DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA

MENU

PASTORAL DA SOBRIEDADE



Vida Sim, drogas não!



O QUE É A PASTORAL DA SOBRIEDADE?
     A Pastoral da Sobriedade é a ação concreta da Igreja Católica frente ao flagelo da dependência química. É o trabalho conjunto de todos para defender a Vida, que busca a Sobriedade, através da pedagogia de Jesus-Libertador.

     A Pastoral da Sobriedade é a ação concreta da Igreja na Prevenção e Recuperação da Dependência Química. É uma ação pastoral conjunta que busca a integração entre todas as Pastorais, Movimentos, Comunidades Terapêuticas, Casas de Recuperação para, através da pedagogia de Jesus-Libertador, resgatar e reinserir os excluídos, propondo uma mudança de vida através da conversão. Pastoral é uma atuação especial da Igreja, diante de um problema da sociedade, no momento em que ele se apresenta. É uma resposta da Igreja a uma problemática social.Considerando que 25% da população brasileira está, direta ou indiretamente, ligada ao fenômeno das drogas, que cada vez mais cedo os adolescentes entram em contato com as drogas, carregando consigo, em média, quatro outras pessoas, chamadas de co-dependentes, membros da família e amigos, a Pastoral da Sobriedade capacita aqueles, que de alguma maneira, se identificam com a causa e desejam lutar pela vida, tornando-se um Agente da Pastoral da Sobriedade.

     Papa João Paulo II : “Por isso, às famílias tocadas pela provação, quero dizer: - - Não se desesperem! - - Ao contrário, - - rezem comigo, - - para que se multipliquem esses bons samaritanos que atuam na estrutura pública. Bem como os grupos de voluntariado, entre os cidadãos comuns e os responsáveis pelo povo, e que se forme assim uma frente compacta que se empenhe sempre mais não só na Prevenção e na Recuperação dos tóxico-dependentes, como também em denunciar e perseguir legalmente os traficantes da morte e em desbaratar as redes de desagregação moral e social”.

HISTÓRICO
     "Frente a esse flagelo da droga que assola direta ou indiretamente quase 100 milhões de brasileiros, que há muito tempo vem escravizando tirando a dignidade e a consciência de muitos dependentes e desestruturando seus familiares "co-dependentes", nós como Igreja, nos omitimos.

     Sabemos que no Brasil já existem muitos trabalhos de Prevenção e Recuperação em dependência química, agradecemos a Deus por eles!

     Agora porém, pela graça de Deus e inspirados pelo Espírito Santo, Dom Irineu Danelon e os Bispos do Brasil, na 36ª Assembléia, em Itaici/98, profeticamente e com a certeza absoluta de defender a vida – "Vida plena e em abundância" Jo 10,10 – a proposta de Jesus Cristo – corajosamente aprovaram a criação da Pastoral da Sobriedade para que em nossa Igreja tenhamos uma ação concreta e organizada com 5 frentes de atuação: Prevenção, Intervenção, Reinserção familiar e social e Atuação Política. E para não termos mais, apenas um discurso vazio ou oferecemos uma salinha para alguns se reunirem anonimamente, mas sim, nos comprometermos na prevenção e na recuperação dos dependentes químicos e de seus familiares, com o Grupo de Auto-ajuda, através de reuniões semanais vivenciando os 12 Passos da Pastoral da Sobriedade, fundamentados e baseados no Evangelho e na doutrina da Igreja. Como Igreja viemos para somar com todas as iniciativas já existentes nesta área. Queremos trabalhar em conjunto, principalmente na Prevenção e Atuação Política.

     Prevenir é a nossa prioridade. E a eficácia da Prevenção vai depender da boa articulação política de cada Diocese, Paróquia com todas as forças vivas da sociedade, forças essas que juntas querem promover a Vida.

AGENTE DA PASTORAL DA SOBRIEDADE
O agente da pastoral da Sobriedade deve estar aberto ao diálogo, disponível para o serviço e em sobriedade. Ser testemunha viva em sua comunidade, participar de todo o projeto paroquial e jamais agir isoladamente, tendo presente que o primeiro motivador e coordenador na paróquia é o padre, junto com o CPP.

LINHAS DE AÇÃO
O Plano Pastoral atua em 5 dimensões:

PREVENÇÃO ao uso de drogas. Destina-se a quem nunca experimentou substância psicoativas;
INTERVENÇÃO, para quem já experimentou, porém, não faz uso freqüente de drogas;
RECUPERAÇÃO para quem se tornou dependente químico e necessita de apoio e tratamento;
REINSERÇÃO do dependente químico na família, na sociedade e no mercado de trabalho;
ATUAÇÃO POLÍTICA que busca atitudes corajosas, sem omissões, para a implementação de ações integradas junto aos organismos que atuam na sociedade defendendo sempre uma política "antidrogas" que seja eficaz, prática e que gere Vida.

E o que consolida a Pastoral, criando sua identidade, é a implantação do GRUPO DE AUTO-AJUDA DA PASTORAL DA SOBRIEDADE.

OS 12 PASSOS DA PASTORAL DA SOBRIEDADE
     Os 12 Passos da Pastoral da Sobriedade são vivenciados periódica e ciclicamente traduzindo um Programa de Vida Nova que cumpre a primeira missão da Igreja: a evangelização.

     As diretrizes gerais da ação evangelizadora são seguidas.
O Diálogo,
O Serviço,
O Anúncio, A Comunhão estão presentes.
É Vida que celebra na liturgia as dores e alegrias do povo.

Os 12 passos são:
1-Admitir.
2-Confiar.
3 –Entregar.
4-Arrepender-se.
5-Confessar .
6-Renascer.
7-Reparar .
8-Professar a Fé.
9-Orar e Vigiar.
10-Servir.
11-Celebrar.
12- Festejar.

O que é um Grupo de Auto-Ajuda?
São reuniões semanais, implantadas em sua Paróquia ou Comunidade, onde é proposto um Programa de Vida Nova que leva à conversão.

Seguimos a linha sistêmica, ou seja, trabalhamos toda a família na mesma reunião que acompanha do Calendário Nacional dos 12 Passos da Pastoral da Sobriedade. Em todas as reuniões de Auto-Ajuda da Sobriedade, o mesmo Passo é vivenciado, simultaneamente, em todo o Brasil .

SINAIS DE DEPENDÊNCIA
A variação do humor e de comportamentos inesperados são sinais freqüentes do uso de drogas.
Retração (isolamento);
Depressão;
Falta de cuidado com a aparência;
Cansaço sem causa aparente;
Hostilidade, violência, desespero;
Agressividade excessiva com a família;
Grau de insatisfação muito grande e um espírito crítico acentuado;
Falta de colaboração em atividades que costumava participar;
Falta de motivação para o trabalho, estudo, esporte;
Faltas constantes na escola e diminuição das notas;
Alteração dos hábitos alimentares;
Alteração dos horários de sono (noites em claro e dias de sono);
Atitudes dissimuladas ou impulsivas;
Uso de óculos escuros, mesmo sem o excesso de luz;
Olhos avermelhados e nariz escorrendo, mesmo sem resfriado;
Uso de mangas compridas mesmo no calor;
Mudança nas amizades;
Desaparecimento de dinheiro ou outros objetos da casa;
Entre os objetos pessoais, encontrar a presença de pequenos tubos, potinhos de remédios, vidros, papel de seda, colírio, isqueiro, embalagem de bebidas, cachimbo, pedaços de mangueira

ORAÇÃO DA SOBRIEDADE
Senhor, ADMITO minha dependência dos vícios e pecados, e que sozinho, não posso vencê-los.
Liberta-me!
Senhor, CONFIO em Ti, ouve o meu clamor.
Cura-me!
Senhor, ENTREGO minha vida, minhas dependências, em tuas mãos. Espero em Ti.
Aceita-me!
Senhor, ARREPENDIDO de tudo que fiz, quero voltar para a tua graça, para a casa do Pai.
Acolhe-me!
Senhor, CONFESSO meus pecados, e publicamente, peço teu perdão e o perdão dos meus irmãos.
Absolve-me!
Senhor, RENASÇO no teu Espírito para a Sobriedade. O homem velho passou, eis que sou uma criatura nova.
Batiza-me!
Senhor, REPARO financeira e moralmente a todos que, na minha dependência, eu prejudiquei. Ajuda-me a resgatar minha dignidade e a confiança dos meus.
Restaura-me!
Senhor, PROFESSO que creio na Santíssima Trindade e peço a ajuda da Igreja, com a interceção de todos os santos.
Instrui-me na Tua Palavra!
Senhor, ORANDO e VIGIANDO para não cair em tentação, seremos perseverantes nos Teus ensinamentos.
Dá-me a Tua Paz!
Senhor, SERVINDO, a exemplo de Maria, nossa mãe e de todos, queremos, gratuitamente, fazer dos excluídos os nossos preferidos, através da Pastoral da Sobriedade.
Senhor, CELEBRANDO a Eucaristia, em comunidade com os irmãos, teremos força e graça, para perseverarmos nesta caminhada.
Alimenta-nos no Corpo e Sangue de Jesus!
Senhor, FESTEJANDO os 12 passos para a Sobriedade Cristã, irmanados com todos, na mesma esperança, por um século sem drogas, queremos partilhar e anunciar Jesus Cristo Redentor, pelo nosso testemunho.
Amém.

"Piedade Redentora de Cristo, dai-nos a Sobriedade." (3x)
"Sobriedade e Paz, só por hoje, graças a Deus."


DIOCESE DE PONTA GROSSA – BREVE HISTÓRICO
Na Diocese de Ponta Grossa a Pastoral da Sobriedade começou em 2001 em algumas Paróquias da Diocese.Fazendo várias formações e chegou a ter 90 agentes voluntários na ação desta pastoral. Inclusive, várias pessoas foram recuperadas da dependência química pelo Tratamento dos 12 Passos. Atua na prevenção. Lembrando que na ação de recuperação também há na Diocese de Ponta Grossa Comunidades Terapêuticas de recuperação de dependentes.

Foram Coordenadores:
· Vitor Coelho.
· Luciana Pereira.
· Albari Diogo.
· Atual:Antonio Harmatiuk


CONTATOS
DIOCESANO:
Pastoral da Sobriedade -Sr. Antonio Harmatiuk
FONE:(42) 3222-3545.Ponta Grossa – Pr.


NACIONAL
CNBB - Coordenação Nacional da Pastoral da Sobriedade
Sede: Rua Jacarezinho, nº 1717. Mercês. CEP 80.810-130 Curitiba - PR
Fone: (41) 339-1113 | Fax: (41) 336-9257
SITE NACIONAL: www.sobriedade.org.br


PASTORAIS          



Navegue até a sua Paróquia



Pastorais e Movimentos
Pastorais
Organismos
Movimnetos
Cúria
Cúria
Imprensa
Cliping
Download