DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA

       
SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros

Paróquia
Paróquia Menino Jesus

Dados Gerais
Fundação: 13/03/1981
Pároco:    Pe. Luiz Carlos de Oliveira
Vigário:    INFORMAR

Contato
Secretária:INFORMAR
Telefone: (42) 3438-1109
e-mail:     pmjgga@yahoo.com.br
Site:         INFORMAR
Facebook: INFORMAR

Missas
Segunda:    ---------
Terça:         --------
Quarta:       19h
Quinta:       ---------
Sexta:         ---------
Sábado:      19h
Domingo:    8h30

Confissões
Segunda:   Agendadas na Secretaria Paroquial
Terça:       Agendadas na Secretaria Paroquial
Quarta:     Agendadas na Secretaria Paroquial
Quinta:     Agendadas na Secretaria Paroquial
Sexta:       Agendadas na Secretaria Paroquial
Sábado:    Agendadas na Secretaria Paroquial
Domingo:  Agendadas na Secretaria Paroquial


HISTÓRICO

    Guamiranga, em Tupi-Guarani significa árvore de folhas pequenas e de cor vermelha; ou árvore de frutos vermelhos.

    Foi colonizada por volta de 1869. Os primeiros moradores (Henrique Lemes, a família Duarte d Floriano Teixeira) fixaram residência em Água Branca e Barreiro que eram pontos de passagem obrigatória (e de sesteadas) de tropeiros. 

    Entre 1890 e 1910, chegaram os imigrantes poloneses, italianos e alemães. A sua primeira denominação foi “Monjolinho”, a denominação segundo alguns antigos moradores é proveniente da existência de monjolos na localidade. Mais tarde, foi elevada a Distrito de Imbituva e passou a denominar-se “Natal”. E finalmente em 1943, pelo Decreto-Lei Nº 199 de 30 de dezembro de 1943, ficou oficialmente com o nome de Guamiranga.

    A superfície é de 240 km2 e a sua população é de 7.750 habitantes. A paróquia conta com 6.560 católicos, o que dá 84,64% da população.

    No dia 12 de março de 2006 tivemos a comemoração dos 25 anos da criação da Paróquia Menino Jesus, com a Eucaristia presidida por Dom Sérgio Arthur Braschi, DD. Bispo de Ponta Grossa. Em preparação do Jubileu, a Paróquia preparou um tríduo com Missas e pregadores especiais. Assim no dia 18 de fevereiro contamos com a presença do Pe. Pedrinho Carlos da Silva, antigo pároco e hoje Diretor Provincial das Filhas da Caridade da Província da Amazônia, que presidiu a Eucaristia e fez a pregação. No dia 25 de fevereiro, foi a vez do Pe. Marian Litewka, antigo pároco de Imbituva a quem pertencia Guamiranga e fundador da Pastoral Rodoviária. No dia 04 de março, a Eucaristia e a pregação foi por conta do Pe. José Bacheladenski, atual pároco de Ivaí, que atuou por longos anos na Paróquia Menino Jesus.

    Durante as celebrações do Tríduo foram relatados os dados históricos das 13 comunidades que integram a paróquia, sendo que no Livro Tombo da Paróquia consta o seguinte:

- 1912 – primeira ata arquivada.

- 18/12/1927 – reconstrução da Capela.

- 1967 – Pe. Wendelin Swierczek, sendo pároco de Imbituva, deu início à construção de uma nova Igreja, onde hoje está a Matriz. A Capela anterior ficava um pouco atrás no lugar da atual Casa Paroquial, esta, construída em 1975 no tempo do Pe Marian Litewka, pároco de Imbituva. 

    Conta-se que, quando estavam construindo a Capela, encontraram na terra uma pequena imagem do Menino Jesus, por isso a razão de escolherem como Padroeiro da Igreja. Esta pequena imagem encontra-se até hoje na Igreja Matriz.

    Em 1980, com a mobilização de várias pessoas da comunidade e das capelas foi realizada uma reunião, onde estiveram presentes o pároco Pe. Estanislau Belinovski, o Pe. Firmino Perszel, vigário paroquial e o Pe. Lourenço Biernaski – Superior Provincial da Congregação. Discutiu-se sobre a viabilidade da criação da Paróquia de Guamiranga, quais as necessidades, as obrigações e o cuidado com a pessoa do pároco. Uma vez que já havia a Casa Paroquial deveriam mobília-la adequadamente para o pároco ter todo o conforto e adquirir um veículo próprio. O pedido foi analisado pelo Conselho Provincial da Congregação e uma vez aceito, foi comunicado ao Bispo Dom Geraldo Pellanda, que acolheu calorosamente e fez questão de quanto antes assinar o ato da criação da paróquia com limites da mesma e tornar-se presente na posse do Pároco. O primeiro pároco foi designado pela Província e nomeado pelo Bispo, o Pe. Firmino Perszel que tomou posse no dia 15 de março de 1981, sendo a Eucaristia presidida por Geraldo Pellanda, Bispo de Ponta Grossa e concelebrada pelo pároco Pe. Firmino e Pe. Lourenço Biernaski, Superior Provincial.

    Uma vez criada a paróquia e o pároco residindo no local e não mais em Imbituva onde exercia o ofício de vigário paroquial, deu-se início a um grande trabalho em todas as comunidades, inclusive algumas pertencendo à paróquia de Prudentópolis. Funcionando já as diversas Pastorais, fez-se um novo empenho e revitalização das mesmas. Deu-se oficialmente a abertura do Livro do Tombo, dos livros de Batizados, Casamento, de Crisma, etc.


Situação sócio-econômica

A base econômica do município é a agricultura (Fumo).

Cerâmicas (telhas, tijolos).

Comércio.

Funcionalismo.


Conselhos de Pastoral, pastorais e movimentos

    Hoje, nossa Paróquia conta com vários Movimentos: temos o Conselho Pastoral Paroquial(CPP), o Conselho Pastoral de Comunidade(CPC), no qual temos várias pastorais como: Catequética, Litúrgica, da Criança, da Juventude, da Família, Pastoral Vocacional, Movimento das Capelinhas, Apostolado da Oração, Dízimo, Econômica, Grupos de Base, que por sinal são muito fortes. Temos também o Grupo de Renovação Carismática(RCC) e os Ministros Extraordinários da Comunhão.


Eventos especiais da Paróquia

Festa do Natal em comemoração ao Padroeiro (25/12).

Festa de Aniversário da Paróquia (13/03).

AGRADECIMENTO 

    25 Anos de Caminhada Paroquial

    Portanto, nestes 25 anos da instalação da Paróquia o nosso agradecimento a todos estes padres e também aos padres que vinham atender a Comunidade enquanto ainda era Capela, e pertencia à Paróquia de Santo Antonio de Imbituva, um agradecimento mais do que especial. Que Deus recompense a cada um derramando suas bênçãos divinas. Aqueles que não estão mais entre nós que Deus lhes dê a recompensa eterna. A todas as pessoas que trabalharam, cooperaram, se mobilizaram, se empenharam, participaram desde a existência da primeira Capela até os dias de hoje, tenham a certeza que as bênçãos maiores vieram e virão como recompensa por todo o esforço e dedicação.

    Parabéns a todos nós membros desta Paróquia. Parabéns pelos 25 anos de caminhada da Igreja. Continuemos sempre a ser membros participantes e colaboradores desta importante missão que é Evangelizar.

 

Párocos

1º. Pároco:  Pe. Firmino Perszel  - 1981 até 1982

2º. Pároco:  Pe. Lourenço Biernaski  - 1982 até 1982

3º. Pároco:  Pe. Antonio Mika  - 1982 até 1985

4º. Pároco:  Pe. Vilso Longo  - 1985 até 1986

5º. Pároco:  Pe. José Bacheladenski  - 1986 até 2000

6º. Pároco:  Pe. Pedrinho Carlos da Silva  - 2000 até 2003

7º. Pároco:  Pe. Vilso Longo  - 2004 até 2007

8º. Pároco:  Pe. Antonio Mika  - 2008 até 


ORAÇÃO

    Senhor Jesus, Filho eterno de Deus, que vos dignastes conhecer e santificar nossa condição humana, nós vos adoramos em Vossa Infância e Vos damos graças de nos ter aberto, por ela, o caminho ao Vosso Sagrado Coração.

    Nesta festa de Natal de ......, nós nos consagramos a Vós e vos tomamos por modelo, para que Vosso Pai veja resplandecer em nossas almas a semelhança de Seu Filho amado.

    Nós vos suplicamos de nos comunicar as virtudes que praticastes nos trinta anos de Vossa vida escondida, onde queremos buscar o alimento da nossa vida cristã.

    Ó Menino Jesus, Rei dos corações, nós vos escolhemos como verdadeiro sacerdote de nossa pequena capela, como Mestre de vida interior, como modelo de obediência e guia no caminho da perfeição.

    Preservai-nos do espírito do mundo e derramai em nossas almas as graças que transbordam de Vosso Sacratíssimo Coração: a mansidão e a verdadeira humildade; a fé e o amor por Vossa Santa Igreja, perseguida até a morte; o desprezo pelas honras do mundo; a castidade, o espírito de sacrifício e uma caridade fraterna tão sólida que afaste para sempre as divisões, os falatórios e a discórdia.

    Para tanto, queremos imitar a docilidade do Vosso Coração às inspirações do Divino Espírito Santo e Vossa admiração contemplativa da Vontade do Pai.

    Dai-nos uma piedade filial, terna e profunda para com Vossa Santa Mãe, que recebeu poder sobre Vós nos dias de Vossa vida mortal.

    Senhor Jesus, fazei que tudo em nossas vidas seja feito segundo a vontade de Deus, que saibamos adorar na fé os desígnios de Sua atenção paternal e que nossa vida interior, toda marcada por Vossa presença, mergulhe cada dia mais no mistério de amor das Três Pessoas Divinas, onde reinais eternamente com o Pai, na unidade do Espírito Santo. 

Amém.




Navegue até a sua Paróquia



Cúria
Cúria
Imprensa
Clipping
Download