DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA



SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 24/09/2021

Crianças de Quebo encerram ano letivo

Jardim de Infância é mantido pela Igreja do Paraná

 
O vídeo mostra a rotina das crianças atendidas no Jardim de Infância, em Quebo O vídeo mostra a rotina das crianças atendidas no Jardim de Infância, em Quebo | Crédito: Reprodução de vídeo Regional Sul 2

      Foi concluído em junho o primeiro ano letivo do Jardim de Infância Irmã Clara Giacopuzzi, construído e mantido pela Missão São Paulo VI, em Quebo, na Guiné Bissau, na África. A escola atende cerca de 90 crianças, de três, quatro e cinco anos. O Regional Sul 2 lançou um vídeo, nesta terça-feira (21), em que mostra um pouco do dia-a-dia da escola, edificada com a ajuda da Igreja de todo o Paraná. Os missionários Pércio e Márcia Pereira Vitória, que estão na África, testemunham a alegria com que a comunidade recebeu a obra.


     “O ano letivo começou dia 5 de outubro. Na Guiné Bissau, as aulas começam em outubro e terminam em junho. Havia muita alegria e expectativa por parte dos missionários e da comunidade. Abrimos as matrículas com a preocupação de como seria a procura pela matrícula e fomos surpreendidos que, em dez dias, as vagas já haviam encerrado e já tínhamos uma lista de espera com uma média de 15 crianças de cada turma. Isso nos alegra muito. Foi com alegria que a comunidade recebeu a escola da Missão Católica São Paulo VI. Uma alegria visível, no ‘bom dia’ deles no portão, quando vem trazer as crianças, ou, quando vem pegar as crianças no final do horário escolar”, comentou Márcia, citando que as crianças recebem uma refeição, todos os dias.  


     O jardim de infância é o passo inicial no processo educativo dessas 90 crianças. Mas, para que elas possam continuar na escola, e outras possam ingressar, a Missão conta com a generosidade de todos os católicos paranaenses, para dar continuidade à obra e também manter o que já foi iniciado. A live Catequética Missionária, realizada no dia 19 de julho, retomou a Ação Missionária Escola para a Missão Católica São Paulo VI. Lançada em setembro de 2019, durante a 40ª Assembleia do Povo de Deus, a ação quer arrecadar recursos financeiros para a construção e manutenção da escola. Devido a pandemia, ela não pode ser realizada pela maioria das dioceses. A Missão, no entanto, prosseguiu com o projeto de construção da escola e, em outubro de 2020, inaugurou o primeiro bloco.


    Agora, os bispos do Paraná, juntamente com o Conselho Missionário Regional e a Coordenação Regional de Catequese, propõem a retomada dessa Ação Missionária, para que seja realizada até a Páscoa de 2022, no dia 17 de abril. Na Diocese de Ponta Grossa, a expectativa é para o ano que vem. “Como nem todas as paróquias voltaram a Catequese presencial, acabou não dando para desenvolvermos a campanha. Poucas paróquias puderam colaborar. Vamos motivar as catequistas na nossa reunião de planejamento, em novembro, para quando voltarem os encontros presenciais, ano que vem. Aí, sim, poderemos fazer essa campanha, a partir da cartilha, dos encontros missionários e da entrega dos envelopes com as contribuições. Toda essa parte não deu para fazer”, comentou a coordenadora diocesana da Pastoral de Animação Bíblico-Catequética, Flávia Carla Nascimento.


      Confira o vídeo na integra, pelo link  https://www.youtube.com/watch?v=0QAFxDvz8d8


  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Paróquia festeja centenário com dedicação da igreja   |   Liga Católica retoma atividades   |   Feira de roupas vai ajudar a Caritas   |   As muitas histórias dentro de 100 anos   |  





Publicado em: 24/09/2021

Crianças de Quebo encerram ano letivo

Jardim de Infância é mantido pela Igreja do Paraná

 

      Foi concluído em junho o primeiro ano letivo do Jardim de Infância Irmã Clara Giacopuzzi, construído e mantido pela Missão São Paulo VI, em Quebo, na Guiné Bissau, na África. A escola atende cerca de 90 crianças, de três, quatro e cinco anos. O Regional Sul 2 lançou um vídeo, nesta terça-feira (21), em que mostra um pouco do dia-a-dia da escola, edificada com a ajuda da Igreja de todo o Paraná. Os missionários Pércio e Márcia Pereira Vitória, que estão na África, testemunham a alegria com que a comunidade recebeu a obra.


     “O ano letivo começou dia 5 de outubro. Na Guiné Bissau, as aulas começam em outubro e terminam em junho. Havia muita alegria e expectativa por parte dos missionários e da comunidade. Abrimos as matrículas com a preocupação de como seria a procura pela matrícula e fomos surpreendidos que, em dez dias, as vagas já haviam encerrado e já tínhamos uma lista de espera com uma média de 15 crianças de cada turma. Isso nos alegra muito. Foi com alegria que a comunidade recebeu a escola da Missão Católica São Paulo VI. Uma alegria visível, no ‘bom dia’ deles no portão, quando vem trazer as crianças, ou, quando vem pegar as crianças no final do horário escolar”, comentou Márcia, citando que as crianças recebem uma refeição, todos os dias.  


     O jardim de infância é o passo inicial no processo educativo dessas 90 crianças. Mas, para que elas possam continuar na escola, e outras possam ingressar, a Missão conta com a generosidade de todos os católicos paranaenses, para dar continuidade à obra e também manter o que já foi iniciado. A live Catequética Missionária, realizada no dia 19 de julho, retomou a Ação Missionária Escola para a Missão Católica São Paulo VI. Lançada em setembro de 2019, durante a 40ª Assembleia do Povo de Deus, a ação quer arrecadar recursos financeiros para a construção e manutenção da escola. Devido a pandemia, ela não pode ser realizada pela maioria das dioceses. A Missão, no entanto, prosseguiu com o projeto de construção da escola e, em outubro de 2020, inaugurou o primeiro bloco.


    Agora, os bispos do Paraná, juntamente com o Conselho Missionário Regional e a Coordenação Regional de Catequese, propõem a retomada dessa Ação Missionária, para que seja realizada até a Páscoa de 2022, no dia 17 de abril. Na Diocese de Ponta Grossa, a expectativa é para o ano que vem. “Como nem todas as paróquias voltaram a Catequese presencial, acabou não dando para desenvolvermos a campanha. Poucas paróquias puderam colaborar. Vamos motivar as catequistas na nossa reunião de planejamento, em novembro, para quando voltarem os encontros presenciais, ano que vem. Aí, sim, poderemos fazer essa campanha, a partir da cartilha, dos encontros missionários e da entrega dos envelopes com as contribuições. Toda essa parte não deu para fazer”, comentou a coordenadora diocesana da Pastoral de Animação Bíblico-Catequética, Flávia Carla Nascimento.


      Confira o vídeo na integra, pelo link  https://www.youtube.com/watch?v=0QAFxDvz8d8


Diocede Ponta Grossa
O vídeo mostra a rotina das crianças atendidas no Jardim de Infância, em Quebo   |   Reprodução de vídeo Regional Sul 2


Navegue até a sua Paróquia