DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 12/04/2021

Entregues dormitórios da Casa Deus Pai

Primeiras obras da reforma já foram concluídas

 
Ao todo, serão quatro dormitórios, com camas e guarda-roupas Ao todo, serão quatro dormitórios, com camas e guarda-roupas | Crédito: AssCom Diocese de Ponta Grossa

     Encerrada a primeira fase das obras de adaptação da sede da Comunidade Deus Pai, que funciona onde era a Capela Mãe do Redentor, na Rua Bento Viana, 430, na Vila Hilgemberg, em Ponta Grossa. No domingo e nesta segunda-feira (12), estão sendo entregues três dos quatro dormitórios previstos para o espaço, que atende pessoas em situação de rua e vive da Providência. Os serviços iniciaram em novembro e estão sendo realizados com a ajuda de benfeitores.

     De acordo com o ecônomo da Diocese de Ponta Grossa, padre Mário Dwulatka, a antiga Capela Mãe do Redentor pertencia à Paróquia Sebastião e estava desativada há cinco anos. A Diocese decidiu, então, ceder o terreno e a construção para obras sociais, no caso, à Comunidade Deus Pai, que, ao lado da Fraternidade Misericórdia Eucarística, localizada no centro de Ponta Grossa, também acolhe pessoas em situação de rua. “Na Deus Pai, segundo a orientação da Vigilância Sanitária Municipal, o projeto aprovado é para acolher 12 pessoas, dignamente. A obra está sendo feita com doações. Já recebemos mil tijolos, sacos de cimento e recursos para a compra de ferro, por exemplo. Vamos vendo as necessidades, pedindo e as pessoas vão nos ajudando. Essa entrega de hoje já foi um passo gigantesco”, avalia padre Mário.

     Segundo o sacerdote, ainda falta construir mais um dormitório, com mais duas camas e banheiros. “Hoje, a casa só tem um chuveiro.  Pelo projeto, serão, ao todo, quatro chuveiros, quatro sanitários e quatro lavabos. As caixas acopladas dos sanitários já foram doadas e serão entregues no momento oportuno. Precisam ainda dos chuveiros e dos lavabos e do material para fazer a adaptação dos banheiros. Quem quiser e puder ajudar pode entrar em contato comigo pelo telefone 3224-1140, pelo Facebook da Diocese ou pode vir conhecer a comunidade, aqui na Vila Hilgemberg. O Martin, o monitor da casa, atende quem chega”, sugere o padre, destacando que se trata de uma obra muito importante, que valoriza e respeita as pessoas.

   A Comunidade Deus Pai é apoiada pelo Rotary Clube Ponta Grossa Vila Velha, Oficina de Santa Rita, da Paroquia São Sebastião, Associação de Oficina de Caridade Santa Rita de Cássia, além de empresários, engenheiras, dentistas e gente da cidade toda. A Diocese de Ponta Grossa cede espaço para três obras sociais semelhantes em Ponta Grossa e uma em Teixeira Soares. A Mitra intermedia ainda contatos e entra com o pagamento dos profissionais e permuta valores para construções, informa o padre ecônomo.


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Curso de líderes forma primeira turma   |   O amor à Eucaristia expresso pela Diocese   |   Corpus Christi emociona e motiva   |   A fé testemunhada pelas ruas   |  





Publicado em: 12/04/2021

Entregues dormitórios da Casa Deus Pai

Primeiras obras da reforma já foram concluídas

 

     Encerrada a primeira fase das obras de adaptação da sede da Comunidade Deus Pai, que funciona onde era a Capela Mãe do Redentor, na Rua Bento Viana, 430, na Vila Hilgemberg, em Ponta Grossa. No domingo e nesta segunda-feira (12), estão sendo entregues três dos quatro dormitórios previstos para o espaço, que atende pessoas em situação de rua e vive da Providência. Os serviços iniciaram em novembro e estão sendo realizados com a ajuda de benfeitores.

     De acordo com o ecônomo da Diocese de Ponta Grossa, padre Mário Dwulatka, a antiga Capela Mãe do Redentor pertencia à Paróquia Sebastião e estava desativada há cinco anos. A Diocese decidiu, então, ceder o terreno e a construção para obras sociais, no caso, à Comunidade Deus Pai, que, ao lado da Fraternidade Misericórdia Eucarística, localizada no centro de Ponta Grossa, também acolhe pessoas em situação de rua. “Na Deus Pai, segundo a orientação da Vigilância Sanitária Municipal, o projeto aprovado é para acolher 12 pessoas, dignamente. A obra está sendo feita com doações. Já recebemos mil tijolos, sacos de cimento e recursos para a compra de ferro, por exemplo. Vamos vendo as necessidades, pedindo e as pessoas vão nos ajudando. Essa entrega de hoje já foi um passo gigantesco”, avalia padre Mário.

     Segundo o sacerdote, ainda falta construir mais um dormitório, com mais duas camas e banheiros. “Hoje, a casa só tem um chuveiro.  Pelo projeto, serão, ao todo, quatro chuveiros, quatro sanitários e quatro lavabos. As caixas acopladas dos sanitários já foram doadas e serão entregues no momento oportuno. Precisam ainda dos chuveiros e dos lavabos e do material para fazer a adaptação dos banheiros. Quem quiser e puder ajudar pode entrar em contato comigo pelo telefone 3224-1140, pelo Facebook da Diocese ou pode vir conhecer a comunidade, aqui na Vila Hilgemberg. O Martin, o monitor da casa, atende quem chega”, sugere o padre, destacando que se trata de uma obra muito importante, que valoriza e respeita as pessoas.

   A Comunidade Deus Pai é apoiada pelo Rotary Clube Ponta Grossa Vila Velha, Oficina de Santa Rita, da Paroquia São Sebastião, Associação de Oficina de Caridade Santa Rita de Cássia, além de empresários, engenheiras, dentistas e gente da cidade toda. A Diocese de Ponta Grossa cede espaço para três obras sociais semelhantes em Ponta Grossa e uma em Teixeira Soares. A Mitra intermedia ainda contatos e entra com o pagamento dos profissionais e permuta valores para construções, informa o padre ecônomo.


Diocede Ponta Grossa
Ao todo, serão quatro dormitórios, com camas e guarda-roupas   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa

Diocede Ponta Grossa
Os acolhidos recebem alimento, direcionamento espiritual e respondem pelos afazeres do espaço   |   AssCom Diocese de Ponta Grossa


Navegue até a sua Paróquia