DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA

       
SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 26/06/2018

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Festa nesta quarta terá bolo com medalhas e telão

 
Todas as quartas-feiras, a igreja São José recebe perto de seis mil pessoas Todas as quartas-feiras, a igreja São José recebe perto de seis mil pessoas | Crédito: Pascom Paróquia São José/Santuário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

      Devoção que já dura 80 anos, a confiança dos fiéis na intermediação de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro é celebrada no dia 27 de junho. Além das missas e novenas, que semanalmente reúnem perto de seis mil pessoas, desde às 7 horas, a festa em louvor à santa terá a venda de pastéis, espetinho e do tradicional bolo com medalhas de Nossa Senhora. A novidade deste ano será a instalação de um telão para quem quiser assistir o jogo Brasil x Sérvia, às 15 horas, pela Copa do Mundo. A expectativa é reunir aproximadamente dez mil pessoas durante todo o dia.

      Há 21 anos a devoção à Nossa Senhora do Perpétuo Socorro ganhou um lugar próprio. O santuário diocesano, localizado ao lado da igreja São José, foi criado por decreto de dom Murilo Krieger, no dia 7 de abril de 1997. A  devoção, no entanto, chegou à Diocese de Ponta Grossa há mais de 80 anos através dos missionários Redentoristas que, ao iniciarem a paróquia, deram início também às novenas do Perpétuo Socorro. Atualmente, os fiéis recorrem à intercessão da santa em dez horários (10h, 12h, 14h, 16h, 18h e 20h), sendo quatro deles com missa (7h, 8h, 15h e 19h).

      E a fé na intermediação da santa atravessa os anos. Em uma das cartas de agradecimento, uma devota de 39 anos, casada, mãe de três filhos, dizendo-se afastada da Igreja, conta que ao fazer uma mamografia foram detectados dois nódulos nos seios. “Fiquei completamente sem chão. Meus pais e eu começamos a rezar muito e a frequentar as novenas de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Enquanto aguardava para fazer a biópsia, senti a presença de Nossa Senhora ao meu lado. O resultado deste exame foi inconclusivo; era preciso refazê-lo. Passaram-se três longos meses e continuamos participando das novenas com muita fé. Ao sair o resultado, graças a Deus e a intercessão de Nossa Senhora, constatou-se que o nódulo é benigno. Agradeço a graça que foi concedida! Não quero mais me afastar de Deus!”  


Festa

      “Neste ano, a festa da padroeira se revestirá de um caráter todo especial porque a data coincide justamente com a quarta-feira. E para bem celebrar este dia, o Santuário promove a tradicional festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, que, nos últimos 12 anos criou a tradição da venda de bolo com medalhas. De modo que, além de se alegrar pela partilha e festa, os que experimentam o bolo também vivem a doce expectativa de encontrar a medalhinha”, comenta o vigário da Paróquia São José, Wagner Oliveira da Silva, informano que cada tabuleiro possui cerca de 80 pedaços de bolo e, destes, apenas 35 contém a medalha. Em 2018, serão confeccionados 50 tabuleiros, em um total de aproximadamente quatro mil pedaços de bolo.

      A festividade terá início às 7 horas, com a primeira missa e novena, e irá até às 20 horas. Durante todo o dia, além do bolo, que será vendido a R$ 4. De acordo com padre Wagner, a festa também terá por objetivo angariar fundos para a obra de readequação do Centro Pastoral do Santuário, a fim de garantir melhor infraestrutura e acessibilidade aos devotos e paroquianos, “e assim tornar a casa da mãe ainda mais agradável”.


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Nossa Senhora visita doentes e idosos | Fieis celebram Mãe da Divina Graça neste sábado | Apostolado da Oração existe há mais de 100 anos | Bispo conta de sua viagem à Amazônia |





Publicado em: 26/06/2018

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Festa nesta quarta terá bolo com medalhas e telão

 

      Devoção que já dura 80 anos, a confiança dos fiéis na intermediação de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro é celebrada no dia 27 de junho. Além das missas e novenas, que semanalmente reúnem perto de seis mil pessoas, desde às 7 horas, a festa em louvor à santa terá a venda de pastéis, espetinho e do tradicional bolo com medalhas de Nossa Senhora. A novidade deste ano será a instalação de um telão para quem quiser assistir o jogo Brasil x Sérvia, às 15 horas, pela Copa do Mundo. A expectativa é reunir aproximadamente dez mil pessoas durante todo o dia.

      Há 21 anos a devoção à Nossa Senhora do Perpétuo Socorro ganhou um lugar próprio. O santuário diocesano, localizado ao lado da igreja São José, foi criado por decreto de dom Murilo Krieger, no dia 7 de abril de 1997. A  devoção, no entanto, chegou à Diocese de Ponta Grossa há mais de 80 anos através dos missionários Redentoristas que, ao iniciarem a paróquia, deram início também às novenas do Perpétuo Socorro. Atualmente, os fiéis recorrem à intercessão da santa em dez horários (10h, 12h, 14h, 16h, 18h e 20h), sendo quatro deles com missa (7h, 8h, 15h e 19h).

      E a fé na intermediação da santa atravessa os anos. Em uma das cartas de agradecimento, uma devota de 39 anos, casada, mãe de três filhos, dizendo-se afastada da Igreja, conta que ao fazer uma mamografia foram detectados dois nódulos nos seios. “Fiquei completamente sem chão. Meus pais e eu começamos a rezar muito e a frequentar as novenas de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Enquanto aguardava para fazer a biópsia, senti a presença de Nossa Senhora ao meu lado. O resultado deste exame foi inconclusivo; era preciso refazê-lo. Passaram-se três longos meses e continuamos participando das novenas com muita fé. Ao sair o resultado, graças a Deus e a intercessão de Nossa Senhora, constatou-se que o nódulo é benigno. Agradeço a graça que foi concedida! Não quero mais me afastar de Deus!”  


Festa

      “Neste ano, a festa da padroeira se revestirá de um caráter todo especial porque a data coincide justamente com a quarta-feira. E para bem celebrar este dia, o Santuário promove a tradicional festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, que, nos últimos 12 anos criou a tradição da venda de bolo com medalhas. De modo que, além de se alegrar pela partilha e festa, os que experimentam o bolo também vivem a doce expectativa de encontrar a medalhinha”, comenta o vigário da Paróquia São José, Wagner Oliveira da Silva, informano que cada tabuleiro possui cerca de 80 pedaços de bolo e, destes, apenas 35 contém a medalha. Em 2018, serão confeccionados 50 tabuleiros, em um total de aproximadamente quatro mil pedaços de bolo.

      A festividade terá início às 7 horas, com a primeira missa e novena, e irá até às 20 horas. Durante todo o dia, além do bolo, que será vendido a R$ 4. De acordo com padre Wagner, a festa também terá por objetivo angariar fundos para a obra de readequação do Centro Pastoral do Santuário, a fim de garantir melhor infraestrutura e acessibilidade aos devotos e paroquianos, “e assim tornar a casa da mãe ainda mais agradável”.


Diocede Ponta Grossa
Todas as quartas-feiras, a igreja São José recebe perto de seis mil pessoas   |   Pascom Paróquia São José/Santuário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Diocede Ponta Grossa
A devoção à Nossa Senhora do Perpétuo Socorro tem mais de 80 anos   |   Pascom Paróquia São José/Santuário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro


Navegue até a sua Paróquia



Cúria
Cúria
Imprensa
Clipping
Download