DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA

       
SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 03/07/2018

Jovem de Ponta Grossa integra Projeto Amazônia

Bárbara Volpato ficará dez dias na Diocese de Óbidos, no Pará

 
Bárbara esteve com o bispo dom Sergio Arthur Braschi, na última sexta-feira. Dom Sergio que é bispo referencial da Dimensão Missionária no Paraná Bárbara esteve com o bispo dom Sergio Arthur Braschi, na última sexta-feira. Dom Sergio que é bispo referencial da Dimensão Missionária no Paraná | Crédito: Assessoria de Comunicação Diocese de Ponta Grossa

      A advogada ponta-grossense, Bárbara Istschuk Volpato, de 22 anos, é a única católica do Sul do Brasil a integrar este ano a quarta edição do Projeto Amazônia, que tem como foco a formação das famílias e jovens por intermédio da convivência com moradores de comunidades carentes da região amazônica. Bárbara participa da Paróquia Santo Antônio, no Jardim Carvalho, em Ponta Grossa, e vai ficar dez dias no Pará, ao lado de outras 20 pessoas, prestando serviço em diversas áreas e agindo, especialmente, na evangelização.    

      Criado em 2005 pelo Movimento dos Focolares, o projeto atende também vilarejos de Rondônia e Acre. “Tem uns quatro anos mais ou menos que estou participando do Focolares. Eu sou advogada recém-formada e, quando recebi o convite, vi uma oportunidade de fazer algo diferente. Estou indo com a cara e com a coragem, mas espero poder levar o pouco de conhecimento que eu tenho, principalmente, na área jurídica, porque, pelo que me foi passado, lá eles são bem carentes nessa parte, não têm conhecimento de direitos básicos. Quero estar à disposição de quem precisar”, comenta a missionária, que embarca neste dia 4 e retorna dia 17.

      As despesas com a viagem – cerca de R$ 1.260 - estão sendo custeadas pelos pais de Bárbara e pela comunidade dos Focolares. Na Diocese de Óbidos, o grupo ficará hospedado em casa de famílias. Óbidos localiza-se a 1.100 quilômetros – por via fluvial – de Belém (PA), tem perto de 50 mil habitantes e conta com um só hospital, administrado pelos Frades Franciscanos da Divina Providência. Atendendo ao apelo feito pela Conferência Episcopal Brasileira, há 13 anos, um grupo composto por médicos, enfermeiros e por estudantes, no período das férias, prestam serviço e assistência à população local, especialmente nas comunidades ribeirinhas.

      Em julho de 2017, 40 pessoas provenientes de várias regiões do Brasil chegaram a Óbidos, depois de terem expedido, por via fluvial, 15 caixas de remédios, material para tratamento dentário e brinquedos.


Focolares

      O Movimento dos Focolares, presente no mundo inteiro, nasceu em 1943, durante a Segunda Guerra Mundial, como uma corrente de renovação espiritual e social. O objetivo é cooperar na construção de um mundo mais unido, impulsionados pela oração, no respeito e na valorização das diversidades, privilegiando os diálogos como método, no constante compromisso a construir pontes e relações de fraternidade entre indivíduos, povos e esferas culturais.

      Pertencem ao Movimento dos Focolares pessoas de todas as idades, vocações, religiões, convicções e culturas.


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Nossa Senhora visita doentes e idosos | Fieis celebram Mãe da Divina Graça neste sábado | Apostolado da Oração existe há mais de 100 anos | Bispo conta de sua viagem à Amazônia |





Publicado em: 03/07/2018

Jovem de Ponta Grossa integra Projeto Amazônia

Bárbara Volpato ficará dez dias na Diocese de Óbidos, no Pará

 

      A advogada ponta-grossense, Bárbara Istschuk Volpato, de 22 anos, é a única católica do Sul do Brasil a integrar este ano a quarta edição do Projeto Amazônia, que tem como foco a formação das famílias e jovens por intermédio da convivência com moradores de comunidades carentes da região amazônica. Bárbara participa da Paróquia Santo Antônio, no Jardim Carvalho, em Ponta Grossa, e vai ficar dez dias no Pará, ao lado de outras 20 pessoas, prestando serviço em diversas áreas e agindo, especialmente, na evangelização.    

      Criado em 2005 pelo Movimento dos Focolares, o projeto atende também vilarejos de Rondônia e Acre. “Tem uns quatro anos mais ou menos que estou participando do Focolares. Eu sou advogada recém-formada e, quando recebi o convite, vi uma oportunidade de fazer algo diferente. Estou indo com a cara e com a coragem, mas espero poder levar o pouco de conhecimento que eu tenho, principalmente, na área jurídica, porque, pelo que me foi passado, lá eles são bem carentes nessa parte, não têm conhecimento de direitos básicos. Quero estar à disposição de quem precisar”, comenta a missionária, que embarca neste dia 4 e retorna dia 17.

      As despesas com a viagem – cerca de R$ 1.260 - estão sendo custeadas pelos pais de Bárbara e pela comunidade dos Focolares. Na Diocese de Óbidos, o grupo ficará hospedado em casa de famílias. Óbidos localiza-se a 1.100 quilômetros – por via fluvial – de Belém (PA), tem perto de 50 mil habitantes e conta com um só hospital, administrado pelos Frades Franciscanos da Divina Providência. Atendendo ao apelo feito pela Conferência Episcopal Brasileira, há 13 anos, um grupo composto por médicos, enfermeiros e por estudantes, no período das férias, prestam serviço e assistência à população local, especialmente nas comunidades ribeirinhas.

      Em julho de 2017, 40 pessoas provenientes de várias regiões do Brasil chegaram a Óbidos, depois de terem expedido, por via fluvial, 15 caixas de remédios, material para tratamento dentário e brinquedos.


Focolares

      O Movimento dos Focolares, presente no mundo inteiro, nasceu em 1943, durante a Segunda Guerra Mundial, como uma corrente de renovação espiritual e social. O objetivo é cooperar na construção de um mundo mais unido, impulsionados pela oração, no respeito e na valorização das diversidades, privilegiando os diálogos como método, no constante compromisso a construir pontes e relações de fraternidade entre indivíduos, povos e esferas culturais.

      Pertencem ao Movimento dos Focolares pessoas de todas as idades, vocações, religiões, convicções e culturas.


Diocede Ponta Grossa
Bárbara esteve com o bispo dom Sergio Arthur Braschi, na última sexta-feira. Dom Sergio que é bispo referencial da Dimensão Missionária no Paraná   |   Assessoria de Comunicação Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
A conversa com dom Sergio foi acompanhada por Wagnilda Minasi, focolarina casada participante do Movimento   |   Assessoria de Comunicação Diocese de Ponta Grossa


Navegue até a sua Paróquia



Cúria
Cúria
Imprensa
Clipping
Download