DIOCESE  DE  PONTA  GROSSA



SOBRE
   História
   Fundação
   Bula Pontifícia


ESTRUTURA
   Colégio Consultores
   Conselho Presbiteral
   Seminários Diocesanos
   Casas para Encontros


Publicado em: 17/02/2022

Coordenadora resume sua vida na Catequese em livro

Flávia Carla Nascimento lançou obra em congresso nacional

 
A coordenadora diocesana lançou seu primeiro livro solo durante o congresso deste ano A coordenadora diocesana lançou seu primeiro livro solo durante o congresso deste ano | Crédito: Acervo Pessoal

     Nos próximos dias, deve chegar às livrarias católicas e no Centro Diocesano de Catequese em Ponta Grossa o livro ‘Caminhos...Para uma Catequese Querigmática e Mistagógica’, escrito por Flávia Carla Nascimento, coordenadora diocesana da Pastoral de Animação Bíblico-Catequética. Nessa sua primeira obra ‘solo’, Flávia resume todos esses anos de vivência junto aos catequistas, as experiências do dia-a-dia e o conteúdo apreendido nas tantas formações que vivenciou. O livro de 133 páginas, divididas em três pedagógicos capítulos, será vendido a R$ 30. A obra foi lançada pela Editora Vozes.  


     O lançamento oficial ocorreu durante a terceira edição do Congresso Catequisas Brasil, semana passada, em Aparecida (SP), onde Flávia pode detalhar sua obra aos participantes de todo o Brasil. Catequistas de Irati, Castro e de Ponta Grossa representaram a Diocese de Ponta Grossa no evento. “Havia gente da Paróquia Nossa Senhora da Luz e também de outras paróquias de Irati; as quatro paróquias de Castro se reuniram e foram em um ônibus para lá e, também catequistas aqui de Ponta Grossa. Eu fiquei muito feliz”, comenta a autora, que já tinha estado no congresso, em 2019, só que pela Editora Ave Maria, falando sobre os livretos da Coleção Sementes e o Manual de Catequese para Adultos, escrito por ela e uma equipe formada por padres e catequistas.


     “Nesse terceiro congresso, tive a graça de ver o lançamento de um livro que pude escrever nesse período de pandemia. E viver a emoção de ver o que vivo na Catequese na Diocese se tornando uma experiência escrita”, ressalta Flávia. Ela conta que o desejo de escrever o livro nasceu quando do lançamento pelo Papa Francisco da Exortação Apostólica Evangelli Gaudium, em 2013. “Ele fala da alegria de levar o Evangelho e, em dado momento, se dirige especialmente aos catequistas. O título do capítulo (da Exortação) é justamente esse: Catequese Querigmática e Mistagógica. Fiquei com aquilo no coração, pensando que precisávamos buscar caminhos para tonar concreta essa Catequese Querigmatica e Mistagogica, que o Papa nos está pedindo”, explica.


     O livro tem como foco inspirador a reflexão do trecho bíblico contido em Jeremias 18, 1 -6, quando o profeta vai à casa do oleiro e ele está modelando o vaso. “A partir disso, fui tentando imaginar que Deus, nosso grande Pai, envia Jesus, seu filho amado, e ele vai modelando o coração dos discípulos, agora, o nosso coração de catequistas. Modelando para que consigamos ir colocando em prática essa Catequese. E a proposta do primeiro capítulo é justamente essa: olhar para Jesus e para a forma como formou os discípulos, para aprender como fazer Catequese. Nada melhor do que primeiro aprender com Jesus.  No segundo capitulo, em uma analogia com o processo de fabricação do vaso, selecionei dez pontos-chave e fui tentando imaginar Deus nos moldando, mas, agora, através da mãe Igreja, que nos oferece documentos de formação e inúmeros ensinamentos através do magistério. No terceiro capítulo, apresento exercícios práticos para os catequistas. É necessário se exercitar a partir de sua prática e, principalmente, do seu encontro pessoal com Jesus. O ponto -chave está nisso, no encontro com o Divino Oleiro, que é quem molda os nossos corações”, detalha.


Significado


     ‘Querigma’ é o primeiro anúncio. O anúncio de Jesus que ressuscitou. “Chegou uma época em que a Catequese não fazia o Querigma. Se supunha que as crianças o recebessem na família. A Catequese fazia apenas o complemento, a educação na fé. Hoje não. Hoje, precisamos fazer o primeiro anuncio. Os catequistas são chamados a levar o anúncio de Jesus aos que chegam e, mais: lembrar constantemente que Jesus nos ama, que ressuscitou e caminha do nosso lado”, esclarece Flávia.


     ‘Mistagogia’ etimologicamente significa ‘ser conduzido para o interior dos mistérios’. No processo de iniciação à vida cristã o termo é usado como mergulho nos mistérios de Deus. “Mistério trata das ações de Deus na história de seu povo até chegar na plenitude dessas ações, que foi a vinda de Jesus. Mistagogia se trata de conduzir ao mistério que é Jesus vivo, presente no meio de nós, o ápice da ação maravilhosa de Deus. Catequista mistagogo é aquele que ajuda a aprofundar o mergulho em Jesus”, resume a autora.


 


  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa
  • Diocede Ponta Grossa


Você pode se interessar também:
| Jovem da Diocese de Ponta Grossa vai representar o Paraná em missão nacional   |   hightech   |   tesdtetetetete   |   Tibagi tem relíquias de nova santa católica   |  





Publicado em: 17/02/2022

Coordenadora resume sua vida na Catequese em livro

Flávia Carla Nascimento lançou obra em congresso nacional

 

     Nos próximos dias, deve chegar às livrarias católicas e no Centro Diocesano de Catequese em Ponta Grossa o livro ‘Caminhos...Para uma Catequese Querigmática e Mistagógica’, escrito por Flávia Carla Nascimento, coordenadora diocesana da Pastoral de Animação Bíblico-Catequética. Nessa sua primeira obra ‘solo’, Flávia resume todos esses anos de vivência junto aos catequistas, as experiências do dia-a-dia e o conteúdo apreendido nas tantas formações que vivenciou. O livro de 133 páginas, divididas em três pedagógicos capítulos, será vendido a R$ 30. A obra foi lançada pela Editora Vozes.  


     O lançamento oficial ocorreu durante a terceira edição do Congresso Catequisas Brasil, semana passada, em Aparecida (SP), onde Flávia pode detalhar sua obra aos participantes de todo o Brasil. Catequistas de Irati, Castro e de Ponta Grossa representaram a Diocese de Ponta Grossa no evento. “Havia gente da Paróquia Nossa Senhora da Luz e também de outras paróquias de Irati; as quatro paróquias de Castro se reuniram e foram em um ônibus para lá e, também catequistas aqui de Ponta Grossa. Eu fiquei muito feliz”, comenta a autora, que já tinha estado no congresso, em 2019, só que pela Editora Ave Maria, falando sobre os livretos da Coleção Sementes e o Manual de Catequese para Adultos, escrito por ela e uma equipe formada por padres e catequistas.


     “Nesse terceiro congresso, tive a graça de ver o lançamento de um livro que pude escrever nesse período de pandemia. E viver a emoção de ver o que vivo na Catequese na Diocese se tornando uma experiência escrita”, ressalta Flávia. Ela conta que o desejo de escrever o livro nasceu quando do lançamento pelo Papa Francisco da Exortação Apostólica Evangelli Gaudium, em 2013. “Ele fala da alegria de levar o Evangelho e, em dado momento, se dirige especialmente aos catequistas. O título do capítulo (da Exortação) é justamente esse: Catequese Querigmática e Mistagógica. Fiquei com aquilo no coração, pensando que precisávamos buscar caminhos para tonar concreta essa Catequese Querigmatica e Mistagogica, que o Papa nos está pedindo”, explica.


     O livro tem como foco inspirador a reflexão do trecho bíblico contido em Jeremias 18, 1 -6, quando o profeta vai à casa do oleiro e ele está modelando o vaso. “A partir disso, fui tentando imaginar que Deus, nosso grande Pai, envia Jesus, seu filho amado, e ele vai modelando o coração dos discípulos, agora, o nosso coração de catequistas. Modelando para que consigamos ir colocando em prática essa Catequese. E a proposta do primeiro capítulo é justamente essa: olhar para Jesus e para a forma como formou os discípulos, para aprender como fazer Catequese. Nada melhor do que primeiro aprender com Jesus.  No segundo capitulo, em uma analogia com o processo de fabricação do vaso, selecionei dez pontos-chave e fui tentando imaginar Deus nos moldando, mas, agora, através da mãe Igreja, que nos oferece documentos de formação e inúmeros ensinamentos através do magistério. No terceiro capítulo, apresento exercícios práticos para os catequistas. É necessário se exercitar a partir de sua prática e, principalmente, do seu encontro pessoal com Jesus. O ponto -chave está nisso, no encontro com o Divino Oleiro, que é quem molda os nossos corações”, detalha.


Significado


     ‘Querigma’ é o primeiro anúncio. O anúncio de Jesus que ressuscitou. “Chegou uma época em que a Catequese não fazia o Querigma. Se supunha que as crianças o recebessem na família. A Catequese fazia apenas o complemento, a educação na fé. Hoje não. Hoje, precisamos fazer o primeiro anuncio. Os catequistas são chamados a levar o anúncio de Jesus aos que chegam e, mais: lembrar constantemente que Jesus nos ama, que ressuscitou e caminha do nosso lado”, esclarece Flávia.


     ‘Mistagogia’ etimologicamente significa ‘ser conduzido para o interior dos mistérios’. No processo de iniciação à vida cristã o termo é usado como mergulho nos mistérios de Deus. “Mistério trata das ações de Deus na história de seu povo até chegar na plenitude dessas ações, que foi a vinda de Jesus. Mistagogia se trata de conduzir ao mistério que é Jesus vivo, presente no meio de nós, o ápice da ação maravilhosa de Deus. Catequista mistagogo é aquele que ajuda a aprofundar o mergulho em Jesus”, resume a autora.


 


Diocede Ponta Grossa
A coordenadora diocesana lançou seu primeiro livro solo durante o congresso deste ano   |   Acervo Pessoal

Diocede Ponta Grossa
A Editora Vozes levou ao congresso seu grupo de autores e cada um falou suas obras.   |   Acervo Pessoal

Diocede Ponta Grossa
Após o lançamento, os livros vendidos foram autografados   |   Acervo Pessoal

Diocede Ponta Grossa
Obra transmite a experiência de vida na Catequese   |   Acervo Pessoal


Navegue até a sua Paróquia