DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 17/08/2018

Diocese sedia encontro regional da Ação Evangelizadora

Os trabalhos envolveram representantes da Província de Curitiba

 
Padre Itamar Abreu Turco Padre Itamar Abreu Turco | Crédito:

      Coordenadores da Ação Evangelizadora da Província de Curitiba participaram de um encontro em Ponta Grossa, no dia 7 de agosto. Na ocasião, se discutiu a “Quinta Urgência” das Diretrizes do Regional Sul 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que diz-se da ’Igreja a Serviço da Vida Plena’.

      Da Diocese de Guarapuava, o coordenador da Ação Evangelizadora, padre Itamar Abreu Turco, participou dos trabalhos e destacou que se faz necessária uma abordagem mais profunda sobre o assunto, como foco nas atividades que apresentam bons resultados à comunidade. “Tivemos a oportunidade de falar e trocar experiências com representantes da Ação Evangelizadora de outras dioceses da Província de Curitiba, da qual fazemos parte. Considero que a reunião foi muito proveitosa e serviu de embasamento para a Assembleia do Povo de Deus que será em Curitiba, de 21 a 23 de setembro deste ano. Há muitas atividades sendo desenvolvidas e os resultados estão aparecendo, uns mais rápido do que o esperado e outros, um pouco mais lento. O importante é que a tarefa vem sendo desenvolvida, sempre com a adesão de mais pessoas”, informou padre Itamar.

      O coordenador da Ação Evangelizadora da Diocese de Ponta Grossa, padre Joel Nalepa, também considerou o encontro produtivo e apontou as prioridades discutidas durante a reunião. “Alguns pontos que foram partilhados e que são sinais a serviço da vida plena a partir do que foi assumido e aprovado na 36ª Assembleia do Povo de Deus – Diretrizes Regional Sul 2 (2015 – 2019), fizeram parte da nossa conversa no dia 7. Notamos que todas as dioceses da Província de Curitiba, de acordo com suas possibilidades, estão se esforçando para desempenhar um bom trabalho em favor da Igreja, com base na Quinta Urgência. Para nós, isso é motivo de comemoração, mas também faz com que seja reforçado nosso compromisso de manter e ampliar este serviço em favor da vida humana”, sublinhou padre Joel.


SOBRE A QUINTA URGÊNCIA

      Com o enfoque em: “Igreja a Serviço da Vida Plena” e o tema: “Eu vim para que todos tenham vida” (Jo 10,10), a Quinta Urgência do Regional Sul 2 da CNBB,  foi aprovada na 36ª Assembleia do Povo de Deus. Dentre as prioridades que constam dessa urgência, destacam-se:

• Apoiar de maneira concreta a situação dos migrantes no Paraná;

• Estimular o conhecimento e a adesão à doutrina Social da Igreja como maneira constitutiva de fidelidade ao Evangelho;

• Retomar e fortalecer as escolas de Educação Política e Fé;

• Participar ativamente junto aos Conselhos de Direitos (DGAE, n. 124);

• Defender, com olhar misericordioso, a dignidade da vida humana desde a concepção até o seu fim natural com atenção especial às situações de vulnerabilidade social;

• Acompanhar e fortalecer as Pastorais Sociais;

• Educar para a preservação da natureza e o cuidado com a ecologia humana (DGAE, n. 122);

• Continuar o processo da conscientização dos problemas relativos a festas com bebidas alcoólicas (Doc. 100, nº 286).

• Cuidar da família por meio de uma pastoral intensa, vigorosa e frutuosa (DGAE n. 111).


AÇÕES

      Dentre as ações propostas pelas dioceses da Província de Curitiba, em consonância com a Quinta Urgência do Regional Sul 2 da CNBB, os coordenadores da Ação Evangelizadora descreveram as atividades que vêm sendo desenvolvidas ao longo do ano em cada diocese e que serão estudadas e partilhadas durante a Assembleia do Povo de Deus em setembro.


ESCOLA DE FÉ DE POLÍTICA

      Paranaguá: a Diocese tem feito esforço para a implantação da Escola de Fé e Polícia, mas há resistência;

      Guarapuava: boas experiências, bons resultados nesse campo. Há uma maior procura pelo estudo da Ciência Política por estudiosos desse assunto e, com isso, um caminho está sendo feito;

      Curitiba: a arquidiocese tem feito um caminho interessante no que se refere ao acompanhamento de mandatos dos vereadores. Isso tem dado bons resultados. Há possibilidade de que esse serviço seja feito também com a Assembleia Legislativa pelo fato de que os deputados de todo o Paraná estão na Capital, seu local de atuação. A necessidade de acompanhamento existe e com o cuidado de evitar a compreensão de que se pretende ter uma “bancada” da Igreja.

      Ponta Grossa: o Conselho de Leigos trabalha para implantar a Escola de Fé e Política em vista da formação e exercício para a cidadania. A Cartilha de Orientação Política está sendo apresentada às lideranças como ferramenta de estudo para esse período importante que vivemos.


CONSELHOS DE DIREITO

      Em geral, falta orientação e acompanhamento para quem participa dos conselhos municipais de saúde, segurança, moradores de rua, presídios, dentre outros. Quem participa está nesse serviço de modo individual, sem apoio e acompanhamento.

      Durante a reunião, os coordenadores refletiram sobre a situação dos moradores de rua e os desafios sobre esse trabalho. Curitiba, por exemplo, tem mais de 5.000 moradores de rua e o poder público nem sempre favorece o cuidado com a dignidade de quem está nessa situação.

      Em Ponta Grossa a “Casa da Acolhida” tem feito um trabalho de cuidado e atendimento aos moradores de rua. As paróquias realizam uma campanha (cada mês uma paróquia fica responsável pelo projeto) para arrecadar material de limpeza, higiene pessoal e alimentos para que essa entidade tenha como atender às pessoas que buscam ajuda. Os resultados têm sido bons no resgate da dignidade, recuperação de dependentes químicos e retorno para o seio familiar e o recomeço da história que por diversos fatores teve a rua como “saída”.

      Em Curitiba, conforme se apurou, existe um trabalho interessante com as pastorais sociais que conta com um padre assessor. O sacerdote acompanha todas as pastorais e serviços que atuam nesse campo, inclusive destinando, de maneira equitativa, os recursos do fundo diocesano de solidariedade.

      Em todas as dioceses que compõem a Província de Curitiba, há destaque para a atuação da Pastoral da Criança que desenvolve trabalhos de acompanhamento com gestantes, mães e crianças. Em todas as dioceses participantes, a Pastoral da Criança está articulada e organizada e isso reforça o compromisso da busca por resultados eficientes em se tratando do bem-estar dos envolvidos.

      Durante as discussões em Ponta Grossa, os coordenadores também destacaram como de suma importância para a comunidade a presença da Pastoral da Terceira Idade. Conforme integrantes desta tarefa, o foco principal dos trabalhos é manter e defender a dignidade das pessoas idosas. Visitas e acompanhamentos para verificar a situação de alimentação e saúde, bem como, os serviços religiosos, como Unção dos Enfermos e Comunhão, são alguns dos trabalhos desenvolvidos por quem atua junto à Pastoral da Terceira Idade.  

      A presença da Cáritas nas dioceses e comunidades é considerada de importância vital, conforme se apurou no encontro dos coordenadores. No Paraná, atividades como acompanhamento aos imigrantes e migrantes, o desenvolvimento de projetos de sustentabilidade e o resgate da dignidade humana, são algumas das atividades desenvolvidas pela entidade.

      Em Ponta Grossa, por exemplo, a Cáritas apoiou um projeto entre a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e Haiti, que possibilitou a vinda de estudantes haitianos para cursarem agronomia na cidade, com a finalidade de que, após a formação, o aprendizado fosse levado para o Haiti e aplicado no cultivo agrícola naquele país. Isso já está ocorrendo e os bons resultados já foram apresentados, conforme se apurou.

      Finalizando o encontro, assuntos como a atuação da Pastoral Familiar, Movimentos que atendem às famílias, tais como Vicentinos, Legião de Maria e outras iniciativas, foram apontados como sinais reais de serviço da vida plena na Província.  


  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Live atinge mais de 10 mil pessoas   |   Missa do Crisma será no feriado   |   Catedral faz festa pelos seus 197 anos   |   Missa online vai ‘conectar’ jovens   |  





Publicado em: 17/08/2018

Diocese sedia encontro regional da Ação Evangelizadora

Os trabalhos envolveram representantes da Província de Curitiba

 

      Coordenadores da Ação Evangelizadora da Província de Curitiba participaram de um encontro em Ponta Grossa, no dia 7 de agosto. Na ocasião, se discutiu a “Quinta Urgência” das Diretrizes do Regional Sul 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que diz-se da ’Igreja a Serviço da Vida Plena’.

      Da Diocese de Guarapuava, o coordenador da Ação Evangelizadora, padre Itamar Abreu Turco, participou dos trabalhos e destacou que se faz necessária uma abordagem mais profunda sobre o assunto, como foco nas atividades que apresentam bons resultados à comunidade. “Tivemos a oportunidade de falar e trocar experiências com representantes da Ação Evangelizadora de outras dioceses da Província de Curitiba, da qual fazemos parte. Considero que a reunião foi muito proveitosa e serviu de embasamento para a Assembleia do Povo de Deus que será em Curitiba, de 21 a 23 de setembro deste ano. Há muitas atividades sendo desenvolvidas e os resultados estão aparecendo, uns mais rápido do que o esperado e outros, um pouco mais lento. O importante é que a tarefa vem sendo desenvolvida, sempre com a adesão de mais pessoas”, informou padre Itamar.

      O coordenador da Ação Evangelizadora da Diocese de Ponta Grossa, padre Joel Nalepa, também considerou o encontro produtivo e apontou as prioridades discutidas durante a reunião. “Alguns pontos que foram partilhados e que são sinais a serviço da vida plena a partir do que foi assumido e aprovado na 36ª Assembleia do Povo de Deus – Diretrizes Regional Sul 2 (2015 – 2019), fizeram parte da nossa conversa no dia 7. Notamos que todas as dioceses da Província de Curitiba, de acordo com suas possibilidades, estão se esforçando para desempenhar um bom trabalho em favor da Igreja, com base na Quinta Urgência. Para nós, isso é motivo de comemoração, mas também faz com que seja reforçado nosso compromisso de manter e ampliar este serviço em favor da vida humana”, sublinhou padre Joel.


SOBRE A QUINTA URGÊNCIA

      Com o enfoque em: “Igreja a Serviço da Vida Plena” e o tema: “Eu vim para que todos tenham vida” (Jo 10,10), a Quinta Urgência do Regional Sul 2 da CNBB,  foi aprovada na 36ª Assembleia do Povo de Deus. Dentre as prioridades que constam dessa urgência, destacam-se:

• Apoiar de maneira concreta a situação dos migrantes no Paraná;

• Estimular o conhecimento e a adesão à doutrina Social da Igreja como maneira constitutiva de fidelidade ao Evangelho;

• Retomar e fortalecer as escolas de Educação Política e Fé;

• Participar ativamente junto aos Conselhos de Direitos (DGAE, n. 124);

• Defender, com olhar misericordioso, a dignidade da vida humana desde a concepção até o seu fim natural com atenção especial às situações de vulnerabilidade social;

• Acompanhar e fortalecer as Pastorais Sociais;

• Educar para a preservação da natureza e o cuidado com a ecologia humana (DGAE, n. 122);

• Continuar o processo da conscientização dos problemas relativos a festas com bebidas alcoólicas (Doc. 100, nº 286).

• Cuidar da família por meio de uma pastoral intensa, vigorosa e frutuosa (DGAE n. 111).


AÇÕES

      Dentre as ações propostas pelas dioceses da Província de Curitiba, em consonância com a Quinta Urgência do Regional Sul 2 da CNBB, os coordenadores da Ação Evangelizadora descreveram as atividades que vêm sendo desenvolvidas ao longo do ano em cada diocese e que serão estudadas e partilhadas durante a Assembleia do Povo de Deus em setembro.


ESCOLA DE FÉ DE POLÍTICA

      Paranaguá: a Diocese tem feito esforço para a implantação da Escola de Fé e Polícia, mas há resistência;

      Guarapuava: boas experiências, bons resultados nesse campo. Há uma maior procura pelo estudo da Ciência Política por estudiosos desse assunto e, com isso, um caminho está sendo feito;

      Curitiba: a arquidiocese tem feito um caminho interessante no que se refere ao acompanhamento de mandatos dos vereadores. Isso tem dado bons resultados. Há possibilidade de que esse serviço seja feito também com a Assembleia Legislativa pelo fato de que os deputados de todo o Paraná estão na Capital, seu local de atuação. A necessidade de acompanhamento existe e com o cuidado de evitar a compreensão de que se pretende ter uma “bancada” da Igreja.

      Ponta Grossa: o Conselho de Leigos trabalha para implantar a Escola de Fé e Política em vista da formação e exercício para a cidadania. A Cartilha de Orientação Política está sendo apresentada às lideranças como ferramenta de estudo para esse período importante que vivemos.


CONSELHOS DE DIREITO

      Em geral, falta orientação e acompanhamento para quem participa dos conselhos municipais de saúde, segurança, moradores de rua, presídios, dentre outros. Quem participa está nesse serviço de modo individual, sem apoio e acompanhamento.

      Durante a reunião, os coordenadores refletiram sobre a situação dos moradores de rua e os desafios sobre esse trabalho. Curitiba, por exemplo, tem mais de 5.000 moradores de rua e o poder público nem sempre favorece o cuidado com a dignidade de quem está nessa situação.

      Em Ponta Grossa a “Casa da Acolhida” tem feito um trabalho de cuidado e atendimento aos moradores de rua. As paróquias realizam uma campanha (cada mês uma paróquia fica responsável pelo projeto) para arrecadar material de limpeza, higiene pessoal e alimentos para que essa entidade tenha como atender às pessoas que buscam ajuda. Os resultados têm sido bons no resgate da dignidade, recuperação de dependentes químicos e retorno para o seio familiar e o recomeço da história que por diversos fatores teve a rua como “saída”.

      Em Curitiba, conforme se apurou, existe um trabalho interessante com as pastorais sociais que conta com um padre assessor. O sacerdote acompanha todas as pastorais e serviços que atuam nesse campo, inclusive destinando, de maneira equitativa, os recursos do fundo diocesano de solidariedade.

      Em todas as dioceses que compõem a Província de Curitiba, há destaque para a atuação da Pastoral da Criança que desenvolve trabalhos de acompanhamento com gestantes, mães e crianças. Em todas as dioceses participantes, a Pastoral da Criança está articulada e organizada e isso reforça o compromisso da busca por resultados eficientes em se tratando do bem-estar dos envolvidos.

      Durante as discussões em Ponta Grossa, os coordenadores também destacaram como de suma importância para a comunidade a presença da Pastoral da Terceira Idade. Conforme integrantes desta tarefa, o foco principal dos trabalhos é manter e defender a dignidade das pessoas idosas. Visitas e acompanhamentos para verificar a situação de alimentação e saúde, bem como, os serviços religiosos, como Unção dos Enfermos e Comunhão, são alguns dos trabalhos desenvolvidos por quem atua junto à Pastoral da Terceira Idade.  

      A presença da Cáritas nas dioceses e comunidades é considerada de importância vital, conforme se apurou no encontro dos coordenadores. No Paraná, atividades como acompanhamento aos imigrantes e migrantes, o desenvolvimento de projetos de sustentabilidade e o resgate da dignidade humana, são algumas das atividades desenvolvidas pela entidade.

      Em Ponta Grossa, por exemplo, a Cáritas apoiou um projeto entre a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e Haiti, que possibilitou a vinda de estudantes haitianos para cursarem agronomia na cidade, com a finalidade de que, após a formação, o aprendizado fosse levado para o Haiti e aplicado no cultivo agrícola naquele país. Isso já está ocorrendo e os bons resultados já foram apresentados, conforme se apurou.

      Finalizando o encontro, assuntos como a atuação da Pastoral Familiar, Movimentos que atendem às famílias, tais como Vicentinos, Legião de Maria e outras iniciativas, foram apontados como sinais reais de serviço da vida plena na Província.  


Diocede Ponta Grossa
Padre Itamar Abreu Turco   |  


Navegue até a sua Paróquia