DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA

       
SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros

PASTORAL DO BATISMO



     As Comunidades estão procurando novos caminhos para a pastoral do batismo de crianças.

     Os pais pedem o batismo para seus filhos com muita satisfação. A maioria deles, embora batizados e católicos, não participa da Comunidade Católica. Procuram a Igreja somente em ocasiões especiais, mas, a seu modo, vivem a fé e praticam a religião.

     Deus é experimentado no batismo como doador e defensor da vida. Sobretudo para os católicos não participantes, o batismo é visto como proteção e consagração da vida da criança. Para a Igreja, no entanto, o batismo nos insere na morte e na ressurreição de Cristo. Embora não pareça, há muita afinidade entre a fé da Igreja e o modo de o povo experimentar e compreender o batismo.

     Todos sabem que o batismo de adultos e de crianças, em nossa Igreja, é rico de simbolismo. O rito essencial do batismo, porém, é a passagem do batizando pela água com a invocação da Santíssima Trindade. Ela é realizada logo depois da renúncia ao mal e da profissão de fé.

     A Comunidade, o ministro ordenado e equipe da Pastoral do Batismo acolhem as famílias na celebração do Batismo que pode ser realizado dentro da Celebração Eucarística ou numa Celebração do Sacramento do Batismo.

     Geralmente são os pais que fazem o primeiro anúncio do Cristo aos seus filhos. Os pais devem ajudar as crianças a viver a fé.

     Os padrinhos devem colaborar com os pais na sua missão. Devem ser pessoas firmes na fé, de testemunho de vida cristã e de vida de Comunidade. Devem assumir a missão de ajudar na caminhada do seu afilhado(a) durante a juventude e na vida adulta.

Palavra de Deus

Passagens dos Atos dos Apóstolos que falam dos primeiros batismos da Igreja:
Atos 2,37-44 - Batismos no dia de Pentecostes.
Atos 8,31-38 - Batismo do Eunuco.
Atos 16,31-33 - Batismo da Família do Carcereiro.
Atos 19,4-5 - Batismo dos discípulos de João.

Reflexão

O Batismo é o "sacramento da fé". Ele exige a fé e é a entrada sacramental na vida de fé.
O Batismo é um novo nascimento, o nascimento espiritual dos que crêem no Filho de Deus (João 3,1-6).
O Batismo e a Eucaristia, água e sangue, vieram da páscoa de Jesus, do seu lado aberto ( João 19,31-35).
O Batismo nos insere na vida e missão da Igreja - nos torna discipulos de Jesus Cristo na Comunidade de fé.
O Batismo nos insere na vida do Cristo e na Comunhão da Trindade.
O Batismo nos nos insere na vida do Espírito e nos dá o dom da imortalidade.
O Batismo nos fortalece pela unção, consagração e pela Graça Santificante.
O Batismo nos faz participantes da missão profética, real e sacerdotal de Jesus Cristo na Igreja e no mundo.

Apontamentos
     Quem pede o batismo para seu filho precisa ter fé. A fé é chamada a crescer depois do batismo e, para isso, precisa estar apoiada na Igreja com o incentivo e apoio dos pais e padrinhos. Dentro deste processo de amadurecimento da fé ou de uma catequese permanente, é que o que foi batizado vai passar pala catequese para viver mais em plenitude a sua fé, pela Catequese preparatória para a Eucaristia e para a Crisma, embora a catequese é sempre um processo que envolve toda a nossa vida.

     Neste sentido é que temos em nossas paróquias os "Encontros de Preparação" para o Batismo para pais e padrinhos. É para criarmos um momento de oração, reflexão, diálogo e conscientização sobre a realidade profunda do Sacramento do Batismo em nossa vida.

     Cada paróquia tem uma equipe de Pastoral do Batismo ou pessoas preparadas para ajudar nesta ação pastoral, com dias e horários variados, usando de metodologia, dinâmicas e materiais de acordo com cada realidade.

     A Diocese de Ponta Grossa tem o Diretório Sacramental pela qual rege os requisitos necessários para os pais e padrinhos batizarem seus filhos e afilhados. Casos especiais são encaminhados aos párocos das Paróquias.

     Normalmente acontece o batismo de adultos, quando estes fazem uma preparação catequética ou tempo de evangelização, para depois receber os sacramentos.

Fonte: Subsídio: "Descobrindo Novos Caminhos" - 2a. Parte - C.N.B.B. Paulinas
Pe. Ademir da Guia Santos.

PASTORAIS          




Navegue até a sua Paróquia



Cúria
Cúria
Imprensa
Clipping
Download