DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA

MENU

COMISSÃO DIOCESANA DOS DIÁCONOS PERMANENTES

COMISSÃO NACIONAL DE DIÁCONOS

1. Justificativa
     Após a provação do pedido da CNBB para a restauração do diaconato permanente no Brasil (14/12/70), uma nova esperança surgiu no horizonte de várias dioceses, que viam o diaconato permanente não só como uma ajuda Pastoral considerável, mas acima de tudo, como uma diaconia em favor do Povo de Deus. De fato, na Igreja primitiva o diaconato fora como que um “sacramento” da dimensão servidora de toda a Igreja. Restaurá-lo era, pois, voltar às fontes e, ao mesmo tempo, concretizar, ao nível de sacramentalidade, todo impulso renovador do Concilio Vaticano II, em vista de uma Igreja ministerial:

     · Falta de conhecimento mais preciso, tanto em setores da hierarquia, como do laicato, da tecnologia do diaconato das motivações reais que viabilizam sua restauração.

     · O segundo desafio diz respeito à preparação da comunidade para acolher o diaconato. É imprescindível que o bispo, os presbíteros e a comunidade estejam abertos à nova visão da Igreja, ministerialmente diversificada e substancialmente unida, a fim de que o diácono sinta-se perfeitamente integrado no conjunto dos demais ministérios. É preciso à conscientização e participação dos presbíteros no diálogo e na promoção de trabalhos em equipe com os diáconos e a comunidade, na medida do possível seja envolvida na seleção e no processo de formação dos candidatos.

     · O terceiro desafio se refere ao próprio candidato. Na seleção, é preciso estar atento aos requisitos pessoais e comunitários. É necessário zelar pela espiritualidade diaconal e o seu compromisso com o Evangelho, e principalmente com serviço a caridade na comunidade.

     A Comissão Regional de Diáconos do Regional Sul II, fundada em 29 de setembro de 1989, cuja denominação é CRD - COMISSÃO REGIONAL DE DIÁCONOS - SUL II, é uma entidade de caráter religioso e órgão representativo dos Diáconos Permanentes, com provisão canônica nas Igrejas Particulares do Paraná junto ao CONSER - Conselho Episcopal Regional Sul II, sem fins lucrativos, e se rege pelos estatutos e demais disposições legais e canônicas aplicáveis.

2. Objetivos

a) Dignificar o Ministério Ordenado Diaconal à luz do Evangelho com destaque à tríplice função da Liturgia, da Palavra e da Caridade;
b) Estimular a prática da fraternidade sacramental com o objetivo comum da "edificação do Corpo de Cristo, sob a autoridade do bispo, em comunhão com o Sumo Pontífice", de modo a sentir-se "fraternalmente ligados uns aos outros mediante os laços da caridade, da oração, da obediência ao bispo próprio, do zelo ministerial e da colaboração"; (Directorium pro ministério et vita diáconorum permanentium, 6);
c) Recordar sempre a natureza missionária da Igreja com a qual estão os Diáconos comprometidos e que os Diáconos devem estar abertos também a missio ad gentes não apenas numa Igreja particular, mas em toda a Igreja universal (Directorium pro ministério et vita diáconorum permanentium, 27);
d) Manter perfeito entrosamento com todos os Diáconos, com as Comissões Diocesanas ou Arquidiocesanas de Diáconos e CND - Comissão Nacional de Diáconos;
e) Colaborar na animação da vida, formação e atualização dos Diáconos Permanentes e sua integração nas próprias Igrejas Particulares e na caminhada da Igreja do Paraná;
f) Manter laços estreitos de amizade, colaboração e serviço com a Comissão Regional do Clero - CRC e com a Conferência dos Religiosos do Brasil - CRB do Paraná;
g) Aproximar e preservar a unidade familiar dos diáconos permanentes em perfeita harmonia com os deveres religiosos e sociais;
h) Estimular a vivência e conhecimento dos documentos da Igreja, principalmente aqueles que digam respeito ao ministério diaconal.
i) Buscar, com o trabalho de coordenação do Secretariado Regional, a comunhão e a partilha entre Pastorais, Organismos e Movimentos Eclesiais em vista da eficácia da evangelização (CONSER, § 3o do art. 29).

3. Da competência da Comissão Regional de Diáconos Sul II

a) Representar legitimamente os Diáconos segundo as normas do Direito Canônico, dos presentes estatutos e das orientações das Igrejas Particulares;
b) Zelar pelo interesse dos Diáconos junto ao Regional Sul II e outros organismos eclesiais;
c) Levar à Assembléia dos Bispos ou a outro órgão do Regional Sul II, sugestões relativas à vida da Igreja no Paraná;
d) Transmitir aos Diáconos as instruções e normas traçadas pelos órgãos competentes do Regional Sul II;
e) Participar das Assembléias, Encontros, Cursos, Reuniões e Seminários promovidos pela CNBB, a nível Regional ou Nacional, quando convidado;
f) Recomendar a criação de Comissões Diocesanas ou Arquidiocesanas de Diáconos;
g) Estimular as Comissões Diocesanas ou Arquidiocesanas de Diáconos ao acompanhamento dos diáconos de suas jurisdições em suas dificuldades e a promover periodicamente encontros de formação e retiros, inclusive familiares;
h) Tornar sempre presente na conduta do Diácono a sua missão de serviço à Igreja e a prioridade e o desprendimento que deve ter para com os seus compromissos estatutários, principalmente nos momentos de fraternidade, encontros, reuniões e assembléias;
i) Promover e divulgar suas ações através da expedição de Boletim periódico;
j) Gerir e manter o patrimônio que lhe pertencer ou que lhe for confiado.

4. Atividades

Reunião semestral dos membros da diretoria do CRD sul II;
Participação da diretoria nas reuniões do CND (Comissão Nacional de Diáconos Permanentes);
Participação dos diáconos nos encontros inter-regionais e congresso nacional;
Contatar e acompanhar os diáconos que deixam suas dioceses de incardinação e ajudar a integrá-los em novas dioceses;
Cadastramento atualizado com endereços e dados de todos os diáconos do Sul II junto a CND;
Realizar anualmente o encontro de confraternização e formação entre os diáconos e suas famílias a nível regional.
Realizar a cada 02 anos assembléia ordinária,e a cada 04 anos Eletiva.
Organizar as comissões diaconais diocesanas(CAD)
Boletim informativo e formativo.

5. Organização

Representante Episcopal: Dom João Carlos Seneme.

Diretoria:
Presidente: Diácono João Vendelin Kieltyka – Diocese de Ponta Grossa
Vice Presidente: Diácono José Ribeiro Filho – Diocese de Apucarana
Secretário: Diácono José Adão Batisteti- Arquidiocese de Curitiba
Vice Secretário: Diácono Alfredo Assad Neto – Diocese de Ponta Grossa
Tesoureiro: Diácono Elias Rocha – Diocese de Umuarama
Vice Tesoureiro: Diácono Artur Baretta – Diocese de Campo Mourão

Paraná
Quantos somos: 275 diáconos
Escolas de formação diaconal: 6 com 240 candidatos
Dados de 03/2009
Fonte: CNBB – Regional Sul 2.

Diocese de Ponta Grossa – Comissão Diocesana dos Diáconos Permanentes

     O Diaconato Permanente na Diocese de Ponta Grossa começou a ser planejado, organizado e refletido na época episcopal de Dom Murilo S. Ramos Krieger.

     Após várias consultas e reflexões, foi aprovado pelo Clero da Diocese de Ponta Grossa numa reunião geral do Clero. Depois desta fase, foram dados os primeiros passos para implantação do Diaconato Permanente em toda a Diocese de Ponta Grossa e foi dinamizado na época do governo episcopal de Dom João Bráz de Aviz que procurou incentivar o Diaconato Permanente em todas as Paróquias da Diocese. Um fato importante na caminhada foi a Escola Diaconal Santo Estevão da Diocese de Ponta Grossa que caminha de acordo com as orientações do Magistério da Igreja, conta com professores e é dirigida pela Diocese.

     Nesta caminhada de incentivo e animação da vida diaconal, foi formada a Comissão Diocesana do Diaconato Permanente, com o objetivo de organizar encontros, partilha de experiência de vida, retiros para as esposas dos diáconos permanentes, retiro anual dos diáconos permanentes e encontros setoriais. Nesta caminhada, a Comissão Diocesana sempre contou com a presença de um padre diocesano do clero secular para acompanhar a caminhada espiritual e pastoral dos diáconos, bem como coordenar a Escola Diaconal: Pe. Claudemir Nascimento Leal, Pe. Silvio Mocelin e atualmente o Pe. Mario Dwulatka.

     Foram ordenados 43 Diáconos Permanentes e atualmente na Escola Diaconal Santo Estevão tem 41 candidatos ao Diaconato Permanente se preparando no período de 2008 à 2012.

Contato

Comissão Diocesana dos Diáconos Permanentes
Presidente: Diácono Ademar de Oliveira
e-mail: olikampa@uol.com.br


Vice- Presidente: Diácono Nelson Luis Sales Rosa
e-mail: nelsonaluponta@superig.com.br

Secretário: Diácono Paulo Sérgio Ferreira da Silva
e-mail: paulosfsilva@ig.com.br

Tesoureiro: Diácono João Vendelin Kieltyka
e-mail: vendelin@interponta.com.br

Assessor Diocesano: Pe. Mario Dwulatka
e-mail: dwulatka@yahoo.com.br

Residência do Diácono Ademar de Oliveira
Av. Dom Pedro II, 1250 – Ap 12 – Nova Rússia.
Fone: (42) 3227-4701 ou 8802-0118
Ponta Grossa – Paraná – CEP: 84.071-990


ORGANISMOS          



Navegue até a sua Paróquia



Pastorais e Movimentos
Pastorais
Organismos
Movimnetos
Cúria
Cúria
Imprensa
Cliping
Download