DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA


SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 28/06/2021

Paróquia ganha seu primeiro diácono

João Chotti foi ordenado na Perpétuo Socorro, de Castro

 
“Agora, servo da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Estamos a serviço da Igreja” “Agora, servo da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Estamos a serviço da Igreja” | Crédito: Alexandre Hubert


     “Fico muito feliz por ser o primeiro diácono da paróquia. Sei da minha responsabilidade. Espero dar aquilo que for o melhor para as comunidades: atenção, carinho, respeito, levar a Palavra de Deus, aquilo que tem de melhor para tocar o coração das pessoas, para que elas possam enxergar, não o diácono João, mas Jesus Cristo Ressuscitado. Muito obrigado pelo carinho, muito obrigado pelas orações e apoio de todos!” A frase é do neo-diácono João Roberto Chotti, ordenado neste domingo (27), na Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, de Castro. A paróquia foi fundada há 15 anos, tem 16 comunidades e não contava com diácono até este ano.

     Aos 51 anos, o novo diácono é casado com Eliane Kremer Chotti e pai de Roberto e Lucas. “Fico feliz pelo trabalho que acontece dentro de toda a paróquia, em todas as comunidades. A expectativa é de ser um bom servo, um servo fiel obediente ao nosso bispo dom Sergio e também ao nosso pároco, padre Cristiano. Essa responsabilidade que exige muito trabalho, muito discernimento. Afinal, não é o nome do João, mas o da Igreja Católica que eu vou representar onde for”, afirma, dizendo ser com grande alegria que recebe esse ministério. 

      Ao taxar a cerimônia de ‘maravilhosa’, o novo diácono agradeceu a colaboração de todos, em especial do pároco, padre Cristiano Marcos Rodrigues, “que muito nos ajudou, incentivou, apoiou”, e todas as comunidades, “que se empenharam muito para que o momento fosse uma bênção de Deus. Agradeço a Deus e a Nossa Senhora, que está sempre nos protegendo com seu manto sagrado. Ela que vai preparando esse caminho, esse ministério”, destaca. João Chotti participa da comunidade desde a época em que ela era capela da Paroquia Sant’Ana. Integrava o grupo de oração. A convite do padre Wellington Marcondes, tornou-se ministro extraordinário da Comunhão e da Esperança, em 2006, quando a igreja já tinha se transformado em matriz da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

       Foi coordenador da matriz dos ministros extraordinários da Comunhão e Esperança, depois, coordenador paroquial e coordenador do Setor 5. “Fui dizendo ‘sim’ e as bênçãos foram acontecendo na minha vida. Em 2013, apareceu meu nome como indicado para participar da Escola Diaconal Santo Estevão. Apareceram muitas dúvidas nesta época. Pensava não ser digno. Mas, conversando com o padre Wellington, ele me orientou, deu força e esperança. ‘Ninguém é digno. É Deus que nos dignifica a ser seu servo fiel’, me disse o padre”, lembra o diácono João Chotti. A Escola Diaconal iniciou em 23 de março de 2014, com o Propedêutico. Foram seis domingos durante o ano, com a participação também da esposa. A formação durou de 2015 a 2019. A ordenação do primeiro diácono da Perpétuo Socorro estava marcada, inicialmente, para 6 de setembro de 2020, dia que paróquia celebrou 15 anos. O avanço da pandemia adiou a celebração.

     Para o pároco, padre Cristiano, o momento é de alegria. “Um diácono permanente vai ajudar bastante. Sou sozinho na paróquia e ele vai ajudar bastante nas celebrações nas comunidades, fazer batizados, exéquias...vai ser possível atender melhor ainda as comunidades. E o João é uma pessoa muito querida, muito simples, muito de Deus. Uma graça muito grande ter a presença de uma pessoa que vai nos ajudar tanto”, agradece padre Cristiano.



  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Carreata encerra dia da padroeira em Castro   |   Festa de Sant’Ana especial este ano   |   Paróquia de Reserva realiza bênção dos veículos   |   Tríduo à Sant’Ana inicia nesta sexta   |  





Publicado em: 28/06/2021

Paróquia ganha seu primeiro diácono

João Chotti foi ordenado na Perpétuo Socorro, de Castro

 


     “Fico muito feliz por ser o primeiro diácono da paróquia. Sei da minha responsabilidade. Espero dar aquilo que for o melhor para as comunidades: atenção, carinho, respeito, levar a Palavra de Deus, aquilo que tem de melhor para tocar o coração das pessoas, para que elas possam enxergar, não o diácono João, mas Jesus Cristo Ressuscitado. Muito obrigado pelo carinho, muito obrigado pelas orações e apoio de todos!” A frase é do neo-diácono João Roberto Chotti, ordenado neste domingo (27), na Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, de Castro. A paróquia foi fundada há 15 anos, tem 16 comunidades e não contava com diácono até este ano.

     Aos 51 anos, o novo diácono é casado com Eliane Kremer Chotti e pai de Roberto e Lucas. “Fico feliz pelo trabalho que acontece dentro de toda a paróquia, em todas as comunidades. A expectativa é de ser um bom servo, um servo fiel obediente ao nosso bispo dom Sergio e também ao nosso pároco, padre Cristiano. Essa responsabilidade que exige muito trabalho, muito discernimento. Afinal, não é o nome do João, mas o da Igreja Católica que eu vou representar onde for”, afirma, dizendo ser com grande alegria que recebe esse ministério. 

      Ao taxar a cerimônia de ‘maravilhosa’, o novo diácono agradeceu a colaboração de todos, em especial do pároco, padre Cristiano Marcos Rodrigues, “que muito nos ajudou, incentivou, apoiou”, e todas as comunidades, “que se empenharam muito para que o momento fosse uma bênção de Deus. Agradeço a Deus e a Nossa Senhora, que está sempre nos protegendo com seu manto sagrado. Ela que vai preparando esse caminho, esse ministério”, destaca. João Chotti participa da comunidade desde a época em que ela era capela da Paroquia Sant’Ana. Integrava o grupo de oração. A convite do padre Wellington Marcondes, tornou-se ministro extraordinário da Comunhão e da Esperança, em 2006, quando a igreja já tinha se transformado em matriz da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

       Foi coordenador da matriz dos ministros extraordinários da Comunhão e Esperança, depois, coordenador paroquial e coordenador do Setor 5. “Fui dizendo ‘sim’ e as bênçãos foram acontecendo na minha vida. Em 2013, apareceu meu nome como indicado para participar da Escola Diaconal Santo Estevão. Apareceram muitas dúvidas nesta época. Pensava não ser digno. Mas, conversando com o padre Wellington, ele me orientou, deu força e esperança. ‘Ninguém é digno. É Deus que nos dignifica a ser seu servo fiel’, me disse o padre”, lembra o diácono João Chotti. A Escola Diaconal iniciou em 23 de março de 2014, com o Propedêutico. Foram seis domingos durante o ano, com a participação também da esposa. A formação durou de 2015 a 2019. A ordenação do primeiro diácono da Perpétuo Socorro estava marcada, inicialmente, para 6 de setembro de 2020, dia que paróquia celebrou 15 anos. O avanço da pandemia adiou a celebração.

     Para o pároco, padre Cristiano, o momento é de alegria. “Um diácono permanente vai ajudar bastante. Sou sozinho na paróquia e ele vai ajudar bastante nas celebrações nas comunidades, fazer batizados, exéquias...vai ser possível atender melhor ainda as comunidades. E o João é uma pessoa muito querida, muito simples, muito de Deus. Uma graça muito grande ter a presença de uma pessoa que vai nos ajudar tanto”, agradece padre Cristiano.



Diocede Ponta Grossa
“Agora, servo da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Estamos a serviço da Igreja”   |   Alexandre Hubert

Diocede Ponta Grossa
Dom Sergio escolheu 27 de junho, dia padroeira, para a ordenação do primeiro diácono   |   Alexandre Hubert

Diocede Ponta Grossa
“Estou muito feliz. Agradeço toda a Igreja na pessoa de dom Sergio; a todas as comunidades e paroquianos na pessoa do nosso pároco   |   Alexandre Hubert

Diocede Ponta Grossa
A celebração entrou para a história da paróquia   |   Alexandre Hubert

Diocede Ponta Grossa
Ao lado do padre Cristiano, padre Luiz Carlos Mirkoski, que foi o quarto pároco da Nossa Senhora do Perpétuo Socorro   |   Alexandre Hubert

Diocede Ponta Grossa
A família do diácono acompanhou emocionada a celebração   |   Alexandre Hubert


Navegue até a sua Paróquia