em Ponta Grossa, o número sobe dos atuais 40% para 50% da capacidade do local, em eventos com duração de até 4 horas, a partir de15 de novembro.

     No entanto, mesmo com o fim da proibição, a recomendação é para que pessoas integrantes do grupo de risco não ingressem ou permaneçam em locais de acesso público, “inclusive e especialmente supermercados, lojas, academias, igrejas, templos e locais de culto e clubes”, pontua o decreto da Prefeitura de Ponta Grossa. Ainda assim, de acordo com o padre Joel Nalepa, coordenador diocesano da Ação Evangelizadora, a orientação é para que os párocos intensifiquem os cuidados e possam acolher idosos e crianças com o máximo de segurança.

     Para isso, acrescenta padre Joel, as igrejas devem prosseguir com a oferta de álcool em gel para a higienização das mãos, a colocação de tapetes sanitizantes nos acessos, com a supressão do abraço da Paz e das mãos dadas na oração do Pai Nosso e com a entrega da comunhão nos bancos.  O uso de máscara é obrigatório. Como a determinação é para que a população se preserve, em especial, idosos, crianças, doentes crônicos, obesos, gestantes e lactantes, todas paróquias estão mantendo a transmissão das celebrações via redes sociais (desde que haja condições técnicas para tal).

     Nas igrejas de Ponta Grossa, o distanciamento social recomendado é de 1,5 metro. Os bancos e demais locais de assento deverão ser ocupados sempre em fileiras alternadas, com barreiras físicas à ocupação sequencial; portas e janelas devem ser mantidas abertas para livre circulação de ar; não é permitido o uso de folhetos ou outros materiais de possível compartilhamento; deve ser efetuada higienização de todas as áreas utilizadas antes e depois de qualquer celebração. Atividades presenciais como Catequese, apesar de liberadas respeitando o limite de 40% da capacidade, não serão retomadas este ano na Diocese de Ponta Grossa, conforme informação de padre Joel Nalepa. Reuniões pastorais, sociais e assemelhadas ficam liberadas, igualmente respeitando-se o limite de 40% da capacidade do espaço.


Reserva  

     A partir deste sábado (24) na Matriz e as 64 capelas da cidade e interior da Paróquia Menino Jesus, em Reserva, sobe 30% para 50% a lotação dos espaços durante as celebrações. Desde o início de julho, as missas foram liberadas presencialmente para no máximo 30%. Na Matriz, isso equivalia a 120 pessoas. Agora, a capacidade salta para 250 fiéis, com o nome agendado antecipadamente no escritório paroquial ou no telefone 42-32762458, em horário comercial de segunda a sexta, e no sábado até às 11 horas.

     Cautela continua sendo pedida para o grupo de perigo da Covid-19, já que se recomenda o não comparecimento de pessoas que fazem parte do grupo de risco. Em relação aos menores de 12 anos, a paróquia sugere atenção dos pais ou responsáveis na hora da missa. "Crianças podem vir sem problemas junto com os mais velhos, obedecendo o uso das máscaras e álcool em gel. Só peço que enquanto estiver dentro da igreja não fique no chão ou correndo pra lá e pra cá. Não me incomoda barulho, mas o momento pede respeito às normas de saúde e Deus nos livre de alguma criança se infectar ou infectar o outro por pura desatenção", pede o pároco, padre Fábio Sejanoski.

     Para comportar o novo limite de aproximadamente 250 pessoas, a organização dos bancos foi alterada desde o último domingo (18). A distância entre os lugares permanece a mesma de 1,5m e o número de bancos diminuiu para dar mais espaço para mais famílias. De 96 bancos ficaram aproximadamente 64. Cada espaço suporta até seis pessoas. Na hora de agendar a participação, orienta-se que se fale o número e os nomes dos familiares que moram na residência que irão à missa. Quem vem sozinho ou em dupla também segue o mesmo protocolo de agendamento, mas serão separados em outra parte da igreja. A checagem na lista ao chegar na Matriz continua.

     Segundo o último boletim da Secretaria de Saúde do Paraná, Reserva tem 221 casos de Covid 19 confirmados, sete óbitos e três casos em investigação. "Estamos vivendo tempos melhores, com menos casos da doença, porém é preciso deixar bem claro, a pandemia não acabou e o risco de contaminação ainda continua", destaca padre Fábio.


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Campanha da Fraternidade será ecumênica   |   Missa acolhe relíquia de São João Paulo II   |   Celebrações de crisma são restritas em Reserva   |   Coordenação nacional da Oficina de Oração   |  





Publicado em: 25/10/2020

Decretos flexibilizam regras nas igrejas

Pessoas do grupo de risco seguem orientadas a ficar em casa

 

     As prefeituras de duas cidades que integram a Diocese de Ponta Grossa, Reserva e Ponta Grossa, publicaram decretos recentemente afrouxando as regras de combate e prevenção ao Covid 19. Entre as principais medidas está o fim da proibição da presença de idosos e crianças menores de 15 anos nas celebrações, e, o aumento de 30% para 50% na quantidade de pessoas em missas e eventos, no caso de Reserva. Em Ponta Grossa, o número sobe dos atuais 40% para 50% da capacidade do local, em eventos com duração de até 4 horas, a partir de15 de novembro.

     No entanto, mesmo com o fim da proibição, a recomendação é para que pessoas integrantes do grupo de risco não ingressem ou permaneçam em locais de acesso público, “inclusive e especialmente supermercados, lojas, academias, igrejas, templos e locais de culto e clubes”, pontua o decreto da Prefeitura de Ponta Grossa. Ainda assim, de acordo com o padre Joel Nalepa, coordenador diocesano da Ação Evangelizadora, a orientação é para que os párocos intensifiquem os cuidados e possam acolher idosos e crianças com o máximo de segurança.

     Para isso, acrescenta padre Joel, as igrejas devem prosseguir com a oferta de álcool em gel para a higienização das mãos, a colocação de tapetes sanitizantes nos acessos, com a supressão do abraço da Paz e das mãos dadas na oração do Pai Nosso e com a entrega da comunhão nos bancos.  O uso de máscara é obrigatório. Como a determinação é para que a população se preserve, em especial, idosos, crianças, doentes crônicos, obesos, gestantes e lactantes, todas paróquias estão mantendo a transmissão das celebrações via redes sociais (desde que haja condições técnicas para tal).

     Nas igrejas de Ponta Grossa, o distanciamento social recomendado é de 1,5 metro. Os bancos e demais locais de assento deverão ser ocupados sempre em fileiras alternadas, com barreiras físicas à ocupação sequencial; portas e janelas devem ser mantidas abertas para livre circulação de ar; não é permitido o uso de folhetos ou outros materiais de possível compartilhamento; deve ser efetuada higienização de todas as áreas utilizadas antes e depois de qualquer celebração. Atividades presenciais como Catequese, apesar de liberadas respeitando o limite de 40% da capacidade, não serão retomadas este ano na Diocese de Ponta Grossa, conforme informação de padre Joel Nalepa. Reuniões pastorais, sociais e assemelhadas ficam liberadas, igualmente respeitando-se o limite de 40% da capacidade do espaço.


Reserva  

     A partir deste sábado (24) na Matriz e as 64 capelas da cidade e interior da Paróquia Menino Jesus, em Reserva, sobe 30% para 50% a lotação dos espaços durante as celebrações. Desde o início de julho, as missas foram liberadas presencialmente para no máximo 30%. Na Matriz, isso equivalia a 120 pessoas. Agora, a capacidade salta para 250 fiéis, com o nome agendado antecipadamente no escritório paroquial ou no telefone 42-32762458, em horário comercial de segunda a sexta, e no sábado até às 11 horas.

     Cautela continua sendo pedida para o grupo de perigo da Covid-19, já que se recomenda o não comparecimento de pessoas que fazem parte do grupo de risco. Em relação aos menores de 12 anos, a paróquia sugere atenção dos pais ou responsáveis na hora da missa. "Crianças podem vir sem problemas junto com os mais velhos, obedecendo o uso das máscaras e álcool em gel. Só peço que enquanto estiver dentro da igreja não fique no chão ou correndo pra lá e pra cá. Não me incomoda barulho, mas o momento pede respeito às normas de saúde e Deus nos livre de alguma criança se infectar ou infectar o outro por pura desatenção", pede o pároco, padre Fábio Sejanoski.

     Para comportar o novo limite de aproximadamente 250 pessoas, a organização dos bancos foi alterada desde o último domingo (18). A distância entre os lugares permanece a mesma de 1,5m e o número de bancos diminuiu para dar mais espaço para mais famílias. De 96 bancos ficaram aproximadamente 64. Cada espaço suporta até seis pessoas. Na hora de agendar a participação, orienta-se que se fale o número e os nomes dos familiares que moram na residência que irão à missa. Quem vem sozinho ou em dupla também segue o mesmo protocolo de agendamento, mas serão separados em outra parte da igreja. A checagem na lista ao chegar na Matriz continua.

     Segundo o último boletim da Secretaria de Saúde do Paraná, Reserva tem 221 casos de Covid 19 confirmados, sete óbitos e três casos em investigação. "Estamos vivendo tempos melhores, com menos casos da doença, porém é preciso deixar bem claro, a pandemia não acabou e o risco de contaminação ainda continua", destaca padre Fábio.


Diocede Ponta Grossa
A Matriz da Paróquia Menino Jesus passa a comportar agora 250 pessoas por celebração   |   PMJ Reserva

Diocede Ponta Grossa
O número de bancos na Matriz de Reserva diminuiu   |   PMJ Reserva


Navegue até a sua Paróquia